Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

O conforto saiu da exclusividade do home office e vem ganhando espaço até mesmo em ambientes mais formais. Consultora de imagem dá dicas para adaptar o look neste retorno ao escritório.

Com o avanço da vacinação, muitas empresas estão solicitando o retorno dos funcionários ao escritório – mesmo em regime parcial. E entre as muitas dúvidas que estão surgindo neste período, uma das mais frequentes é em relação ao vestuário: como voltar à formalidade depois de mais de um ano vestindo apenas roupas confortáveis para trabalhar em casa?

"Durante o período de distanciamento social, criou-se uma intimidade diferente entre os colegas de trabalho. As pessoas viram mais de perto as casas, os filhos, os cachorros e a rotina uma das outras", comenta a consultora de imagem Ana Vaz, que faz um trabalho constante com corporações em relação à dresscode. "Com isso, muita gente começou a aparecer mais nas reuniões por vídeo com roupas de ficar em casa, mesmo na presença de lideranças", avalia.

Dessa forma, o que Ana tem visto no retorno ao modelo presencial é que os códigos antigos já não são mais praticados em muitos lugares, inclusive em relação à chefia, que também vem incorporando uma dose boa de casualidade no look. Por isso, se está surgindo uma insegurança com a maneira como deve se vestir, ela aconselha a observar o entorno e sentir o clima para, então, conseguir se adequar ao ambiente. "Também vale a pena conversar com o RH e entender se há uma nova orientação", sugere.

De qualquer forma, aí vão algumas dicas de Ana para quem trabalha em um ambiente que demanda um mínimo de formalidade e quer encontrar maneiras de atualizar o look agora que as regras estão um pouco mais flexibilizadas.

APOSTE EM ALFAIATARIA COM TECIDO E CORTE CONFORTÁVEIS 

Foto: Neil Mockford / Getty Images

Esse é o momento de esquecer um pouco as roupas estruturadas demais e com cortes muito próximos ao corpo, como a alfaiataria tradicional. "O caimento das peças pode ser mais suave, feitos com tecidos mais flexíveis, mais gostosos de usar, o que inclui até mesmo malha dupla e moletom ou então os que tenham elastano na sua composição", explica Ana.

Ao mesmo tempo, os cortes mais soltinhos são muito bem-vindos. "Se tem medo do oversized parecer desleixo, dá para fazer um jogo com um blazer maiorzão e uma calça mais seca, criando um look híbrido. Ou então puxar as mangas dando uma controlada na silhueta folgada", orienta.

INOVE NA CAMISA BRANCA

Mike Coppola / Getty Images

Outro toque interessante pode vir na escolha da camisa branca, seguindo a mesma lógica da alfaiataria de material e corte mais relaxados. "Não precisa ser a de tricoline tradicional, pode escolher uma mais molinha, com um tecido mais confortável", diz.

A consultora alerta que optar por uma camiseta pode soar casual demais, dependendo do ambiente, então o mais seguro para quem precisa fugir disso é se manter no modelo que remete a ideia de formalidade. Porém, se o clima permitir, pode se jogar, talvez compensando nos sapatos e outros pontos do look.

DEIXE O SALTO ALTO DE LADO

Inspirações de looks para atualizar a roupa do trabalhoRaimonda Kulikauskiene / Getty Images

Seguindo a onda do conforto, os pés têm tudo para se despedir da exigência do salto alto por agora. "Nos desfiles, tenho visto que, nas próximas estações, vamos ter no máximo saltos médios, com três, quatro centímetros", pontua Ana.

Porém, no geral, a tendência são sapatos ainda mais cômodos, como os tênis, que já vêm entrando nas corporações há algum tempo. "Hoje, a gente tem um mix muito vasto de modelos, materiais e cores. Algumas mulheres trabalham com tonalidades mais discretas e materiais como couro e similares, mas muitas já estão indo com tênis mais esportivos e coloridos", destaca.

Exibições: 200

Responder esta

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço