Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Publicado no Diário do Comércio de SP, em 08/06/2013, o texto de Aguinaldo Diniz Filho explica por que é tão difícil concorrer com a China e que consequências as regras tão desiguais estão causando na nossa indústria.

Clique no link abaixo:

Afinal, qual é a da China?.pdf

Exibições: 622

Anexos

Responder esta

Respostas a este tópico

A da China, caro Aguinaldo, é continuar ludibriando o resto do planeta.

Se fosse apenas ao Lula (como fez em 2004 ao pedir o apoio para ser reconhecida como Economia de Mercado e garantindo apoio ao desejo do Brasil de fazer parte do Conselho de Segurança da ONU), seria "palatável", porque todos diriam que ele era despreparado. Garantindo o apoio mas não cumprindo, como voltou a fazer com a Dilma recentemente

Aguinaldo,  a China continua ludibriando, enganando e roubando a economia dos países das Angela Merkel, dos François Hollande, Obamas e outros bam-bam-bans do planeta.

Quando a OMC acordar, verá que NUNCA a China deixará de ser comunista e como tal, de ser uma ECONOMIA DE ESTADO. E que a tal de Economia de Mercado é só um artifício para demorar um pouco mais para ser questionada junto à OMC e, quando o for, mandar esta e o resto do mundo às favas.

A imagem da China para mim é comparável a de uma nuvem de gafanhotos. Vorazes e ávidos para conseguirem o que querem não se preocupando em destroçar o que estiver em seu caminho. Além disso se necessário for devoram se uns aos outros. Pois muitos chineses trabalham em condições sub humanas em todos os aspectos. Não nos esqueçamos de outros lugares da Ásia. Lembrando Bangladesh, para mim o cúmulo da miséria foi um governante ir a público implorar que não multassem as empresas que tinham suas peças produzidas por pessoas naquelas precárias condições. Imaginem quantas Bangladesh nós temos espalhadas por ai.

Se necessário for, devoram-se uns aos outros... Venceslau, peço-lhe permissão para usar essa frase.

Fique a vontade Oscar. Abraços

Estive recentemente na China visitando alguns fornecedores na região Sul do país: Dongguan, Xiamen, Shenzen, entre outras e o que vi me deixou surpreso pois ouvi falar muito das condições "degradantes" em que viviam os trabalhadores, mas a realidade é muito diferente (pelo menos nas fábricas que visitei): funcionários uniformizados, usando EPI´s, os alojamentos (ao menos por fora) pareciam melhores que muitos condomínios do Minha casa minha "dívida", todas as dependências climatizadas, muitos quadros motivacionais dentro da produção, ambientes muito limpos e todos com aspecto de estarem motivados, creche para filhos de funcionários, entre outros pontos que julgamos importantes. O ponto positivo é que  tudo isto tem um custo que, mesmo devagar, vai sendo repassado para o ocidente, inclusive não consegui fechar nenhum negócio pois, como fabricamos aviamentos, alguns itens chegam aqui custando o dobro do nosso feito aqui no Brasil.

Existem ainda muitas oportunidades, em especial, para produtos acabados e de alto valor agregado e estes ainda sofrem com a escassez de mão-de-obra qualificada que tem afugentado muitos importadores.

Anexos
Aristides: Tudo é divino e maravilhoso nas vizinhanças de Taiwan ou Hong Kong.

Quero ver em Shenyang, Benxj, Qiqihar...

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço