Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV

Por Greice Verrone
Designer de Moda


Natureza, arquitetura, objetos, pessoas, movimentos culturais. São muitos os elementos que inspiram os estilistas na criação de suas coleções e, como não poderia deixar de ser, a arte é um deles. Nas passarelas nacionais e internacionais, artistas de todas as gerações já serviram como ponto de partida para o desenho de peças de roupa, sapatos e acessórios. Citarei alguns exemplos de artes que influenciaram e são fontes de pesquisa e inspiração para a criação de moda.

Art Déco (Arte Decorativa), movimento popular dos anos 20 e 30 caracterizado pelas inúmeras figuras geométricas, influenciou não só a moda, mas também a arte e arquitertura, foi visto na época como um movimento elegante, moderno e funcional.

Foto: Desfile Gucci 2012 – coleção Verão Europeu


Art Noveau, forma de arte decorativa que se caracteriza por linhas graciosas, com motivos florais em traços arabescos. Foi difundida na Europa na década de 1890 e recebeu este nome devido a loja “L’Art Nouveau”, aberta por Siegfried Bing, em Paris. O Art Nouveau foi expresso na Arquitetura, na Decoração e no Vestuário.

Fotos por Agência Fotosite: Desfile de Fabiana Milazzo na semana de moda 2013


Neplasticimo, surgiu com Piet Mondrian entre 1912 e 1917. Consiste no uso exclusivo do ângulo reto em posição horizontal ou vertical e das três cores primárias, as quais se juntam ao preto, o branco e o cinza.

Foto: Vestido Mondrian, de Yves Saint Laurent


Op Art (Optical art), apresenta diferentes figuras geométricas – círculos, espirais, quadrados – em preto e branco ou coloridas que se unem de forma a produzir uma ilusão óptica com sensação de movimento. Surgiu na década de 20 e seu precursor foi Victor Vasarely, criador da plástica do movimento. A Op Art foi encorporada na moda como padronagem dos tecidos na década de 60.


Pop Art, arte popular com sentido de folclore urbano. A palavra aparece pela primeira vez em 1955 num quadro do pintor inglês Richard Hamilton, mas a expressão “pop art” foi criada pelo crítico inglês Lawrence Alloay. As inspirações são diversas: objetos do cotidiano, astros de cinema e de televisão que na moda, que aparecem estampados em camisetas desde os anos 60.

Foto: Déborah Hang.


Para se criar uma coleção com essa inspiração é necessário realizar uma pesquisa de arte e/ou de época e posteriormente desenvolver um processo denominado releitura ou citacionismo, processo típico destes momentos “pós-modernos” onde a quantidade e o acesso à informação se democratizam e se aceleram no dia-a-dia. A releitura ou o citacionismo se desenvolve através da pesquisa de uma ou várias obras de um dado autor, de um estilo ou ainda, de um movimento de arte, e depois de realizado este levantamento, cria-se uma outra obra que apresentará traços, símbolos ou características utilizadas pelo autor ou estilo pesquisado.

Bibliografia:
Pezzolo, Dinah Bueno. Moda e Arte Releitura no Processo de Criação.

Por Greice Verrone
Designer de Moda

Exibições: 953

Responder esta

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço