Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI

Como novos materiais sustentáveis estão surgindo no mercado brasileiro de moda

Vamos falar um pouco sobre como os bio materiais agregam valor ao mercado da moda sustentável no Brasil. Desde que a adoção de atitudes ecos-amigáveis se consolidou como tendência, a ética e a sustentabilidade tem sido conceitos chave que guiam a inovação no desenvolvimento e produção de materiais para a indústria têxtil e do vestuário. E com o auxílio de novas tecnologias tudo ficou mais fácil. Hoje é possível viabilizar projetos de design que entregam soluções de consumo e descarte a partir de recursos biológicos mínimos e renováveis. Dessa forma grandes empresas e principalmente startups criam iniciativas que surgem para abastecer a indústria têxtil com soluções inovadoras.

Atenção às necessidades do mercado. Empresas e profissionais atentos ao mercado não medem esforços para explorar ao máximo o potencial de novas práticas sustentáveis. Uma delas é a utilização de materiais biodegradáveis e recicláveis, seja reutilizando aquilo que já existe ou produzindo algo novo que possa ser introduzido de volta na natureza. Nesse sentido, o mercado brasileiro caminha em direção a soluções mais sustentáveis enquanto é impulsionado, sobretudo, por designers e fabricantes que já entenderam a importância de seguir esse rumo. Certamente (e felizmente!) essa é uma estrada sem volta.
No Brasil grandes empresas passaram a investir em materiais mais sustentáveis para a indústria do vestuário. Como resultado, diversas alternativas interessantes começaram a surgir. Um exemplo é a poliamida biodegradável desenvolvida pela Rhodia em parceria com a Amnibrasil.  A Amni Soul Eco® é a primeira poliamida biodegradável do mundo. O material se decompõe em três anos se descartado corretamente. O Amni Soul Eco® já é utilizado por marcas de biquínis e bolsas, e também foi escolhida para compor o tênis sustentável da marca feminina de skate Mary Jane. O tênis After Skate Prototype foi projetado com o propósito de oferecer uma escolha mais sustentável para o mundo das mulheres skatistas. Do mesmo modo, seguindo a linha de inovação com bras inteligentes e sustentáveis, a Rhodia e a ITM também lançaram no mercado o Tanguá Eco Fio, um tecido de alta performance, resistente e biodegradável. O lançamento do tecido contou com a participação da Skinquini. A marca utilizou o material para desenvolver uma coleção de bolsas
O crescimento da Biotecnologia. Enquanto isso as startups de biotecnologia também avançam. Assim a startup carioca de biotecnologia Biotecam investiu na criação do biotecido Texticel a partir do cultivo de bactérias. Ao contrário do que todos imaginam as bactérias também são microrganismos benéficos. Nesse caso, elas são as responsáveis por tecer o Texticel. Ao porcionar os microrganismos e cultiva-los, eles são capazes de tramar o tecido. O resultado é um material ecológico, semelhante ao couro, biodegradável e compostável. O biotecido está disponível nas dimensões de 50cm x 30cm. Sem dúvida esse é um material com enorme potencial, principalmente nesse mercado cada vez mais voltado a adoção de soluções inteligentes e sustentáveis.
Apesar de ter sido desenvolvido para ns medicinais como um material para regenerar a pele, o biotecido Texticel chegou a moda. A marca carioca Movin demonstra sua vocação para a sustentabilidade ao utilizar o biotecido da Biotecam. Em seu design de roupas atemporal, a Movin também utiliza fibras orgânicas, tecnologia 3D e materiais reciclados e biodegradáveis. Tudo isso com o intuito de reduzir o desperdício. Dessa maneira a marca busca cada vez mais por novas alternativas e substituições que ajudem a alcançar um maior equilíbrio entre consumo e natureza.
Por fim, além de ajudar a preservar o meio ambiente, os novos materiais sustentáveis também trazem uma série de benefícios adicionais. Essas propriedades benéficas impactam positivamente nossa saúde e bem-estar. Propriedades antibactericidas, respirabilidade, absorção de umidade, são apenas alguns deles. Sem dúvida o futuro da moda e da indústria têxtil no Brasil continuará avançando de encontro a práticas mais sustentáveis e alinhadas aos anseios de um consumidor cada vez mais consciente e engajado.

Exibições: 402

Responder esta

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço