Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Empresa valoriza protagonismo de MT na produção de algodão e fabrica peças com matéria-prima do Estado

plantação de algodão, plantação de algodão em grande escala na austrália - plantação de algodão - fotografias e filmes do acervo

A potência mato-grossense na cotonicultura não é apenas produto tipo exportação. Cerca de 70% da produção nacional de algodão brasileira de 1,6 milhões de hectares estão em lavouras de Mato Grosso e parte do produto que fica no país, abastece o mercado de roupas premium como a Almagrino, marca de camisaria masculina de Cuiabá, que utiliza algodão 100% fabricado em Mato Grosso.

 

“A gente quis fazer com algodão de Mato Grosso porque nós somos o Estado que mais produz algodão no Brasil. Nosso país é o quarto maior produtor de algodão do mundo e o segundo maior exportador de algodão de altíssima qualidade. Queríamos fazer algo com o nosso algodão daqui que valorizasse essa matéria-prima nossa, inclusive de origem certificada, que é o algodão rastreável”, explica Henrique Resende, um dos sócios da marca.

 

A Almagrino integra o programa SouBR, uma iniciativa da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) e Instituto Brasileiro do Algodão (IBA), que torna possível rastrear a peça de roupa desde o plantio do algodão certificado até a venda do produto final. Isso garante ao consumidor ter a certeza da origem daquilo que está adquirindo e qual o impacto que esta compra teve no meio ambiente, na sociedade e na economia.

 

Dentre os critérios para conseguir o certificado de Algodão Brasileiro Responsável (ABR) são exigidos 183 itens das fazendas de algodão como a proibição do trabalho infantil, de trabalho análogo a escravo, indigno ou degradante, discriminação de pessoas, boas práticas agrícolas e industriais, segurança, saúde e meio ambiente do trabalho rural, dentre outras exigências.

 

No caso da Almagrino, o algodão utilizado no primeiro lote é fornecido por 9 propriedades certificadas com o selo ABR. São fazendas localizadas nos municípios de Campo Verde, Primavera do Leste, Campo Novo do Parecis, Poxoréu, Sorriso, Santo Antônio do Leste, Sapezal e Diamantino.

 

O processo de fiação do algodão é realizado em Pomerode (SC), depois segue para malharia em Jaraguá do Sul (SC) e depois vai para a confecção na cidade catarinense de Agrolândia. Depois disso, as roupas vêm para Cuiabá (MT).

 

As peças da Almagrino podem ser adquiridas pelo site www.almagrino.com.br e neste mês de setembro será inaugurada a primeira loja física da empresa. Além disso, uma nova linha de produtos para empresas já está disponível.

https://abrapa.com.br/2023/09/25/empresa-valoriza-protagonismo-de-m...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 124

Responder esta

Respostas a este tópico

Apenas malharia?

Responder à discussão

RSS

© 2024   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço