Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Iris van Herpen utiliza plásticos oceânicos reciclados em sua nova coleção de alta costura

001 OGIO0491 2

Em sua nova coleção de alta-costura “Roots of Rebirth” para primavera/verão 2021, a estilista holandesa Iris van Herpen explora uma simbiose de alta tecnologia e o artesanato da alta costura, através de uma coleção que faz referência à complexidade dos fungos e ao emaranhado da vida que respira sob nossos pés. Van Herpen aponta para a milagrosa interconexão da “rede subterrânea florestal”, tecendo um diálogo entre o terrestre e o mundo subterrâneo.

As deslumbrantes roupas de Van Herpen são feitas à mão com os melhores materiais, garantindo que duas peças nunca serão iguais. Com a introdução de peças únicas feitas com impressão 3D, a estilista mostrou que designs únicos também podem ser alcançados usando tecnologia. Para a primavera/verão 2021, Van Herpen colaborou com Parley for the Oceans para incluir tecidos de poliéster feitos de plásticos oceânicos reciclados.

“É claro que os clientes [de alta costura] esperam a mais alta qualidade, então você não quer ser sustentável se diminuir a qualidade”, disse ela. “Estamos agora em um momento em que a qualidade, entre uma seda orgânica e um poliéster reciclado, é completamente igual…. Agora é realmente uma questão de decisão, não é uma questão de escolher uma qualidade. Basicamente, não há muitos motivos para não usar mais materiais sustentáveis, a não ser mudar sua mentalidade.”

O livro Entangled Life de Merlin Sheldrake, sobre como os fungos sustentam a vida na Terra, inspirou a coleção de Van Herpen em muitos níveis. Seu uso de pregas pode estar relacionado às guelras dos cogumelos. O micélio, a parte ramificada do fungo em forma de renda, influenciou tanto as silhuetas quanto os enfeites. Van Herpen até trabalhou com um artista que cultivava padrões de renda em madeira.

O micélio, explica a estilista, forma uma “rede subterrânea florestal”, ou sistema subterrâneo de comunicação. É uma ideia que “me tocou especialmente”, disse Van Herpen, “porque acho que o ano passado foi, para mim, e acho que para todos nós, um ano de isolamento e separação. E, claro, é muito bonito olhar para a natureza e como a natureza se conecta de uma maneira muito semelhante a como nos comunicamos.

E embora a alta-costura seja a expressão mais exclusiva da moda, também é a mais íntima. Um dos motivos pelos quais “eu amo tanto a alta costura”, diz ela, é “porque é uma abordagem muito pessoal da moda. Tenho relacionamentos e contatos diretos com as pessoas para as quais crio, e acho que esse é um valor tão raro hoje em dia, onde tudo é tão separado.” Van Herpen se esforçou muito para alinhar a moda com a ciência e a natureza com a tecnologia.

https://www.irisvanherpen.com/

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 287

Responder esta

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço