Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV

A Biblioteca está aberta: Inspirações literárias para ler e vestir já

Nas coleções internacionais de inverno 2022, livros não são só inspiração, mas complemento ideal para looks e acessórios.

OTikTok pode bem ser o mais novo e potente lançador de tendências, mas quando o assunto é inspiração, a boa e velha literatura mantém sua posição de destaque entre as principais mentes criativas. E basta olhar para a temporada de desfiles internacionais de inverno de 2022 para tirar a prova.

No pre-fall 2022 masculino da Dior, o diretor de criação Kim Jones fez uma parceria com o acervo oficial do escritor Jack Kerouac para criar estampas inspiradas na vida e obras de um dos pioneiros da geração Beat. A autora britânica Zadie Smith (White teeth, Ritmo louco, O caçador de autógrafos) estava na primeira fila do mais recente desfile da Loewe, que foi inspirado num poema de Seamus Heaney e teve como trilha sonora uma leitura de Sylvia Plath. Na semana de moda de Nova York, o release do inverno 2022 da Proenza Schouler foi escrito por Ottessa Moshfegh, autora de Meu ano de descanso e relaxamento. A própria, aliás, fez as vezes de modelo e subiu na passarela da estilista Maryam Nassir Zadeh.

Estampa do escritor Jack Kerouac, Dior pre-fall 2022.Foto: Divulgação

A escritora Ottessa Moshfegh no desfile de inverno 2022 de Maryam Nassir Zadeh.Foto: Getty Images

O movimento não é exatamente uma novidade. Coco Chanel manteve uma relação bem próxima com alguns nomes notáveis da literatura e dramaturgia, à exemplo de Jean Cocteau. Nos anos 1930, Elsa Schiaparelli foi fortemente influenciada pelas palavras da escritora Elsa Triolet. Alexander McQueen, por sua vez, tinha uma ligeira obsessão pelas obras de Mary Shelley e, especificamente, por Orlando, de Virginia Woolf (talvez uma das autoras mais referenciadas da moda contemporânea). Mais recentemente, o estilista sul-africano Thebe Magugu tem livros como base de seus lançamentos.

Por aqui, Ronaldo Fraga é um dos criadores nacionais mais inspirados pela literatura nacional. Carlos Drummond de Andrade e Guimarães Rosa são apenas dois dos nomes que serviram de fagulha para suas coleções – de inverno 2005 e o verão 2007, respectivamente. E como não lembrar de Clô Orozco, da Huis Clos, que deu nome a sua marca com base em escritos de Jean-Paul Sartre.

Chanel, inverno 2022.Foto: Divulgação

Louis Vuitton, inverno 2022.Foto: Divulgação

Miu Miu, inverno 2022.Foto: Divulgação

Na estação atual, contudo, a conexão literária vai além do campo das ideias. Alguns dos casacos do inverno 2022 da Chanel têm bolsos perfeitos para carregar livros. Alguns dos vestidos da Louis Vuitton contam com o mesmo detalhe. Já na Miu Miu, são as bolsas de matelassê que dão cara nova à famosa sacola de livros, agora em versão miniatura para leituras essenciais – ou para um Kindle.

https://elle.com.br/moda/a-biblioteca-esta-aberta-inspiracoes-liter...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 32

Responder esta

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço