Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Algodão brasileiro apresenta características com classificação ótima e excelente

A qualidade do algodão brasileiro produzido na safra 2013/2014 tem as suas características intrínsecas e extrínsecas classificadas como ótimo ou excelente, de acordo com levantamento produzido pela Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa). O estudo foi feito com base em 2,6 milhões de fardos analisados por nove laboratórios brasileiros até o dia 31 de agosto de 2014.

"Nossos números provam que o produtor brasileiro tem trabalhado, cada vez mais, com cuidados para que sua fibra seja de extrema qualidade e atenda às demandas da indústria”, diz o presidente da Abrapa, Gilson Pinesso.

DADOS - Nas características intrínsecas, o micronaire (MIC), que representa o índice de finura da fibra, tem 72% do universo analisado com valores entre 3,60 e 4,29, números que deixam o algodão num patamar de classificação excelente. 

_____0micronaire.jpg
Ainda é possível perceber, em se tratando de Micronaire, que 92% das amostras está entre 3,50 e 4,90, índices que atendem a grande parte da indústria.
 
Em relação à resistência (STR) da fibra, as análises mostram que 82,8% das amostras têm resistência superior a 28,1, padrão considerado excelente. Pensando na qualificação de ótimo, os números revelam que 92% tem classificação acima de 27.
_____0resistência.jpg
Quando se fala de comprimento de fibra (UHM), os dados dos laboratórios revelam que 72,6% está acima de 1,11, o que é considerado excelente, sendo que 93% está acima de 1,08, número classificado como ótimo.
 
_____0comprimento.jpg
O índice de fibras curtas (SFI), importante característica para a indústria de fio penteado, apresenta bom percentual, com 69,9% abaixo de 10 pontos.
 _____0fibrascurtas.jpg
A uniformidade (UI) da fibra apresenta percentual de 83% das análises acima de 80,1, valor que é considerado bom.
_____0uniformidade.jpg
No campo das características extrínsecas, o algodão brasileiro também se destaca. O grau de reflexão (RD), por exemplo, mostra que 86% das análises está acima de 74, valor que já determina o algodão como branco. Destes, 62% estão acima de 77,1, caracterizando um algodão extremamente branco.
_____0graureflexão.jpg
Outra característica extrínseca que garante o brilho do algodão é o grau de amarelamento (+B) do algodão. Do total analisado, 74% está abaixo de 8, o que demonstra que o algodão brasileiro além de ter um alto índice de reflexão também possui um baixo índice de +B evidenciando um excelente grau de cor (GC).
_____0grauamarelamento.jpg
 
“Todos estes dados comprovam que temos capacidade para produzir algodão de qualidade e atender aos mercados mais exigentes do mundo. A indústria têxtil mundial pode procurar pela fibra brasileira que não vai se arrepender”, conclui Pinesso.
 
Os dados levantados pela Abrapa foram coletados pelos laboratórios da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Associação Goiana dos Produtores de Algodão (Agopa), Associação Mineira dos Produtores de Algodão (Amipa), Associação Sul Matogrossense dos Produtores de Algodão (Ampasul), Cooperfibra, Unicotton, Petrovina, BMF e Kuhlmann.
 
Todos os dados serão apresentados aos traders compradores de algodão brasileiro durante a tradicional Sala de Negociações da Abrapa, que acontece durante o encontro anual da International Cotton Association (ICA). Neste ano, o evento acontece em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, entre os dias 30 de setembro e 3 de outubro.
 
A sala de negociações da Abrapa acontece no dia 2 de outubro, quinta-feira, de 8h30 às 18h. A comitiva da Associação receberá, ao longo do dia, representantes de 12 traders, para falar sobre o algodão brasileiro, suas características, certificação, entre outros temas.

Exibições: 303

Responder esta

Respostas a este tópico

   “Todos estes dados comprovam que temos capacidade para produzir algodão de qualidade e atender aos mercados mais exigentes do mundo.

Parabéns à Abrapa e a todos os envolvidos no desenvolvimento da cotonicultura brasileira. Fico muito feliz por ter dedicado muitos anos da minha vida profissional ao ajudar no aprimoramento da qualidade do Algoão Brasileiro.

Responder à discussão

RSS

© 2023   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço