Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Com a onda de denúncias em cima da Petrobras será que teremos algum problema com a PQS (PetroquímicaSuape)? Hoje importante fornecedor de fios de poliester para a nossa cadeia têxtil!

Complexo Petroquímica SUAPE

Município: Ipojuca

Área de Negócio: Abastecimento

O Projeto Complexo Petroquímico Suape consiste na construção e integração de três plantas de processo capazes de produzir
- 700 mil toneladas por ano (kta) de Ácido Tereftálico Purificado (PTA),
- 240 kta de filamentos têxteis de poliéster (fios ou filamentos)
- 450 kta de resina Tereftalato de Polietileno (PET).

Trata-se de um complexo petroquímico de grande porte, capaz de estruturar uma cadeia nacional de poliéster, somente comparável em escala e integração aos grandes produtores asiáticos. Este empreendimento estabelece a retomada da produção nacional de PTA, a revitalização do segmento têxtil brasileiro pela oferta interna de fios sintéticos com qualidade e preço e a duplicação da capacidade produtiva doméstica de PET resina, utilizada na fabricação de embalagens.

Exibições: 795

Responder esta

Respostas a este tópico

A idéia era a revitalização do segmento têxtil brasileiro pela oferta interna de fios sintéticos com qualidade e preço!!!
Amigo, trabalho na PQS e gostaria apenas de retificar alguns pontos para você poder consertar no seu texto:

1. A PQS é constituída das empresas PetroquímicaSuape, que produz o PTA e da CITEPE, que produz a resina PET e os fios de poliéster texturizados (é errado se referir à PetroquímicaSuape para falar da parte têxtil);

2. O nome correto do Complexo é "Complexo Químico-Textil" (PQS) e não Complexo Petroquímico de Suape como você escreveu...

Visite nosso site para mais informações: www.pqspe.com.br

Hoje importante fornecedor de fios de poliester para a nossa cadeia textile? Ha, ha, ha, Rs, Rs, Rs!!!!

Quem diz isso deveria dar uma olhada nas estatísticas de importações de fios de PES da Ásia!

Não vi associação do titulo com o texto. E as denúncias em cima da Petrobrás com com  a PQS???

TODOS NÓS DA INDUSTRIA TEXTIL TEMOS QUE TORCER MUITO PARA QUE ESSA UNIDADE DE PRODUÇÃO TEXTIL SIGA BEM E EM FRENTE.  É A NOSSA GRANDE OPORTUNIDADE DE FAZER FRENTE AOS IMPORTADORES QUE SE UTILIZAM ATÉ DE INSENTIVOS DO GOVERNO PARA ENFIAR PRODUTO CHINES NA NOSSA INDUSTRIA.

EU PENSO QUE OS MESMOS INSENTIVOS DADOS À PQS FOSSE DADO AOS PRODUTORES DE TECIDOS E CONFECCIONISTAS... PARA VOLTARMOS A TER UMA INDUSTRIA TEXTIL FORTE....E PROGRESSISTA....

TODO BRASILEIRO DEVE TORCER PARA DAR TUDO CERTO POR LÁ....

ta e ai, se um dia este complexo produzir, o fio de polyester, sera que vai ser mais barato, e melhor que os fios que compro da importadora  guabi fios, e quando isso vai ser realidade, duvido, muito

barato duvido, com esse governo vai ter caixinha para todos aumentando e muito o custo

Vocês avaliaram custo inicial e final deste projeto. Na última informação que recebi estava quadruplicado e ainda não está encerrado. Talvez este seja o link entre Petrobras e PQS.

Petroquímica Suape é investigada pelo TCU

Daniel Marenco: IPOJUCA, PE, BRASIL, 23-02-2011, 09h00: Vista dos píers do Porto de Suape. O Estado de Pernambuco vive uma expansão econômica inédita em sua história. O Estado ruma para ser a maior economia do Nordeste devido aos investimentos públicos e privados aplicad

Não é só a construção da Refinaria Abreu e Lima, no Complexo Industrial e Portuário de Suape, em Pernambuco, que está sendo alvo de investigação; o Tribunal de Contas da União (TCU) também teria identificado falhas na construção do Complexo Petroquímico que está sendo implantado no local, ao lado da refinaria; o TCU estaria investigando do os prazos para a implantação do complexo e os gastos com obra, cujo orçamento passou de R$ 2 bilhões para cerca de R$ 5,5 bilhões; o empreendimento estava previsto para ser entregue em 2009, mas o projeto só foi finalizado neste exercício



Reginaldo Sasse disse:

Vocês avaliaram custo inicial e final deste projeto. Na última informação que recebi estava quadruplicado e ainda não está encerrado. Talvez este seja o link entre Petrobras e PQS.
Indústria

Polo petroquímico de Suape fica R$ 3 bilhões mais caro

Orçamento saltou de R$ 6 bilhões para R$ 9 bilhões. PetroquímicaSuape fechou 2013 com prejuízo de meio bilhão


Publicado em 13/03/2014, às 08h00

Indústria busca competitividade, mas acumula prejuízo / Edmar Melo/JC Imagem
Indústria busca competitividade, mas acumula prejuízo

Edmar Melo/JC Imagem


A desvalorização do real e a escalada nos custos fez subir para R$ 9 bilhões o investimento projetado pela Petrobras na construção do seu Complexo Industrial Químico-Têxtil, em Suape. O valor foi inflado em 50%, na comparação com a previsão anterior de R$ 6 bilhões. Com a majoração, o empreendimento repete o que aconteceu com a Refinaria Abreu e Lima, que teve seu orçamento multiplicado por dez e foi apontada pela presidente da Petrobras, Graça Foster, como “um exemplo a não ser seguido”. Ontem, a PetroquímicaSuape (uma das três fábricas que integram o complexo) divulgou o balanço de 2013. O resultado aponta para um prejuízo superior a meio bilhão de reais (R$ 555,3 milhões) e o desafio de se tornar competitiva.

o grande problema disso é que a odebrech foi contratada sem ter licitação da obra, cobraram quanto quizeram, ou melhor aumentaram o custo da obra para poder pagar o pedagio do PT

Agora com a ponta do novelo encontrado da PTbras é só ir puxando

Não vai precisar ir muito fundo para encontrar.................

É só cavar um pouquinho

Vai cair como dominó.

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço