Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Fashion Labs – inovação na união entre moda, varejo e tecnologia

A moda não é algo presente apenas nas roupas“, disse Coco Chanel uma vez. “A moda tem a ver com idéias, a maneira como vivemos, o que está acontecendo.” Hoje, a afirmação de Chanel é particularmente evidente na intersecção crescente entre moda e tecnologia. Fashion Labs são uma junção de laboratórios de pesquisa tecnológica, espaços de cosewing e startups de moda para designers emergentes e empresas inovadoras. Funcionam da mesma forma que os laboratórios digitais conhecidos como Fab Labs mas com foco em moda.

Fashion Labs - inovação na junção entre moda, varejo e tecnologia stylo urbano-122-01-2015 . Peças da mostra Moda e Futuro apresentado no Paraninfo da Universidade do País Basco. Bilbao Foto: Manuel Díaz de Rada

Surgiu na Europa um casamento mais efetivo de coworking + mundo da moda, o qual foi batizado de cosewing (ou costura, em português) que é o utilizado nas Fashion Labs. Alguns espaços pelo mundo já estão engajados neste modelo, como o Nadewald e o Nähinstitutem em Berlim (Alemanha), The Sewing Cafe na Inglaterra e na Espanha temos o Teté Cafe CosturaHecho por Mi em Madrid, o Café con Dedal em Bilbao, oLantokiModa 22Rosas Craft e Costuretas Social Club em Barcelona e o Sevilla de Moda em Sevilha. No Uruguai tem o Café Costura em Montevidéo.

Esses locais foram criados para empreendedores da moda que querem produzir suas coleções mas não tem condições financeiras para alugar um espaço físico e a maquinaria necessária. Um dos primeiros passos que conduziram à criação de espaços de coworking foram os Cybercafes (cafés de internet), que os freelancers começaram a frequentar a fim de escapar da solidão de trabalhar sozinho em casa. Da mesma forma, o cosewing começou com o chamado “sewing cafes” (café costura). Essas cafeterias permitem ao estilista alugar por hora uma máquina de costura e começar a trabalhar em seu projeto criativo. O cosewing assim como o coworking, giram em torno da comunidade. Ambos são alimentados pela colaboração, união e a criação de sinergias. Não é tudo de bom?

image1header2

Pouco a pouco, o cosewing vêm ganhando popularidade em todo o mundo, muito provavelmente auxiliado por um desejo crescente de escapar da produção em massa do fast fashion (finalmente!) e um gosto restaurado para os produtos feitos à mão e a ascensão da forma de produção artesanal e customizada. Nas cosewings mais estruturadas os designers de moda terão de forma compartilhada, máquinas de costura para tecidos leves e pesados, manequins, mesas de corte profissional, máquinas de acabamentos, mesas de passar roupa, máquina de termocolagem, material básico de costura, salas de reunião além de todo o networking criativo que existe ao se aliar com mentes que pensam moda. É comum também espaços de cosewing se mesclarem a cafeterias, o que dá um ar mais informal e pode ser bom para insights criativos. As empresas de cosewing só oferecem a infra-estrutura tradicional de uma confecção e não tem foco em novas tecnologias como impressão 3D, impressão digital e tecnologia vestível como acontece com algumas Fashion Labs.

ms-0940

Essa nova onda do slow fashion veio para mudar as coisas no mundo da moda como é o caso da plataforma de e-commerce americana Etsy tem mais de 800.000 comerciantes e mais de 12 milhões de clientes em todo o mundo. O objetivo do Etsy era mudar a maneira com que economia global funcionava, dando oportunidade para as pequenas empresas, designers e artesãos, venderem suas criações globalmente e receberem diretamente dos compradores os produtos que compraram online, fazendo assim uma troca mais justa, sustentável e divertida. A julgar pelos resultados, parece que eles estão tendo muito sucesso. A tendência se tornou tão popular que após o Etsy surgiram outras plataformas semelhantes, como a alemã DaWanda e a francesa A Little Market.

1907792_654370304682765_1108550486322044494_n

É essencial ter acesso a equipamentos básicos de escritório em espaços de coworking, mas no caso do cosewing, ter acesso às máquinas especializadas (com preços que um designer de moda iniciante provavelmente não pode pagar) gera um valor único para o usuário. Por esta razão, um espaço bem equipado como cosewing tem de ter um maior investimento inicial em equipamentos, e este investimento particular será diretamente proporcional ao número de usuários interessados ​​no espaço. Embora não existam muitos espaços comunitários no mundo (ainda) que estão seguindo o modelo de cosewing, há projetos muito interessantes em andamento. Alguns deles são considerados mais como um café de costura informal, enquanto outros são destinados diretamente para profissionais criativos. Estes espaços mais profissionais permitirão aos profissionais alugarem um espaço mensalmente e também fornecer uma comunidade integrada onde eles podem acessar os recursos, a fim de facilitar a comercialização de seus produtos.

Fashion Labs são criadas por universidades, profissionais da iniciativa privada ou parceria entre governo e empresas para desenvolver inovações em moda, varejo e tecnologia, criando um crescimento em inovação tecnológica, prosperidade econômica e criação de novos empregos. Nos mais recentes relatórios sobre tendências, vemos o surgimento de um novo ciclo tecnológico na qual o poder dos micro computadores estarão integrados em todos os tipos de objetos que serão utilizados pelos consumidores em suas vidas diárias. E um dos grandes nichos emergentes de mercado é o das tecnologias vestíveis (wearable tech). Analistas preveem que a indústria de tecnologias vestíveis movimentará US$ 10 bilhões em 2016. Esse ramo emergente de pesquisa tem grande potencial econômico e inovador para crescer cada vez mais.
fashionlab-02

Todas as indicações são de que a tendência da tecnologia incluem roupas e acessórios vestíveis de todos os tipos que vão possibilitar novas maneiras de se comunicar com outras pessoas no dia-a dia. Num setor que tem mantido seus processos de produção sem grandes mudanças nas últimas décadas, este campo vai dar origem a novos tipos de oportunidades de emprego e de negócios para qualquer empresa que tenha acesso às metodologias de projeto, ferramentas, conhecimento e interação que fazem a diferença contra seus concorrentes. Uma marca de moda famosa pelo uso da tecnologia vestível em suas coleções é a fantástica Cutecircuit, usada por várias celebridades e que não tem nenhuma outra concorrente no mercado que use essa tecnologia.

Fonte: http://www.stylourbano.com.br/fashion-labs-inovacao-na-uniao-entre-...

Exibições: 550

Responder esta

Respostas a este tópico

Otima reportagem.
Otima reportagem.

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço