Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Conheça as 9 Tendências de Moda Mais Dolorosas - Veja Fotos

Para ficar com a beleza em dia, as mulheres encaram rituais de beleza que são quase uma tortura. Foto: Getty Images

Para ficar com a beleza em dia, as mulheres encaram rituais de beleza que são quase uma tortura

Quem é mulher sabe: não é fácil seguir os padrões da moda. Para ficar com a beleza em dia, as mulheres encaram rituais de beleza torturantes (como a depilação) e ainda se equilibram em saltos enormes ou se apertam em espartilhos de, literalmente, tirar o fôlego. Mas até que ponto vale tudo em nome da beleza? O site Stylelist reuniu as nove principais tendências dolorosas da moda atual. Veja quais são.

Salto alto: eles são sinônimos de elegância feminina, mas também são associados às dores. Algumas sugestões podem ajudar a driblar o desconforto do calçado. Vestir um sapato confortável até o último minuto daquele encontro pode ser uma. Ou até mesmo diminuir um pouco da altura do salto. Modelos com o bico e salto quadrado, que oferecem mais estabilidade e conforto, assim como o meia-pata ou plataforma.

Corset: não há como negar que eles remetem ao tempo vitoriano, imperial. Ou que evoquem um fetichismo. O corset, chamado também de corpete, tinha o objetivo de afinar a cintura e dar postura e suporte aos seios das mulheres do século XVI, por baixo dos vestidos. Hoje, lembrado pelo modelo de seios pontudos feito por Jean Paul Gaultier para Madonna, a peça ainda é a antítese do conforto.

Sutiã sem alça: a maioria das mulheres acha que a falta das alças compromete a sustentação. Ele não é uma peça, assim como o corset, que causa dor. Entretanto, ter que ficar puxando o sutiã para cima ou verificando para ver se tudo está no lugar talvez seja uma das situações mais chatas do universo da moda.

Cinta: entrar nela é quase um exercício de contorcionismo. Sair, então, parece mais difícil ainda. A cinta, ou as outras peças que ajudam a não marcar as gordurinhas naquele vestido justo, são grandes aliada da moda, mas cobram um preço desconfortável por isso.

Cintos para marcar a cintura: esse tipo de cinto está cada vez mais presente nos armários das mulheres. Eles definem a cintura e podem agir como um espartilho. O problema é que, após uma grande refeição, o resultado é muitas vezes o desconforto. Para não sofrer, a dica é afrouxar o acessório.

Vestido-bandagem: quase implacável no quesito dor, esse tipo de vestido é bem apertado. Dificulta a respiração e pode ficar mais incômodo ainda se usado com uma cinta por baixo.

Sutiã push-up: o resultado é quase uma plástica sem cortes. Com esse modelo de sutiã as mulheres podem abusar do decote sem se preocupar com a sustentação. Garante seios mais bem distribuídos graças ao bojo reforçado e a estrutura que "levanta" tudo. Só não é perfeito porque dificulta atividades rotineiras.

Calcinha fio dental: você pode até gostar do modelo, mas dizer que é confortável é outra coisa. O fio dental é bom para seduzir, mas um verdadeiro terror para o dia a dia. Em alguns casos, resulta até em assaduras.

Brincos pesados: muitas mulheres estão reconstruindo suas orelhas após anos de danos causados pelos brincos pesados que, muitas vezes, são mais adequados como pingentes de cortina.

Sutiã sem alça: a maioria das mulheres acha que a falta das alças compromete a sustentação. Ele não é uma peça, assim como o corset, que causa dor. Entretanto, ter que ficar puxando o sutiã para cima ou verificando para ver se tudo está no lugar talvez seja uma das situações mais chatas do universo da moda Foto: Getty Images

Sutiã sem alça: a maioria das mulheres acha que a falta das alças compromete a sustentação. Ele não é uma peça, assim como o corset, que causa dor. Entretanto, ter que ficar puxando o sutiã para cima ou verificando para ver se tudo está no lugar talvez seja uma das situações mais chatas do universo da moda

Calcinha fio dental: você pode até gostar do modelo, mas dizer que é confortável é outra coisa. O fio dental é bom para seduzir, mas um verdadeiro terror para o dia a dia. Em alguns casos, resulta até em assaduras Foto: Getty Images

Calcinha fio dental: você pode até gostar do modelo, mas dizer que é confortável é outra coisa. O fio dental é bom para seduzir, mas um verdadeiro terror para o dia a dia. Em alguns casos, resulta até em assaduras

Sutiã push-up: o resultado é quase uma plástica sem cortes. Com esse modelo de sutiã as mulheres podem abusar do decote sem se preocupar com a sustentação. Garante seios mais bem distribuídos graças ao bojo reforçado e a estrutura que levanta tudo. Só não é perfeito porque dificulta a respiração. Foto: Getty Images

Sutiã push-up: o resultado é quase uma plástica sem cortes. Com esse modelo de sutiã as mulheres podem abusar do decote sem se preocupar com a sustentação. Garante seios mais bem distribuídos graças ao bojo reforçado e a estrutura que "levanta" tudo. Só não é perfeito porque dificulta a respiração.

Corset: não há como negar que eles remetem ao tempo vitoriano, imperial. Ou que evoquem um fetichismo. O corset, chamado também de corpete, tinha o objetivo de afinar a cintura e dar postura e suporte aos seios das mulheres do século XVI, por baixo dos vestidos. Hoje, lembrado pelo modelo de seios pontudos feito por Jean Pual Gaultier para Madonna, a peça ainda é a antítese do conforto. Foto: Getty Images

Corset: não há como negar que eles remetem ao tempo vitoriano, imperial. Ou que evoquem um fetichismo. O corset, chamado também de corpete, tinha o objetivo de afinar a cintura e dar postura e suporte aos seios das mulheres do século XVI, por baixo dos vestidos. Hoje, lembrado pelo modelo de seios pontudos feito por Jean Pual Gaultier para Madonna, a peça ainda é a antítese do conforto

Cintos para marcar a cintura: esse tipo de cinto está cada vez mais presente nos armários das mulheres. Eles definem a cintura e podem agir como um espartilho. O problema é que, após uma grande refeição, o resultado é muitas vezes é o desconforto. Para não sofrer, a dica é afrouxar o cinto. Foto: Getty Images

Cintos para marcar a cintura: esse tipo de cinto está cada vez mais presente nos armários das mulheres. Eles definem a cintura e podem agir como um espartilho. O problema é que, após uma grande refeição, o resultado é muitas vezes é o desconforto. Para não sofrer, a dica é afrouxar o cinto.

Cinta: entrar nela é quase um exercício de contorcionismo. Sair, então, parece mais difícil ainda. A cinta, ou as outras peças que ajudam a não marcar as gordurinhas naquele vestido justo, são grandes aliada da moda, mas cobram um preço desconfortável por isso. Foto: Getty Images

Cinta: entrar nela é quase um exercício de contorcionismo. Sair, então, parece mais difícil ainda. A cinta, ou as outras peças que ajudam a não marcar as gordurinhas naquele vestido justo, são grandes aliada da moda, mas cobram um preço desconfortável por isso.

Brincos pesados: muitas mulheres estão reconstruindo suas orelhas após anos de danos causados pelos brincos pesados que, muitas vezes, são mais adequado como pingentes de cortina Foto: Getty Images

Brincos pesados: muitas mulheres estão reconstruindo suas orelhas após anos de danos causados pelos brincos pesados que, muitas vezes, são mais adequado como pingentes de cortina

Vestido-bandagem: quase implacável no quesito dor, esse tipo de vestido é bem apertado. Dificulta a respiração e pode ficar mais desconfortável ainda se usado com uma cinta por baixo Foto: Getty Images

Vestido-bandagem: quase implacável no quesito dor, esse tipo de vestido é bem apertado. Dificulta a respiração e pode ficar mais desconfortável ainda se usado com uma cinta por baixo

Salto alto: eles são sinônimos de elegância feminina, mas também são associados às dores. Algumas sugestões podem ajudar a driblar o desconforto do calçado. Vestir um sapato confortável até o último minuto daquele encontro pode ser uma. Ou até mesmo diminuir um pouco da altura do salto. Modelos com o bico e salto quadrado, que oferecem mais estabilidade e conforto, assim como o meia-pata ou plataforma Foto: Getty Images

Salto alto: eles são sinônimos de elegância feminina, mas também são associados às dores. Algumas sugestões podem ajudar a driblar o desconforto do calçado. Vestir um sapato confortável até o último minuto daquele encontro pode ser uma. Ou até mesmo diminuir um pouco da altura do salto. Modelos com o bico e salto quadrado, que oferecem mais estabilidade e conforto, assim como o meia-pata ou plataforma

Fonte:|http://moda.terra.com.br/noticias/0,,OI5730478-EI1119,00.html#tphotos

Exibições: 1096

Responder esta

Respostas a este tópico

E aí eu fico pensando: que sentido faz para uma mulher minimamente inteligente usar estes "elementos de tortura".

Não seria mais fácil a elas conhhecer melhor o seu próprio corpo e buscar alternativas de vesturaio e acessorios que lhes acentuem a beleza e lhes dêem elegância sem dor...

Eu até acho bonito e elegante um sapato de couro cromo alemão de bico fino, mas eu já conheço as dores que o uso deles me causa, então já não mais considero a idéia de usá-las. Hoje, busco CONFORTO E QUALIDADE, aliados à ELEGÂNCIA.

É uma questão de QUALIDADE DE VIDA.    

 A sensualidade esta no rosto,   se a mulher necessita de mostrar o corpo não entendeu bem a coisa, assim também serve para roupas e acessórios,  o inteligente é a insinuação e não a ficar a mostra .

Gostei da resposta também assim acredito.

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço