Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Apucarana: Comissão vai a Brasília Defender Setor Boneleiro e de Confecções

Pauta de reivindicações será protocoladas no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Entidades representativas do setor boneleiro e do polo de confecções de Apucarana realizaram na sexta-feira – (12), no salão nobre da Prefeitura de Apucarana, uma reunião que definiu uma pauta de reivindicações que serão protocoladas no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, em Brasília. O documento vai ser levado em mãos por uma comissão, assim que uma audiência for agendada.

Acompanhado do secretário Municipal da Indústria e Comércio, Laércio Costa, o prefeito de Apucarana, Beto Preto (PT) participou do encontro. Entre os principais pedidos vai estar a solicitação da elevação dos valores do NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul), que regem as remessas de exportação e que são consideradas muito baixas atualmente.

“Vamos elencar neste ofício todas as necessidades do setor de confecções, relacionando sobretudo a necessidade da elevação do NCM e a concessão de incentivos fiscais ao setor, tendo em vista sobretudo a Copa do Mundo de Futebol, em 2014. Também vai compor este material uma planilha de custos, dando maior embasamento às reivindicações”, explica o secretário Laércio.

De acordo com Costa, também serão convidadas a compor a comitiva que vai a Brasília representantes da ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), que tem sede em São Paulo, e da ANIBB (Associação Nacional das Indústrias de Bonés, Brindes e Similares).

Fonte:|http://www.tnonline.com.br/noticias/apucarana/45,181552,13,04,apuca...

.

.

.

.

.

.

.

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - Clique Aqui

Exibições: 252

Responder esta

Respostas a este tópico

O problema e que este governoseste governo assim como todos os anteriores estao andando pro setor de confeccao, eles so vao acordar quando nos tivermos com todas as fabricas na china ai sim vao correr atraz do prejuizo e vai ser tarde , eu nao sei voces mas eu recebo emais diariamente com ofertas de faccao na asia, nos precisamos e nos organizar de norte a sul e fazer um grande movimento nacional, encher os caminhoes de maquinas e montar  um grande tapete de maquinas de costura na frente da esplanada dos ministerios talvez assim consigam ver o óbvio

Enquanto isso, no estado que concentra (ainda) a maior renda, o maior parque têxtil, o maior número de consumidores de todas as classes e é o maior prejudicado pela pirataria oficializada (importações) ou não (contrabando), nós - os prejudicados - ficamos discutindo o sexo dos anjos.

Ronald: - Tenho certeza que alguém levou à presidente (ou ela mesma viu) seu blog. Tenho certeza também que ela leu Érick von Daniken e entendeu sua fina e hilária analogia. Creio que é o primeiro passo para, se não der para encher um estádio, pelo menos vc juntar mais uns onze representantes do nosso segmento e pleitear... ou melhor: exigir o mesmo tratamento das montadoras. Isso se chama LOBBY, e o bom e salutar LOBBY, como vc sabe, signfica "lobby nada mais é do que um grupo de pressão na esfera política, um grupo de pessoas ou organizações que tentam influenciar, aberta ou secretamente, as decisões do poder público em favor de seus interesses".

Se vc não conseguir esses onze paladinos no mais rico e organizado estado do país, poderia pelo menos ser convidado a se juntar ao pessoal de Apucarana.

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço