Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Brasilidade é o “x” da Questão para Empresários do Vestuário

Empresários de micro e pequenas empresas do setor do vestuário de Maringá e Microrregião já estão conscientes de que design e inovação são fatores essenciais para aproveitar as oportunidades que surgirão antes, durante e depois dos grandes eventos esportivos, como a Copa de 2014. O “x” da questão, porém, é saber como aplicar, de forma criativa e atrativa, as características da cultura brasileira na produção de moda.
 
A oficina "Gol do Brasil - Produtos com Qualidade Internacional e Design Contemporâneo - Lifestyle Brasileiro", que ocorreu na semana que passou, no Sebrae/PR em Maringá, ajudou os empresários a estabelecerem essa reflexão. O treinamento, que reuniu representantes de 18 micro e pequenas empresas, foi conduzido por Luciane e André Robic, do Instituto Brasileiro de Moda (IBModa).
 
A ação faz parte do Programa Sebrae 2014 e, de acordo com o consultor do Sebrae/PR, Élvio Saito, esta é a primeira vez que se realiza, no noroeste do Paraná, um trabalho de disseminação do conceito de brasilidade e suas vantagens para atender tanto o mercado nacional quanto internacional. “Observamos empenho dos empresários para visualizarem possibilidades de como expressar a cultura brasileira na moda”, afirmou.
 
Com esse trabalho, Élvio Saito ressaltou que além de se preparem para os eventos esportivos, as empresas de vestuário também deixarão um legado de inovação para a moda brasileira. “Durante os eventos mundiais haverá um clima de troca de cultura e a moda brasileira precisa atender as percepções sensoriais e emocionais dos consumidores. Essa condição trará longevidade para os produtos, porque poderão ser utilizados dentro e fora dos estádios, e trará um novo conceito para a moda no Brasil”, enfatizou.
 
André Robic, diretor executivo da IBModa, explicou que o conceito de brasilidade envolve design, arte e estética. “Cada região do País tem suas fortes características e dentro delas há vários recursos que podem ser trabalhados. Buscamos conscientizar os empresários, mostrando que há formas criativas de expressar o Brasil, sem necessariamente utilizar figuras caricatas, folclóricas ou o tradicional verde e amarelo”, disse. 
 
Para atingir esse patamar, André Robic apontou que um dos segredos está em saber identificar quais são os produtos ou características que mostram a personalidade de um povo e interpretar o que as pessoas desejam comprar e vestir. “Hoje vemos que as pessoas não querem mais as pequenas lembranças de viagem, como camisetas e fitinhas. Elas querem produtos que possam realmente fazer parte do seu guarda-roupa e de seu dia a dia”, completou o especialista.
 
Além de questões que envolvem criatividade e viés artístico, André Robic também alertou os empresários sobre a importância de ficarem atentos com a gestão empresarial. “A moda trabalha com ciclos de criação e é preciso ter antecedência nesse processo para que, perto da data dos eventos, as empresas não sofram com falta de pontos de vendas e de matéria-prima, e consequentes altas dos preços”, enfatizou.
 
Após as oficinas, os empresários também participaram de consultorias individuais. O atendimento foi realizado por duas equipes de profissionais do IBModa, que incluiu um especialista em Gestão de Marketing e de Marcas e um estilista. Durante o trabalho, foi realizada análise da linha de produtos e das ações de Marketing de cada empresa, e discutidas formas de empregar o conceito de brasilidade.
 
A empresária e estilista Izabel Cristina Angeli Shimono, que atua no segmento de moda feminina plus size, participou das oficinas e consultorias e afirmou que o treinamento foi produtivo por preparar, de forma efetiva, as micro e pequenas empresas. “A ideia é aproveitar a oportunidade dos eventos esportivos, porque é importante tornar o Brasil conhecido internacionalmente por meio da moda. O trabalho também ajuda a despertar essa cultura de inserir brasilidade nos nossos produtos, mesmo após os eventos”, apontou.
 
A oficina "Gol do Brasil - Produtos com Qualidade Internacional e Design Contemporâneo - Lifestyle Brasileiro" também foi realizada em Francisco Beltrão, no último dia 19, e em Apucarana, no dia 26. Somado com os participantes de Maringá, o trabalho atendeu 45 micro e pequenas empresas.
 
Mais informações sobre ações voltadas para o setor do vestuário podem ser obtidas nos escritórios do Sebrae/PR ou junto à Central de Relacionamento do Sebrae/PR, no 0800 570 0800. Em Maringá, a entidade fica na Avenida Bento Munhoz da Rocha Neto, 1.116, telefone (44) 3220-3474.
 
Sobre o Sebrae/PR
O Sebrae/PR - Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Paraná é uma instituição sem fins lucrativos que foi criada para dar apoio aos empresários de pequenos negócios e aos empreendedores interessados em abrir micro e pequenas empresas. No Brasil, são 27 unidades e 800 postos de atendimentos espalhado s de norte a sul do País. No Paraná, 5 regionais e 11 escritórios. A entidade chega aos 399 municípios do Estado por meio do atendimento itinerante, pontos de atendimento e de parceiros como associações, sindicatos, cooperativas, órgãos públicos e privados. O Sebrae/PR oferece palestras, capacitações empresariais, treinamentos, projetos, programas e soluções empresariais, com foco no empreendedorismo, setores estratégicos, políticas públicas, tecnologia e inovação, orientação ao crédito, acesso ao mercado, internacionalização, redes de cooperação e programas de lideranças.
.
.

Exibições: 505

Responder esta

Respostas a este tópico

Nossa empresa esta participando deste projeto.

Muito boa iniciativa recomendamos! 

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço