Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI

Já sabemos qual vai ser a cor mais popular da moda em 2021

Será um azul futurista inspirado nas inovações tecnológicas e na Internet, segundo a agência de previsão de tendências, WGSN.

Já estão a pensar em 2021.

O Diabo Veste Prada” foi um dos maiores sucessos do cinema em 2006. Numa das suas cenas mais memoráveis, a diretora da revista “Runway” — a implacável Miranda Priestly, interpretada por Meryl Streep — discorre sobre a origem da camisola azul que a estagiária Andy (Anne Hathaway) está a usar e de que forma a indústria condiciona as escolhas finais de todas as mulheres.

Segundo Miranda, aquela não é uma simples tonalidade de azul. Não é sequer turquesa, nem lápis lazuli. É o azul celeste utilizado por Oscar de la Renta, em 2002, para fazer uma coleção inteira de vestidos e por Yves Saint Laurent, que apresentou jaquetas militares no mesmo tom.

A partir daí, a diretora explica que o azul celeste lançado como tendência na revista foi incorporado nas coleções de vários designers até chegar às lojas baratas onde aquela assistente mal vestida provavelmente terá comprado a peça.

Apesar de parecer uma teoria improvável criada apenas para ilustrar a conexão estrutural e económica entre o high e o fast fashion, ela não é conversa de cinema. Há especialistas que analisam efetivamente as tendências globais e decidem quais as cores que iremos usar nos próximos anos — antes mesmo dos estilistas desenharem suas coleções.

Jane Monnington Boddy é diretora de cor da WGSN — uma agência global de previsão de tendências e que está sediada em Londres, no Reino Unido. Boddy é uma espécie de meteorologista das cores, capaz de prever os tons mais cool dos próximos anos.

Por isso, e sempre um passo a frente, a plataforma já anunciou qual será a cor mais popular em 2021. É a A.I. Aqua. Um tom de azul inspirado nos avanços tecnológicos e nas inovações futuristas. Durante as pesquisas, a analista descobriu que o azul é uma cor predominante na Internet e que a tonalidade escolhida já começa a aparecer em alguns looks de alta costura.

A cor “A.I. Acqua” da primavera 2021.

Em entrevista ao site “Huffington Post“, Jane Boddy disse que o processo de contar histórias “é uma parte fundamental da moda” e que uma das partes mais importantes do seu trabalho é conduzir as pesquisas de forma a descobrir o que pode afetar as cores e o design dos produtos nos próximos anos.

A agência tem fotógrafos espalhados pelo mundo que vão registando as inspirações do street style. Além disso, a equipa da WGSN participa em feiras de tecnologia, de design e de moda. Em 2018, por exemplo, procuraram novos designers nas passerelles das semanas de moda de Seul, de Londres e do Brasil.

A aposta de Jane Boddy para a primavera 2020 é o Neon Mint. Ainda falta um ano para a tendência tomar conta das ruas, mas a cor já deu os primeiros passos nas passerelles da temporada primavera/verão 2019.

O Neon Mint da primavera 2020.

Os relatórios de Jane Boddy são publicados na plataforma digital da WGSN para que os clientes (e, às vezes, o público em geral) tenham acesso a todas as novidades e consigam antecipar as próximas coleções.

https://nit.pt/vanity/beleza/ja-sabemos-qual-vai-ser-a-cor-mais-pop...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 917

Responder esta

Respostas a este tópico

  

O Neon Mint da primavera 2020.

Os relatórios de Jane Boddy são publicados na plataforma digital da WGSN para que os clientes (e, às vezes, o público em geral) tenham acesso a todas as novidades e consigam antecipar as próximas coleções.

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço