Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Índia Suspende Exportações de Algodão - Algodão Tem a Maior Alta Permitida na Bolsa de NY

Índia suspende exportações de algodão

SÃO PAULO - A Índia, segundo maior exportador de algodão do mundo, interrompeu os embarques da matéria-prima para atender à sua demanda doméstica, informou nesta manhã o Ministério do Comércio do país. Com isso, os contratos futuros da commodity para entrega em maio atingiram 92,23 centavos de dólar por libra-peso na bolsa de Nova York, com alta de 4,5%, o maior patamar desde 28 de dezembro.

A Índia também suspendeu as exportações de fardos cujos registros certificados já haviam sido emitidos, de acordo com o ministério. Esses registros alcançaram 12 milhões de fardos. “É uma decisão lamentável”, disse Dhiren Sheth, presidente da Associação de Algodão da Índia. “A suspensão às exportações foi repentina. Espero que o governo reverta a sua decisão imediatamente”.

Segundo o governo, sem a suspensão os embarques indianos teriam crescido estimados 10% até meados deste mês.

A decisão se baseou nas expectativas de que o país deverá colher um total de 34,09 milhões de fardos em 2011/12, 5,6% a menos que a estimativa de setembro, de 36,1 milhões de fardos. As vendas internas de algodão, por sua vez, recuaram 3,8%, para 23,38 milhões de fardos até ontem, comparado aos 24,31 milhões de fardos no mesmo período do ano passado. “Os agricultores serão os mais afetados”, disse Sheth.

Segundo o Departamento de Agricultura americano (UDA), a Índia deveria fornecer 17% da oferta mundial de algodão no ano-safra 2011/12.

Os preços da commodity caíram 57% no ano passado, na medida em que os agricultores registraram uma colheita recorde em meio ao desaquecimento da demanda das indústrias têxteis.

Fonte:|http://www.valor.com.br/empresas/2555198/india-suspende-exportacoes...

Algodão tem a maior alta permitida na bolsa de NY

SÃO PAULO - O veto do governo da Índia a novos embarques de algodão do país fez os futuros da pluma registrarem, na sessão de hoje, a maior alta diária permitida na bolsa de Nova York. Os contratos para maio fecharam a 92,23 centavos de dólar por libra-peso, ganho de 400 pontos. Segundo especialistas ouvidos pela Dow Jones Newswires, a suspensão indiana inclui volumes cujos registros de exportação já haviam sido emitidos.

Conforme o governo indiano, sem a suspensão desses registros os embarques indianos teriam crescido aproximadamente 10% até meados deste mês. Analistas ponderaram, contudo, que a oferta global, robusta, pode aliviar o efeito dessa suspensão.

No mercado interno, o indicador Cepea/Esalq para a libra-peso da pluma subiu 0,2%, para R$ 1,6432.

(Fabiana Batista | Valor)

Fonte:|http://www.valor.com.br/empresas/2555946/algodao-tem-maior-alta-per...

Exibições: 770

Responder esta

Respostas a este tópico

Olhe aí gente, até os indianos são mais rápidos que os brasileiros em defesa de sua macroeconomia.

Olá. Somente gostaria que esta notícia tivesse sido publicada no dia do anúncio do governo indiano, que foi ontem. 

Quanto a questão penso que os indianos fazem o que querem e quando querem não se importando em nada com o que o 'vizinho' vai pensar. Penso que isso não vá mexer tanto com o preço do algodão, como da outra vez, uma vez que o stock mundial está muito alto e o consumo vem decrescendo devido as crises que se espalham por todo o mundo.

 

O problema no Brasil e que os politicos sabem muito rapidamente como votar algo que sera a seu favor .

o que e de interesse do povo espera estuda e nao resolve

tomara que falte algodao para a china quem sabe assim eles diminuam um pouco e deixem um espaco para nos 

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço