Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano VI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano VI

Indústria Têxtil Está em Situação Crítica, diz Fábio Beretta

A indústria têxtil da região vive uma situação crítica, decorrente do Custo Brasil, por causa da pesada carga tributaria, e da importação predatória e desenfreada de produtos têxteis que bate recordes desde 2005. A afirmação foi feita pelo presidente do Sinditec, Fábio Beretta Rossi, a Walter Bartels, na WBTV. A queda da exportação de produto têxtil gira em torno de 10% ao ano, enquanto a importação cresce de 15% a 20% ao ano. Há uma disparidade gigantesca. Em 2010, o déficit da balança têxtil foi de 3,5 bilhões de dólares e, em 2011, de 5 bilhões. Indústrias fecham e outras dispensam trabalhadores. A Neotêxtil é uma das vítimas dessa concorrência predatória. Hoje, essa concorrência afeta toda a cadeia produtiva.

Fonte:|http://www.youtube.com/watch?v=QnhYLo2M19g

Tags: Beretta, Crítica, Está, Fábio, Indústria, Situação, Têxtil, diz, em

Exibições: 1021

Responder esta

Respostas a este tópico

 

O Fabio Beretta Rossi é um exemplo de Liderança Textil. Primeiramente ele é FABRICANTE TEXTIL, vive e trabalha no maior polo textil Brasileiro (Americana / Santa Barbara, SP). Segundo o Fabio, apesar de sua genética Italiana de pai e mãe, é um Grande Brasileiro. Ha anos, muito antes do "advento Chinês", tremulava – e tremula- em frente de sua fabrica uma enorme Bandeira do Brasil, a qual da para se ver da Estrada. O Fabio dedica o seu tempo e energias entre a sua fabrica familiar e o SINDETEC, um dos Sindicatos Texteis mais operantes e organizados no Brasil. Muitas fezes, tentando resolver um problema de classe FORA DA JURISDICAO do SINDITEC, tive que recorrer (e recebi) ao Fabio para ajudar numa situação sindical ou mesmo um membro de nossa classe. Seu filho Fabinho esteve perto de entrar na Formula Um. Era um corredor que prometia, mas "cartolagem" e falta de apoio de patrocinadores o fizeram desistir. Patrocinadores, no Brasil, envolve algumas vezes, situações e alianças não desejadas. Agora o Fabio Jr é um exímio mestre de corredores em SP, e de sua "escolinha" certamente vira grande corredores. Fabio é um homem honesto, muito simples porem integro. Tenho orgulho de tê-lo entre meus amigos. SdM

Sou um ex gerente comercial de uma tradicional fiação japonesa que no ano de 2011 pediu uma recuperação judicial, este ano estou vendo outras fiações seguindo o mesmo caminho ou reduzindo produção,

Já não somos alto suficiente em fios sintéticos, viscose entre outros, no algodão já somos dependentes de fios penteados entre outros mais finos,

Estamos vendo infelizmente a grande "armadilha" chamada China, Paquistão, India etc... dominarem o nosso mercado,

Com foi falado nesta ótima reportagem, toda a cadeia textil já está sendo prejudicada, e ao meu ver só nos resta uma opção,

A mobilização de toda a cadeia, devemos juntar todos, fiações, tecelagens,  e confeccionistas, vamos para as ruas, vamos a Brasília,  os nossos governantes só irão fazer alguma coisa quando ficarem sabendo que existem muitos eleitores no setor textil .

Fui gerente comercial de uma industria de fios que atendia o mercado coureiro/calçadista nos polos de Franca, Birigui, Novo Hamburgo( na época polo importante do setor),acompanhei nos anos de 2005 e 2006 o drama de muitos dos nossos clientes principalmente em Franca tendo que fechar suas portas. Consequentente nossa empresa que já tentava sobreviver, nunca mais foi a mesma e 04 anos depois foi pelo mesmo caminho "fechando portas".  

O muito que têm sido feito é pouco diante do drama que vive toda cadeia produtiva, e o setor continua na mesma "sobrevivendo".

Desculpem. Mas existem horas que o melhor remédio é sorrir - mesmo de uma má piada.

Caro Fábio BERETTA ROSSI. Se persistir essa situação, só haverá duas possibilidades: Ou um COLT ou um TAURUS.

 

 

 

Fabio....parabéns pela reportagem!!!! pena que não é em uma globo !!!!

lam,entavelmente continuaremos a perder empregos/fechar empresas!!!! em uma progressão geometrica!!!! digo isto em todos os segmentos!!! nao adinata ir a Brasilia, nao adinata Frente Parlamentar com 225 deputados + 35 senadores, popis o processo de desindustrialização continuará com toda força!!! todos sabem que nao temos como competir com a Asia!!! governo tb sabe......resta agora somente uma única possibilidade : MOBILIZAÇÃO DE TODA A SOCIEDADE CONTRA O GOVERNO.   EXIGIR QUE FREIEM AS EXPORTAÇOES, ACABAR COM AS LICENÇAS AUTOMATICAS E QUE SEJAM LIBERADAS APENAS 180 DIAS DEPOIS DE PROTOCOLADAS( EXCETO MAQUINAS E TECNOLOGIA QUE VENHAM A GERAR EMPREGOS!!)  VIVEMOS UMA SITUAÇÃO QUE NAO EXISTE VOLTA!!! E TODOS NÓS SABEMOS DISTO!!!!


SEJA QUAL FOR O CUSTO, TEMOS QUE MOBILIZAR ESTAS PARASITAS DE SINDICATOS DE TRABALHADORES, PARA QUE TIREM A BUNDA DA CADEIRA E REALMENTE COMEÇAREM A TRABALHAR EM PRÓ DO TRABALHADOR, NA SIMPLES PRESERVAÇÃO DAS EMPRESAS!!!!!!!!( HOJE SERVE APENAS PARA FAZER HOMOLOGAÇÃO...SUAS RECEITAS CAEM VIRTIGINOSAMENTE........)  LOGO MAIS ACABARÃO!!!!

ELES TEM COMO FUNÇÃO TB, EM EMPENHAR-SE PARA UMA CONSCIENTIZAÇÃO DA REAL NECESSIDADE DE """PROTEGERMOS"" NOSSAS INDUSTRIAS, INCLUSIVEM PARA QUE POSSAM SOBREVIVER!!!!


SINTO QUE FALTA NAO APENAS CARATER, MAS SIM DINAMISMO EM LEVANTAR AS MASSAS PARA UM EMBATE CONTRA ESTA DROGA DE GOVERNO QUE SIMPLESMENTE NAO TOMA ATITUDE!!!!


OU MAIS SIMPLES QUE ISTO : É IMPOR COTAS PARA QUE OS CUSTOS FINAIS SEJAM EQUIVALENTES AOS CUSTOS BRASILEIROS!!!!......O GOVERNO FARÁ O QUE EXIGIRMOS , E NAO O QUE QUEREM!!!!


HÁ 17 ANOS TIVEMOS O FECHAMENTO DA ANHANGUERA E SUAS REPERCUSSÕES......MAS E HOJE???? TEMOS APENAS QUE TER O COMPROMETIMENTO DE EMPRESARIOS QUE REALMENTE ESTEJAM DISPOSTOS A FAZER ALGO!!!!! E ESTE É A GRANDE DÚVIDA!!!!!



 

Tenho participado com o Fábio de alguns desses embates em prol da cadeia e vejo seu esforço em defender o segmento têxtil e de confecções no Brasil, e principalmente em nossa região de Americana.

Infelizmente parece um diálogo com "surdos" que "escutam mas não ouvem" e assim o segmento vai definhando e perdendo importância para os tecnocratas de plantão que têm todos os números mas possuem uma letargia mortal para interpretá-los.

Acho que nos podemos (E DEVEMOS) por o Fabio na Presidencia da FIESP, se bastente luta e barulho fizermos. Ai o setor textil tera maior atencao e foco - sem "bulshit". Falo serio e repasso a ideias aos amigos militantes e pondo-me a disposicao para tudo: Textos, Logos, Estrategia de Canpanha etc. Ha varisos comigo nessa - e na proxima eleicao a ABTT, onde boa coisas acontecerao. SdM

Há anos tenho acompanhado a luta do SINDITEC, na pessoa do seu presidente Fábio Beretta Rossi e não existem palavras para expressar a dedicação, comprometimento e responsabilidade desse homem em prol do setor. Realmente estamos vivendo, aqui na região de Americana (e em muitas outras partes do Brasil) um momento nunca antes vivido, com as empresas sendo dizimadas. O Fábio Beretta foi homenageado com o maior título que um cidadão possa receber: o de Cidadão Emérito da cidade de Americana, título esse merecido. Esperamos que outros líderes, como ele, não se cansem de lutar em defesa do setor. PARABÉNS FÁBIO.

Rosangela: Lindas e verdadeiras palavras. AGORA TEMOS QUE COLOCA-LO EM POSICAO para ajudar ainda mais a classe. Estou pleiteando para o Fabio a ORDEM DAS MAGNOLIAS, que eh um tipo de COMENDADORIA da Carolina do Sul para cidadoes Sulistas Emeritos. SdM

Responder à discussão

RSS

Textile Industry

O Maior Portal de Informações Têxteis e do Vestuário do Brasil

© 2014   Criado por Textile Industry.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço