Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

A Irresponsabilidade de Um, Não Pode Condenar o Suor Sagrado de Todos - CDL de Santa Cruz do Capibaribe-PE

A irresponsabilidade de um, não pode condenar o suor sagrado de todos
Por Bruno Bezerra

Entre os dias 12/10/2011 e 13/10/2011, duas notícias “explosivas” ganharam o noticiário nacional. Uma delas aconteceu no Centro do Rio de Janeiro, quando um restaurante explodiu, deixando pelo menos três mortos e vários feridos. A outra notícia “explosiva” aconteceu – quase que simultaneamente – no porto de Suape-PE, onde foram apreendidos contêineres com lixo hospitalar dos USA, importados por um empresário cearense, cuja sede da empresa fica no polo de confecção do agreste pernambucano há 2 anos.

 

As imagens, tanto da explosão do restaurante, quanto do lixo hospitalar são assustadoras. Contudo, o que tem assustado a população do agreste pernambucano tem sido a forma generalizada como alguns estão tratando o caso. Milhares de trabalhadores, comerciantes, industriais e empreendedores estão sendo jogados na vala comum. Essa generalização deixa a impressão de que todos os produtores de confecção do polo pernambucano utilizam tecidos de lixo hospitalar na produção de roupas. O que não é verdade.

 

Com meio século de existência, a atividade confeccionista iniciada em Santa Cruz do Capibaribe e hoje espalhada por todo o agreste pernambucano, é ao mesmo tempo uma atividade cultural e econômica. É uma das mais exitosas experiências de desenvolvimento regional baseada no empreendedorismo. Porém, nada disso é capaz de impedir que empresários de outros estados venham para o agreste pernambucano manchar a imagem do polo com práticas criminosas.

 

O polo de confecção pernambucano é estruturado na micro e pequena empresa familiar. Tais empresas geram milhares de empregos, que por sua vez sustentam milhares de famílias em dezenas de cidades dos estados de Pernambuco e da Paraíba. É uma das atividades que mais e melhor gera emprego e distribui renda no nordeste brasileiro. Muito do que falo aqui pode ser comprovado na evolução do IDH das cidades que compõem o polo de confecção do agreste pernambucano.

 

Fazendo uma analogia com a explosão do restaurante no Centro do Rio de Janeiro, uma pergunta surge: será que porque um restaurante explodiu no Centro do Rio, todo restaurante no Centro do Rio de Janeiro pode ser considerado uma bomba relógio? Claro que não.

 

Da mesma forma que a prática irresponsável e criminosa de um único importador, não pode jamais condenar décadas de suor sagrado e limpo de milhares de trabalhadores e empreendedores de Santa Cruz do Capibaribe e do agreste pernambucano. A situação é muito séria e precisa ser tratada com mais seriedade ainda.

 

Espero que tais fatos sejam apurados com justiça, que cada grama do tecido possa ser identificada e retirada do mercado urgentemente. Mas espero principalmente, que os culpados – aqui e nos USA – sejam punidos de maneira exemplar.

 

Ao governo de Pernambuco, solicito a criação e coordenação de um comitê gestor para tratar desta crise, no sentido de zelar em primeiro lugar pela saúde das pessoas; e zelar também pela saúde empreendedora do polo de confecção, que é responsável por milhares de postos de trabalho no agreste pernambucano.

 

Valendo aqui a redundância: o dolo de um não pode nunca expor a saúde das pessoas e o meio ambiente a tal perigo, tampouco pode condenar a boa fé de milhares de trabalhadores que geram, de maneira honesta, o sustento de suas famílias através do polo de confecção de Pernambuco.

Bruno Bezerra
Diretor de desenvolvimento e empreendedorismo da
CDL de Santa Cruz do Capibaribe-PE. Twitter: @brunobezerra

Exibições: 1310

Responder esta

Respostas a este tópico

Muito apropriada sua colocação caro Mario.

É inteiramente fora de propósito tentar rotular as atividades de toda uma região, em função das atitudes irresponsáveis de um oportunista sem escrúpulos.

Abraços,

Erivaldo

PREZADO Bruno Bezerra, entendo que o ocorrido no Rio de Janeiro deva servir de lição para mais um descalabro público, tendo em vista que todo Cidadão Residente é obrigado a pagar anualmente uma tal Taxa de Incêndio (bitributação?) e recebe de volta um serviço de péssima qualidade; o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro não sabe fazer uma "amostragem" para verificações periódicas nas instalações comerciais?
No caso de Santa Cruz do Capibaribe as vítimas são novamente os Consumidores; a Diretoria de Desenvolvimento e Empreendedores da CDL de Santa Cruz do Capibaribe-PE não sabia de tal prática, segundo consta já há muito tempo praticada?
Caro Bruno não tem como comparar um acidente ocorrido no Rio com a pratica criminosa praticada em seu estado é um tentativa tosca de tirar o foco das coisas, enquanto estava dando lucro ótimo agora que a casa caiu todos se fazem de vitimas, as verdadeiras vitimas são os consumidores que pagam por um material de primeira e recebem lixo hospitalar, enquanto a industria têxtil passa por dificuldades vocês importam lixo.

NÃO VAI   A C O N T E C E R   NADA, AQUI É BRASIL. OU ALGUEM DUVIDA. SE O COMPRADOR FOSSE AMERICANO E O VENDEDOR UM BRASILEIRO, PODEM ESTAR CERTOS QUE SE FARIA ALGUMA COISA.

Ainda acredito nos profissionais sérios! Também não é segredo a especulação e sensacionalismo da Mídia, que é, na minha opinião, o meio de maior poder de manipulação das massas, muitas vezes sem seriedade, sem responsabilidade, em troca apenas de audiência momentânea.

Todos os setores, em todo o Mundo estão sugeitos à corrupção e à ilegalidades, são formados por Humanos corrompíveis, gananciosos. Mas também por pessoas de boa fé, batalhadoras, com valores e princípios. Nosso papel? Estar atentos, sermos críticos quanto ao que ouvimos e mesmo vemos, pois até as imagens são manipuladas. 

Concordo com todas as afirmações postas neste assunto. Infelizmente, pela ganância e sordidez de alguns, muitos pagam o pato pelo fato de interagirem em um mesmo ambiente.

Na minha opinião, duas coisas há que se levar em consideração em episódios como esses:

1°) Devemos separar o joio do trigo, pois, com toda certeza, cremos que, por um motivo ou por outro, sempre existirá pessoas boas, e de bons princípios (caráter) vivendo em ambientes sujos, desagradáveis, e que muitas vezes são vítimas do sistema.

Assim como diz a velha máxima, de que "educação vem de berço", existem muitas pessoas boas em lugares ruins, porém não foram educadas o suficiente para discernir o certo do duvidoso (ou do errado);

 

2°) Por outro lado, creio que tudo aquilo que é errado (ou que tem defeito), desculpe-me a expressão, mas vou afirmar o que uma conhecida minha sempre fala "UM DIA DARÁ MERDA!!!". E alguém será punido. E, quase sempre , muitos inocentes são levados à juízos em lugar dos gananciosos, dos imbecis, dos aproveitadores, dos egoístas e cia....  

 

Existe uma frase que diz que "todos somos ignorantes, só que em assuntos diferentes". Muitos utilizam desses nossos lapsos de ignorância para colocar-nos no meio dessas coisas ruins.

Somos reféns do sistema.

 

Abraços à todos!

 

Edson Machado  

 

 

Acho errado a rotulação, mas se vocês não sabiam da prática criminosa, como o consumidor vai saber quem é honesto ou não??

É muito oportuna sua colocação, Bruno, e aproveito para incrementar ainda mais seu posicionamento sobre colheita dos "FRUTOS A QUALQUER PREÇO". Assim como a aquisição deste material contaminado, por conta do baixíssimo preço com vistas a fartos lucros, é também MUITO DANOSA a nossa sociedade e país a compra de importados com preços SUBFATURADOS, tanto de confeccionados como todos os insumos da cadeia têxtil(aviamentos, tecido e etc...). Fato que vem causando a desindustrialização dos polos têxteis brasileiros. Essa "FARRA" dos porcos, ad-

quirindo produtos contaminados, roubados e subfaturados esta levando a: indústrias fecharem ou reduzirem sua

produção aumentando o desemprego e reduzindo a qualidade de vida do nosso povo, produção ou a simples venda de produtos e insumos contrabandeados ou importados com baixa qualidade prejudicando a imagem

do produto BRASILEIRO que muitos profissionais tem dado o seu SANGUE para elevá-lo a excelência que merece.

Ponto pra ti, Bruno Bezerra.

A próxima vez de eu for a Santa Cruz do Capíbaribe irei comprimentá-lo pessoalmente.

Acho que denunciar é dever da mídia, mas me surpreendi quando a notícia estourou de forma tão irresponsável.

Colocar o problema generalizando todo um polo produtivo, é realmente infeliz.

Santa Cruz do Capibaribe é comprovadamente um grande produtor, com pessoas honestas e batalhadoras, sujar desta forma a procedência dos produtos da região, e presumir que todos os produtores agem de má fé, é no mínimo indecente.

O caso ainda vai dar o que falar, e se vai dar em alguma coisa, com certeza não sabemos, todos que aqui postaram suas opiniões de alguma forma, acreditam na impunidade, o que não é justo é intitular culpado todo um povo que batalha para sobreviver com dignidade.

A chamada da mídia colocando o fato como sendo do polo de confecção, e não de um comerciante que atua lá, foi lastimável.

Fica aqui minha solidariedade a todos os confeccionistas do Polo Industrial de Santa Cruz do Capibaribe, que na realidade são vitimas, alguns das circunstancias, outros, apenas do fato de viverem em uma região em que um ganancioso qualquer resolveu que o crime compensava.

Parabéns ao CDL por defender o polo e seus associados.  

A redução do custo a qualquer preço nos reduz a esta situação.

Internacionalmente ficamos mal vistos, pois estamos produzindo nossos produtos com resíduos hospitalares aos quais não se tem idéia dos tratamentos a que foram submetidos.

O pior é que muitos sabiam e estavam se aproveitando da situação. Independente da geração de empregos e da situação das famílias, esta situação é prejudicial aos nossos produtos nos mercados local e internacional.

O que mais estarão produzindo com resíduos de seja lá o que for ? 

Precisamos de um crescimento, mas que seja honesto consigo e com todos, empregos gerados com condições e respeito ao ser humano. Indústrias que saibam gerir seus custos de forma sustentável e respeitosa e que realmente gerem empregos dignos.

Vamos ver ao final qual será o prejuízo e o que poderemos fazer para evitar situações parecidas. O polo de Santa Cruz e a região do agreste Pernambucano sempre foi um exemplo de superação e garra para uma região esquecida pelos governantes do estado e do País. Mas como sempre alguns poucos se aproveitam da situação e agem desta forma.

Agora é a chance que o polo tem de se alinhar e mostrar que este tipo e prática não será permitido e que continuarão a produzir com o mínimo de respeito aos consumidores.

Esta é a chance que o polo tem de mostrar realmente para o que veio e utilizar o episódio para se fortalecer definitivamente na economia brasileira.

Como diz o velho ditado popular: "Há males que vem para o bem !!!"

Vamos aproveitar a chance.

QUERO DIZER QUE QUANDO HA UM TRABALHO HONESTO SR BRUNO NÃO VAI SER ESTAS PESSOAS SEM CARATER E NENHUM ESCRUPULO QUE VAI MANCHAR A DIGNIDADE DE SUA EMPRESA . POIS DEUS SEMPRE ILUMINA E FORTALECE O QUE TRABALHA HONESTAMENTE ESTA TEMPESTADE VAI PASSAR E O SR VAI COLHER OS BONS FRUTOS QUE PRANTOU. AGORA ESTAS PESSOAS JUNTAMENTE COM AS OUTRAS DOS ESTADOS UNIDOS VÃO SER PUNIDOS . EU TENHO FÉ EM NOSSA LEI POIS ALGUM TEMPO ATRÁS MANDA´~AO LIXO DA ITALIA PARA CÁ EU ACONPANHEI O DESFECHO ATÉ O FINAL E TAL EMPRESA FOI MULTADA . ESTE DITO EMPRESÁRIO NÃO VAI SAI ILESO DESTA. QUE DEUS ABENÇOA A TUA EMPRESA SR BRUNO



sueli aparecida sampaio disse:

QUERO DIZER QUE QUANDO HA UM TRABALHO HONESTO SR BRUNO NÃO VAI SER ESTAS PESSOAS SEM CARATER E NENHUM ESCRUPULO QUE VAI MANCHAR A DIGNIDADE DE SUA EMPRESA . POIS DEUS SEMPRE ILUMINA E FORTALECE O QUE TRABALHA HONESTAMENTE ESTA TEMPESTADE VAI PASSAR E O SR VAI COLHER OS BONS FRUTOS QUE PRANTOU. AGORA ESTAS PESSOAS JUNTAMENTE COM AS OUTRAS DOS ESTADOS UNIDOS VÃO SER PUNIDOS . EU TENHO FÉ EM NOSSA LEI, POIS ALGUM TEMPO ATRÁS MANDARM  LIXO DA ITALIA PARA CÁ EU ACONPANHEI O DESFECHO ATÉ O FINAL E TAL EMPRESA FOI MULTADA . ESTE DITO EMPRESÁRIO NÃO VAI SAI ILESO DESTA. QUE DEUS ABENÇOA A TUA EMPRESA SR BRUNO

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço