Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Por Francys Saleh
Designer e docente no curso de Design de Moda na Universidade Católica de Pelotas (UCPEL)

 


        

Consciente ou inconscientemente, a moda e o vestuário desempenham papéis importantes no cotidiano. A mais simples rotina de vestir-se pela manhã, seja para o trabalho, lazer ou até mesmo para a ginástica, requer decisões sobre como nos apresentamos para o mundo e o que pode ser confortável e apropriado para essas tarefas. Quando compramos roupas nos envolvemos em um processo de tomada de decisão: esta cor é muito viva? Posso usar isso para trabalhar? Enquanto interagimos com os outros, visitamos shopping centers, folheamos revistas ou assistimos televisão, somos bombardeados por uma variedade de estilos, cores e formas. Esse contato se torna um instrumento na construção de uma relação com as roupas, nos ajudando a tomar decisões e fundamentando nosso julgamento. Com base nisso, antropólogos, filósofos, psicólogos, sociólogos, teóricos e acadêmicos vêm chamando atenção para o tema: para o tema do traje, vestuário e moda na cultura moderna.

Com os mercados em permanente expansão, o que inevitavelmente aumenta a variedade da oferta, qual a real diferença entre a moda e o vestuário? Em termos simples, vestuário pode ser descrito como algo que cobre e protege o corpo. A função prevalece sobre o estilo ou a forma estética; cores, tecidos e detalhes raramente mudam. O clima e o meio, além dos valores culturais e sociais, desempenham importantes papéis na determinação do vestuário. Trajes utilitários, como uniformes e roupas de trabalho, são criados para fins de proteção e praticidade. De tempos em tempos, devido ao avanço tecnológico da indústria têxtil ou à ressignificação de conceitos, as exigências, cores, tecidos e estilo dos trajes utilitários podem mudar. No entanto, essas mudanças são sempre modestas e o objetivo primário permanece funcional.

Já a moda é geralmente lançada duas vezes ao ano, por meio de coleções primavera/verão e outono/inverno. É governada por velozes e contínuas mudanças de estilo, materiais e detalhes. Em comparação à natureza básica e funcional do vestuário, o estilo reina supremo.

A função primordial da moda é oferecer ao consumidor, a cada estação, um look ou tendência atual. Isso pode soar volúvel e pretensioso, no entanto, as características subjacentes ao vestir da moda são muito mais complexas do que parecem à primeira vista. Os designers trabalham muito para se conectar ao consumidor nos níveis estético e emocional. Temas como sexualidade, identidade, gênero e forma conceitual são frequentemente abordados por meio das roupas, desfiles e imprensa de moda. Os designers também buscam inspiração na história e nos trajes de época, em diferentes culturas, na política, na economia e na tecnologia. Além das coleções de moda bianuais, os designers junto aos stylists apresentam novos penteados e comprimentos de cabelos e novos looks de maquiagem para a estação. O objetivo é seduzir o consumidor a adquirir produtos e se tornar parte integrante do ideal da moda.

Conseguiu entender as principais diferenças entre a moda e o vestuário? Qualquer dúvida, basta escrever nos comentários!

FONTE: O que é Design de Moda? – Gurmit Matharu

 

Exibições: 309

Responder esta

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço