Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Entre os lançamentos levados para a Feimaco estão equipamentos que pregam passantes com até 11 cm.

Até amanha, 5, a indústria têxtil e de confecção pode conhecer novidades em máquinas apresentadas durante o evento realizado na capital paulista que reúne três feiras ao mesmo tempo - a Feimaco (Feira Internacionais de Máquinas e Componentes para a Indústria de Confecções), a Itmex (Feira Internacional de Máquinas Têxteis) e a NT&TT Show (Feira de Não-Tecidos e Tecidos Técnicos). Para a produção jeans, nenhum lançamento de ponta. As empresas levaram modelos atualizados de equipamentos em linha.

Exemplo são as duas máquinas que pregam passantes em jeans apresentadas pela Sun Special, importadora de equipamentos para uso doméstico e industrial. A diferença entre os modelos está na rapidez de execução. A que tem uma agulha fecha uma extremidade do passante de cada vez, enquanto o modelo com duas agulhas faz o trabalho de uma vez só. Mas, ambas tiveram o sistema alterado e podem pregar passantes com até 11 centímetros de altura, para acompanha a moda da cintura alta – antes o limite era de 7 cm.

A empresa também mostrou modelos aperfeiçoados de fechadeiras eletrônicas, que contam com ajuste preciso de pressão e o resfriamento da agulha, impedindo quebra de linha. Levou, ainda, para o evento a máquina que permite fazer filigranas ocupando áreas maiores – passando 300x200 mm para 600x300 mm. Outra novidade do aparelho é permitir a programação do desenho da costura da filigrana através de um programador eletrônico ou direto no computador. O desenho é passado para a máquina através de cartão de memória.

A SocioTec apresentou máquinas eletrônicas que passam e pregam bolsos dianteiros de uniformes feitos de sarja, com a possibilidade de criação do formato do bolso no próprio equipamento. Uma das maiores distribuidoras de máquinas, peças e acessórios para confecção, a Cavemac iniciou a comercialização da máquina de viés com costura invisível, que já existia em outros países, para a qual a empresa registrou grande procura. A novidade está na inclusão do jeans neste processo, aponta Marta Sales, consultora da Cavemac. Cada máquina tem preço estimado em R$ 1,5 mil.

Na Itmex, a fabricante Zimmer Austria mostrou uma versão atualizada do Magnorol, equipamento voltado para acabamentos de tecidos em geral, mas, principalmente para o jeans, como aplicação de espuma. A máquina já existia, mas a novidade desta está no controle de aplicações, reduzindo o uso exagerado de produtos e evitando desperdício. O preço do novo modelo gira em torno de 300 mil euros.

*colaborou Flávia Toledo

 

Ampliar

http://www.gbljeans.com.br/novo/noticias_view.php?cod_noticia=4447

Exibições: 381

Responder esta

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço