Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Importações de Vestuário Crescem 31%, de Janeiro a Outubro

A Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção) anuncia dados do setor referentes aos primeiros dez meses do ano. De janeiro a outubro, as importações de produtos têxteis e confeccionados somaram US$ 5,62 bilhões, um aumento de 9,4% em relação a igual período do ano passado. Levando em conta somente as importações de vestuário, o  incremento foi de 31,4% nos primeiros dez meses de 2012, em comparação ao mesmo período de 2011, registrando US$ 1,86 bilhão.

As exportações apontaram queda de 9,3%, baixando a US$ 1,06 bilhão. Com isso, o déficit da balança comercial setorial acumulado de janeiro a outubro de 2012 é de US$ 4,55 bilhões (excluída a fibra de algodão).

A produção nacional continua registrando queda. De janeiro a setembro, a redução foi de 5,14% no segmento têxtil e de 11,23% no de vestuário, em comparação a igual período de 2012. Ambos tiveram retração bem acima da média da indústria de transformação, que foi de 3,6%.

Principais origens de importações de Produtos Têxteis e Confeccionados

(sem fibra de algodão) – em milhões de US$ FOB

País

Jan/out 2012

Jan/out 2011

China

2.836

2.404

Índia

497

476

Indonésia

291

304

Estados Unidos

181

181

Taiwan (Formosa)

166

157

Coreia do Sul

160

150

Bangladesh

145

115

Argentina

126

175

Total Geral

5.612

5.136

Fonte: Aliceweb

Panorama do setor – janeiro/outubro de 2012

Produção física - o segmento têxtil e de confecção segue com sua produção em baixa. De janeiro a setembro, o primeiro registrou queda de 5,14%, em comparação a igual período de 2011. No segundo, a retração foi ainda maior, 11,23%, segundo dados do IBGE. Ambos tiveram redução bem acima da média da indústria de transformação, que foi de 3,6%.

Varejo - nos primeiros dez meses do ano, o varejo teve um desempenho positivo de 2,91% em volume de vendas e 6,23% em receita nominal. No comparativo setembro 2012 e setembro 2011, o crescimento foi de 5,19% em volume de vendas e 6,92% em receita nominal, segundo dados do IBGE.

Emprego – o saldo entre contratações e demissões no setor têxtil e de vestuário, de janeiro a setembro 2012, foi de 25.854 contra 21.704 no mesmo período de 2011, segundo o CAGED. No entanto, o setor ainda amarga a perda de 9.369 postos nos últimos 12 meses.

Fonte:|http://www.jornaldiadia.com.br/index.php/economia-e-negocios/112500...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - Clique Aqui

Exibições: 152

Responder esta

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço