Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

 

Nascido na Alemanha, cujo pai era um rico empresário do ramo de produção de leite em pó na Suíça e sua mãe era uma violinista que se apresentava por Berlim até o dia em que se casou, abandonando a carreira para dedicar-se a família.

 

Karl Lagerfeld permaneceu em sua terra natal até os 14 anos, quando se mudou para Paris, a fim de estudar Desenho e História, formando-se no Collège Lycée Montaigne. Foi quando começou sua carreira profissional, tornando-se assistente da Balmain após vencer um concurso de designers na categoria de casacos.

 

Seu nome de registro possuía a grafia “Lagerfeldt”, mas alegando que soava mais comercial, Karl retirou a letra T do final.

 

Depois ingressou na Jean Patou, porem assinava suas coleções sob o pseudônimo de Roland Karl. Inicialmente, a imprensa não recebeu bem suas peças, porém logo seu estilo elegante, chique e discreto ganhou o apreço dos críticos e conquistou cada vez mais espaço na marca mencionada.

 

Ao fim de cinco anos, sua última coleção para a Jean Patou voltou a receber críticas negativas na mídia, que nomeava as saias como as mais curtas de Paris, não as considerando como peças da alta costura. Com tantas polêmicas, Karl deixou a marca e passou a trabalhar como designer freelancer para diversas companhias.

 

Contando com o apoio financeiro de sua família, Karl inaugurou uma boutique em Paris, onde apresentava peças de sua própria autoria e outras de parcerias com marcas das quais ele participou de projetos anteriormente.

 

Em 1965, Lagerfeld ingressou na Fendi e reformulou todo o design das peles (pelúcias) utilizadas pela Maison, fazendo com que ganhassem mais notoriedade e se tornassem as icônicas peles da Fendi.

 

No ano seguinte, a Maison francesa Chloé nomeou Karl como designer chefe, fazendo com que a marca viesse a ser uma das mais influente da década de 70. Permaneceu na Maison até o ano de 1983, quando assumiu o cargo de diretor criativo da Chanel.

A era Chanel

Revolucionou o traje clássico da marca e acrescentou seu toque esportivo, tornando a Maison Chanel um fenômeno global. O estilista gostava de salientar em suas declarações que por diversas vezes foi aconselhado a não aceitar o convite da Chanel, pois era considerada uma marca esquecida.

 

Na Maison, Karl fez releitura de clássicos, inovou e criou outros produtos icônicos. Outro ponto marcante de sua estadia na Maison, eram os desfiles: sempre apresentando cenários exuberantes e diferentes do comum, trabalhando desde a sonoridade até a aromatização do ambiente.

 

Outro ponto interessante da trajetória de Karl pela Chanel, foi na apresentação da coleção do inverno de 2016, onde ele fez um manifesto sobre a indústria fast-fashion. Nesse tipo de produção, as costureiras trabalham por horas exaustivas e muitas vezes em condições degradantes para entregar as peças o mais rápido possível e em maior volume. Em seu discurso, Karl enfatizou a importância do fator humano para a indústria fashion.

 

O legado de Karl

Se tinha uma vestimenta que Karl venerava, essa era a camisa branca. Em entrevistas, chegou a dizer que gostaria de ter inventado a peça, tamanho era seu apreço.

 

E agora, sete meses após sua morte, a Chanel homenageou o célebre diretor criativo convidando personalidades célebres da mídia - como Cara Delevingne, Kate Moss, Takashi Murakami, Tommy Hilfiger, e outros – para que recriassem livremente a camisa branca.

 

São 7 versões da camisa branca, cada uma com 77 réplicas e que estão sendo comercializadas a € 777. O motivo do número 7 ser utilizado tantas vezes nessa homenagem é que era o número da sorte de Karl. O valor arrecadado com a venda das camisas será doado a um programa de pesquisas médicas o qual Lagerfeld apoiava.

 

 

Fontes: Revista Exame, Revista Vogue, blog Hypeness, blog Catwalk Yourself

Imagens: reprodução dos sites citados acima.

https://www.institutodoluxo.com/single-post/2019/10/03/Hist%C3%B3ri...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 166

Responder esta

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço