Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Empresas Têxteis da Bahia Conquistam Compradores da África e da Europa

Expectativa é de aumento de 30% na produção têxtil depois do evento

O município de Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia, conseguiu boas perspectivas de negócio no XVI Encontro Internacional de Negócios do Nordeste (EINNE), que aconteceu entre os dias 23 e 25 de outubro, em Salvador. O trabalho das empresas do ramo têxtil da cidade que integram a Associação Têxtil da Bahia (Asteba) foi representado por Rubens de Sá, da empresa Tescla, e Olírio de Brito, da empresa de lingerie Flores de Lírio. Os empresários voltaram empolgados com os contatos promissores que fizeram com compradores nacionais e internacionais na maior Rodada Internacional de Negócios do Nordeste, ocorrida durante o EINNE. No total, a rodada gerou R$ 2 milhões em negócios diretos e projetou R$ 22,3 milhões em negócios futuros.

Segundo Olírio de Brito, a marca de sua empresa se destacou durante o evento pela qualidade e design da linha de lingeries. O resultado foi o agendamento de atendimentos posteriores ao EINNE e solicitação de pedido durante o evento, consolidando importantes parcerias com países asiáticos, africanos, europeus e sul-americanos. “Ficamos orgulhosos com o sucesso da nossa marca num evento em que participaram importantes indústrias do mesmo segmento. Nossos produtos se destacaram pela modelagem diferenciada e pela delicadeza dos detalhes e tecidos com que são confeccionados, o que agradou consideravelmente os importadores”, ressaltou Brito.

O empresário Rubens de Sá é proprietário de uma indústria têxtil em que são produzidos tecidos técnicos, capa para fardo de algodão, materiais hospitalares, linha de limpeza doméstica e vestuário feminino e masculino. Diretor da Associação Têxtil da Bahia, ele ficou entusiasmado com os contatos estabelecidos no EINNE, que visavam não somente a projeção de sua empresa como também da Associação. “O EINNE veio para consolidar a nossa necessidade de autoavaliação na qualidade, competitividade e inovação. Quando você se adapta à exportação, naturalmente está preparado para o mercado interno e tudo isso envolve um progresso da marca”, disse.

Para Rubens, um evento dessa amplitude promove uma reflexão sobre os desafios enfrentados pelas empresas e mercado. “Podemos perceber quais os desafios e gargalos que as empresas enfrentam para acessar essas oportunidades e o Sebrae é proativo em auxiliar na superação destes desafios, promovendo eventos como o EINNE”. Ele ressaltou ainda que as rodadas de negócios possibilitam à pequena empresa ou associação alcançar um patamar favorável à exportação de produtos manufaturados, com maior valor agregado. “Espero produzir 30% a mais para esses novos negócios alavancados”.

O coordenador do Sebrae em Barreiras, Emerson Cardoso, também avaliou como positivo o desempenho das empresas do oeste baiano no EINNE. “Foi muito importante para estreitar as relações com o mercado e identificar novas oportunidades de negócios. Tenho certeza que essa experiência foi muito válida para os empresários da região”.

Exportação

Rubens de Sá contou que novos contatos foram agendados para adequação do produto de sua empresa e que o negócio já está encaminhado. Entre os interessados nos produtos da Tescla estão compradores de Angola, Cabo Verde, França, Portugal e Espanha. “Estou formalizando negócios que envolverão nossa associação têxtil para produção de uniformes empresariais e escolares, moda íntima masculina e feminina e material hospitalar. Além da qualidade de nossos produtos, podemos contar com algumas facilidades no processo de exportação, como o transporte das mercadorias por navios, saindo do Nordeste para África toda semana”, explicou Rubens.

Para a organização do XVI Encontro Internacional de Negócios do Nordeste, o Sebrae Bahia contou com o apoio das Unidades do Sebrae de todos os estados do Nordeste e do Sebrae Nacional, do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) Confederação Nacional das Indústrias (CNI), Rede CIN-Centro Internacional de Negócios, Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), a Rede CIN Bahia e Unidade Apex Bahia, Programa Al Invest, Correios, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia), Universidade Federal da Bahia e TAM.

Agência Sebrae de Notícias Bahia
(71) 3444-6808/3320-4558 / 9222-1612 /9174-9142
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800
www.ba.agenciasebrae.com.br
www.twitter.com/sebraebahia
www.facebook.com/sebraebahia

Fonte:|http://www.interjornal.com.br/noticia.kmf?cod=19200572

Exibições: 201

Responder esta

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço