Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Indústria Têxtil Centenária de Brusque Estuda Pedido de Falência

Em recuperação judicial desde 2011, empresa pretende encerrar as atividades

A Fábrica de Tecidos Carlos Renaux, de Brusque, estuda encaminhar pedido de falência á Justiça na próxima semana. Antes de ser oficializado na Vara Comercial da cidade, a decisão precisa ser aprovada pelo Conselho de Administração da empresa centenária. A empresa, que está em recuperação judicial desde 2011, pretende encerrar as atividades.

De acordo com o administrador judicial da indústria, Gilson Sgrott, indústria está com a maior parte da produção parada há cerca de 20 dias. Fundada em 1892, a Carlos Renaux está sem capital de giro para conseguir comprar insumos e tocar a produção. Hoje, a companhia tem 160 funcionários. Os salários estão atrasados há dois meses.

Em 2011, quando a empresa solicitou a recuperação judicial à Justiça, a indústria, segundo Sgrott, tinha cerca de R$ 100 milhões em dívidas, sem contar as pendências fiscais. Na época, a empresa tinha cerca de 700 funcionários. Se a Justiça aceitar o pedido de autofalência, a massa falida da indústria será administrada por Sgrott até que os trâmites legais permitam a venda do imóvel e outros bens. O valor será aplicado para pagar as dívidas. Na lista, têm preferência os créditos trabalhistas.

Além da Carlos Renaux, outras duas têxteis de Brusque passam por dificuldades. Buettner e Schlösser estão em recuperação judicial desde 2011.

História

Carlos Renaux foi um imigrante da cidade alemã de Loerrach que decidiu dar novo rumo à sua atividade, transformando a experiência de tecelões alemães e poloneses que viviam como agricultores no local numa fábrica de tecidos.

A empresa, fundada em 1892, produz tecidos fios tintos (xadrezes e listrados) para o mercado brasileiro e atua na produção de artigos diferenciados para camisaria e bótons. É especializada em tecidos de alta qualidade.

Fonte:|http://www.clicrbs.com.br/especial/sc/jsc/19,6,4188709,Industria-te...

.

.

.

.

.

.

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - Clique Aqui

Exibições: 1580

Responder esta

Respostas a este tópico

Isto sim é uma judiação. O Governo em vez de autorizar o uso dos jatos da FAB, aos prepotentes iguais ao Renan, deveria conservar o pioneirismo de 1892!!   Isto sim é patrimônio a ser resgatado, não as estórias insipides de nossos governantes ou pseudos. Isto me deixa p u t o  da vida. É melhor não ir mais pra frente.

Isso é BRASIL DO PT. Enqto os petralhas governantes estão enxendo as suas burras a industria, principalmente a textil está fechando as suas portas. Até qdo vai essa indiferença dos nossos governantes? É mais fácil propor plesbicito p/ reforma política que está engavetada a mais de 20 anos no congresso do que se pensar em política industrial e é mais fácil desonerar a industria automobilística do que por exemplo a farmacêutica. Nós somos acho eu o país que cobra imposto sobre medicamentos e nos alimentos então. Plagiando Boris Casoy isso é UMA VERGONHA.

Alfredo e Waldir

Entendo claramente e lamento que a RENAUX chegue a este ponto.  Mas não estou entendendo como o governo poderia "salvar" esta empresa.  Peço que procurem conhecer não apenas a linda história da Renaux, mas a forma inadequada com que esta empresa vem sendo gerida já a algum tempo. 

Para este tipo de problema, não há subsídio ou isenção que resolva.  Sem falar que seria totalmente injusto com todas as outras empresas e empregados que viveram e vivem situações similares.  Ou, até mesmo, com as empresas que estão com sua situação estável, devido à gestão moderna que tem aplicado.

 

Abram os olhos Srs.  A corrupção não é uma doença Petista.  Seria Ótimo se isto fosse verdade.  Bastava não votarmos mais nos "PTralhas", tirá-los dos cargos públicos e colocá-los na cadeia.    Mas se os Srs. olharem melhor, verão que a corrupção é uma espécie de Câncer que já existe no Brasil desde a chegada dos portugueses, ampliou-se com a Ditadura e, infelizmente, tem crescido a proporções exponenciais com a chegada dos governos Democráticos.  Sarney, Collor, FHC, Lula e Dilma ajudaram a alimentar este Câncer que parece totalmente incontrolável.  Mas não se enganem.  É preciso muito mais que protestos e ações de moralização política.  Entendam que os políticos de hoje, ontem foram povo igualzinho a nós.  E, tenham certeza, os políticos do amanhã serão nossos próprio filhos.  Então, se continuarmos a educá-los como fez a geração de nossos pais, infelizmente, continuaremos a ter mais e mais Corruptos espalhados, não apenas na política, mas por todos os cantos de nosso amado Brasil.

 

Bom dia a todos!

Kuroski, anotei seu comentario, mas não é bem assim não. Não comentei sobre o PT, mas o politico em geral não é honesto sabemos, mas corrupção aberta,escancarada e sedimentada em " viajei sim no jatinho, porque sou o presidente do senado e tenho esta prerrogativa". Isto é não ter carater e meu pai( ou os nossos pais), como voce falou, não me ensinou isto não. Só estou escrevendo aqui, porque isto é indigno de quem utiliza algo que é para emergencias, para ptoveito proprio de dos seus. Meu pai ou a geração dele era de brasileiros bem formados e isto eu herdei.

  ... Realmente uma má gestão se sobrepõe ao germe da corrupção.

Concordo plenamente com o  Valdir, a má gestão destas empresas Texteis de Brusque vem de longe. Na realidade  só permaneceram em funcionamento devido a leniencia da justiça Brasileira. A industria textil vem sofrendo deste a abertura do mercado ( Collor) devido a falta de competitividade, passou por um periodo de insolvencia na epoca FHC onde a grande maioria da empresas texteis verticalizadas foram extintas. Hoje permanecem  fiaçoes no Ceará, Tinturarias terceirizadas em São Paulo, algumas poucas verticalizadas em Minas e grande empresas ainda perduram em Santa Catarina ( Malharias). Independente de ideologia, partidarismo etc o futuro da industria textil no brasil é a extinção. Mão de obra cada vez mais cara, carga tributaria excessiva e pouca fiscalização nas fronteiras e portos. Temos materia prima( Algodão) excelentes escolas texteis - SENAI e um grande mercado consumidor .Seria muito simplista justificar a corrupção como causa da decadencia da Carlos Renaux. A industria Textil Brasileira foi muito bem enquanto o mercado era protegido, seus teares de 150 batidas, suas tinturarias obsoletas, suas fiações de aneis conseguiram prevalecer em um um mercado sem concorrentes. Corrupção existe em todo e qualquer Pais Capitalista a grande diferença é a impunidade, enquanto na Coreia o empresario condenado  é preso e fica preso, aqui os processos( recursos)  se arrastam durantes decadas até a prescrição incentivando a opção pelo mal feito.

 

Alfredo,

Quando critico a geração de nossos pais, não é porque o seu ou o meu não nos criaram no Exemplo, na Virtude e na Ética.  É porque, infelizmente esta geração, mais do que as anteriores, ensinou aos filhos a busca pelo "Dinheiro Fácil", pelo "Jeitinho", etc. . .  Daí nasceram os Renans, os Dirceus, os Malufes, os Sarneys.   É preciso entendermos que os corruptos não vieram em uma nave espacial.  Eles não são de outro planeta.  Eles vieram do meio do povo.  Isto significa que a solução não é apenas puní-los.  Isto seri agir no efeito.  Temos que mudar as coisas desde o berço.

Bom dia para todos!
 
alfredo cardoso Neto disse:

Kuroski, anotei seu comentario, mas não é bem assim não. Não comentei sobre o PT, mas o politico em geral não é honesto sabemos, mas corrupção aberta,escancarada e sedimentada em " viajei sim no jatinho, porque sou o presidente do senado e tenho esta prerrogativa". Isto é não ter carater e meu pai( ou os nossos pais), como voce falou, não me ensinou isto não. Só estou escrevendo aqui, porque isto é indigno de quem utiliza algo que é para emergencias, para ptoveito proprio de dos seus. Meu pai ou a geração dele era de brasileiros bem formados e isto eu herdei.

É uma pena ver uma das melhores indústrias têxteis do pais especializada em tecidos diferenciados terminar e tirar o emprego de centenas de pessoas.

Quantos deputados ela custaria para sair desta situação?

Os nossos custos a partir de agora tem usar como base o custo de um politico para o nosso pais!!!

É uma vergonha o que o Brasil está passando..

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço