Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Europa estabelece nova política para uma indústria têxtil circular

Na Europa, a circularidade deve se tornar uma norma na indústria têxtil.

A Comissão Europeia apresentou, no final de março, sua futura estratégia têxtil sustentável e vinculativa. Nela, o setor aparece como a primeira indústria totalmente mudada de uma economia linear para uma economia circular, onde os produtos são projetados para serem mais duráveis, reutilizáveis, reparáveis, recicláveis ​​e energeticamente eficientes.

“Até 2030, os produtos têxteis colocados no mercado da UE são duradouros e recicláveis, em grande parte feitos de fibras recicladas, isentos de substâncias perigosas e produzidos respeitando os direitos sociais e o meio ambiente.”, publicou a Comissão Europeia.

O assunto foi abordado em um webinar do Sympathy-Lab, onde Rannveig van Iterson, consultor sênior da Ohana Public Affairs, e Dr. Rüdiger Fox, CEO Sympatex, discutiram a relevância e implicações desta nova realidade para a indústria têxtil.

“Há um grande impulso em como as marcas e as empresas terão de ser mais transparentes sobre onde os produtos vêm, como eles são produzidos, o impacto ambiental que têm e ser capaz de comunicar isso de uma maneira clara e consistente para os consumidores a evitar qualquer greenwashing”, afirmou Rannveig von Iterson.

“Como marca, você tem que sustentar isso com dados e variá-los também, para que os consumidores possam confiar que o produto é realmente mais verde ou mais sustentável“, completou.

Intitulado “Green Deal”, ou Acordo Verde, o plano do executivo europeu inclui a criação de um Passaporte Digital de Produto. Nele, são fornecidas informações de forma simples sobre como cuidar, reparar e reciclar bens de consumo. A proposta ainda inclui medidas contra a destruição de estoques não vendidos, que devem ser reduzidas ao mínimo.

“O que é mais fascinante neste processo legislativo é que a Comissão Europeia regula ambas as partes em uma: você pode chamar uma sustentabilidade que incorpora tudo o que você faz durante a criação do produto e a outra circularidade, que significa quando o produto sai da loja ele precisa estar preparado para voltar de onde a matéria-prima vem quando terminar sua vida útil”, detalhou Dr. Rüdiger Fox.

Fonte: Redação | Foto: Reprodução

https://guiajeanswear.com.br/noticias/europa-estabelece-nova-politi...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 42

Responder esta

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço