Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Devanildo Damião

Não é novidade para ninguém que a competitividade asiática no setor têxtil mudou completamente o panorama deste segmento no mundo.

Elos da cadeia produtiva, intensivos em mão de obra, migraram para países da Ásia em busca de menores custos e alta produtividade. O Brasil teve a sua cadeia produtiva totalmente dizimada nos início dos anos 90.

Estas condições nos setores têxteis tradicionais, dependentes de escala de venda, consolidaram um novo mercado com amplo domínio dos países do Oriente, os quais tornaram-se grande exportadores. Hoje, é normal você ir à Europa e Estados Unidos e comprar produtos da China.

A França, sem dúvida, foi um dos países mais atingidos, reduzindo significativamente a indústria têxtil. Todavia, a guerra não foi considerada perdida e a inovação tecnológica é a grande arma atual para reverter esse quadro.

O país vem estimulando, com altos investimentos, o desenvolvimento dos tecidos especiais, os tecidos não tecidos (TNT), ou tecidos técnicos, os quais caracterizam-se por agregar funções às vestimentas e outros materiais. Por exemplo, lingeries que diminuem celulite, ou fraudas que hidratam a pele das crianças, combatendo queimaduras. O espectro de aplicação é amplo e variado e altamente dependente de pesquisas. Neste caso, a nanotecnologia faz a diferença.

As aplicações são variadas, envolvendo as indústrias automobilísticas e aeroespacial, a agricultura e muitos outros. O potencial de agregação do conhecimento é enorme.

Por exemplo, imagine no futuro que um piloto de Fórmula 1 poderá usar uma vestimenta mais leve, sem prejudicar a sua segurança em acidentes com fogo. As roupas poderão controlar a temperatura do seu corpo de forma constante; até mesmo as roupas íntimas poderão exalar odores afrodisíacos.

Na área médica, existem milhares de possibilidades. Por exemplo, tecidos especiais para aumentar a circulação em membros imobilizados, ou com a hidratação de tecidos humano em vítimas de queimaduras.

Também, o avental do açougueiro poderá ser reativo ao sangue dos animais, ficando sempre limpo; o cinto poderá exibir a quantidade de calorias consumidas no dia; o banco do seu carro, poderá massageá-lo, enquanto você dirige.

Tudo isso é possível com investimentos em pesquisas, aproveitando o desenvolvimento de ciências como a nanociência e novos materiais, capacitando pessoas e investindo em ambientes propícios.

Claramente, o desenvolvimento de produtos diferenciados permitem obter maiores margens de lucros, e são dificeis de ser imitados.

Para a sociedade, fica a vantagem de ganhar mais conforto, segurança e qualidade de vida, caracterizando os benefícios da aplicação do conhecimento.

Fonte:|http://www.diariodeguarulhos.com.br/dgnews/f?p=181:4:35301997612015...

.

.

.

.

.

.

.

.

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 431

Responder esta

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço