Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Aos 80 anos, Armani constrói museu em Milão
Fotografia © O estilista redeado de modelos que usam as suas criações

O estilista independente mais bem sucedido do mundo recusa reformar-se 40 anos depois de ter criado a sua marca em Itália. A sua fortuna é de 6,2 mil milhões de euros

Giorgio Armani é sinónimo de sucesso. O estilista é o 174º homem mais rico do mundo e o quarto italiano mais abastado da lista da Forbes (2014), superando nomes como Silvio Berlusconi. Com uma fortuna avaliada em 6,2 mil milhões de euros, o estilista é a personalidade italiana mais rica de Itália ligada ao mundo da moda, superando Miuccia Prada (Prada e Miu Miu), Renzo Russo (do grupo OTB que tem marcas como a Diesel ou a Maison Martin Margiela), os irmãos Benetton, Domenico Dolce e Stefano Gabbana (Dolce&Gabbana.

Este ano, a sua marca celebra o seu 40º aniversário e o estilista, de 80 anos, não quer nem sequer pensar na reforma. A Armani Privé, a etiqueta de alta costura do grupo, prova que o italiano continua a ser um dos estilistas preferidos das celebridades e que consegue reunir um grupo eclético de fiéis clientes.

Richard Gere foi o responsável por celebrizar a nível mundial os fatos Armani, que usou no filme American Gigolo, em 1980. Charlene Wittstock casou-se com o príncie Alberto do Mónaco, em 2011, envergando uma criação sua perante o olhar atento de milhões de pessoas que assistiram em direto, no mundo inteiro, à boda do monarca e da antiga atleta. Em1991, Jodie Foster recebeu o Oscar de Melhor Atriz pelo seu desempenho em O Silêncio dos Inocentes com um modelo Armani assim como Cate Blanchett, o ano passado, pelo seu papel emBlue Jasmine. O vestido futurista que Lady Gaga usou nos prémios Emmy, em 2010, faz parte do lote dos "100 vestidos inesquecíveis", livro escrito por Hal Rubenstein com prefácio de Alber Elbaz, estilista da Lavin.

Alguns destes modelos icónicos estarão em exposição no museu que Armani mandou construir em Milão, uma das capitais da moda mundial, a cidade que o estilista considera fundamental para o êxito que a sua marca alcançou ao longo das últimas décadas.Por isso investirá 50 milhões de euros numa nova sede e construção do museu na que foi uma antiga fábrica do gigante alimentar suiço Nestlé.

http://www.dn.pt/inicio/pessoas/interior.aspx?content_id=4342203&am...

Exibições: 184

Responder esta

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço