Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Hemp House começou uma promoção em que oferece maconha de graça para os compradores qualificados

Desiree Martin/AFP

Maconha

Maconha: Hemp House está oferecendo um "presente surpreendente" para seus clientes

Washington - A marca Hemp House, que tem sua sede em Denver (Colorado, EUA.), iniciou nesta semana uma promoção peculiar de suas roupas: um oitavo de onça (3,5 gramas) de maconha de graça para os compradores qualificados.

Em seu site, a loja confirma que colocará à venda em dezembro suas roupas feitas com fibra de cânhamo e indica que para cada entrega em Denver, o cliente que encomendar suas roupas receberá "um presente surpreendente".

Os estados de Washington e Colorado iniciaram neste ano a venda legal de maconha a compradores qualificados sob regras que limitam a quantidade adquirida, a idade dos compradores e os graus de intoxicação, da mesma forma como faz com a venda de bebidas alcoólicas

O cânhamo e a maconha (cannabis sativa) são plantas similares. O chamado cânhamo industrial contém um porcentagem muito menor de tetrahidrocannabinol, o ingrediente ativo que faz da maconha um produto psicotrópico.

Outra mensagem da firma em sua página sustenta que o cânhamo é uma fibra antimicrobiana e antimofo, que resiste naturalmente à radiação ultravioleta e absorve facilmente as tinturas feitas a partir de plantas.

Uma mensagem lembra aos potenciais clientes que heróis dos Estados Unidos como George Washington e Thomas Jefferson cultivavam cânhamo em suas plantações, tanto que Benjamin Franklin possuía um moinho que fazia papel a partir do cânhamo.

http://exame.abril.com.br/marketing/noticias/marca-de-roupa-america...

Exibições: 1259

Responder esta

Respostas a este tópico

   Outra mensagem da firma em sua página sustenta que o cânhamo é uma fibra antimicrobiana e antimofo, que resiste naturalmente à radiação ultravioleta e absorve facilmente as tinturas feitas a partir de plantas.

pois é eu defendo que qualquer droga pode ser vendida em farmacia com prescrição medica, infelizmente os canalhas, hipocritas que estao no congresso , uns sao covardes e outros sao sustentados pelo trafico que banca suas campanhas como tropa de elite mostra bem, porem estes sao os maiores defensores de que as drogas nao devem ser legalizadas

Acredito que num país onde ainda muitas regiões, cidades e estados que não exista nem o saneamento básico, num pais que não tem educação e principalmente saúde, onde o indivíduo vive indignadamente como aqui nessa terra de ladrões, onde Deus luta contra toda essa corja, digo Deus porque só Ele pode reverter isso daqui, mas onde a alienação das pessoas continue fincada a coisas que só as fazem esquecer e ficarem de olhos tapados. Vamos lá então, Liberem a maconha, rivotril, e abracem o abismo o qual vivemos aqui. Terra de ninguém! Na América o ser humano é tratado dignamente, por isso até o cara que usa maconha tem consciência e não usa a droga para esquecer da realidade. O brasil para ter o uso liberado da maconha, precisa pelo menos de 300 anos de uma educação digna de lords ingleses, para que seu povo enxergue na historia do seu pais que Lulas, Dilmas, Collor's, ACM's, Sarney's, CBF, Fifa etc, e toda essa corja que fizeram a historia desse país rico mais hipócrita, para que esse cidadão que usa a maconha tenha o prazer de relaxar no seu descanso e no seu relax, e não para deletar de momento todo essa balbúrdia que vivemos!

o que ele disse mesmo?

Isso vai quebrar a balança comercial.

E quando os malucos estiverem destroçados, sem casa, sem emprego e sem família, quem pagará a conta? Já sei! Os malditos conservadores caretas pagadores de impostos. E quem vai fazer um bafômetro que detecte esse troço? O trânsito já não tem bêbados demais e ainda vão deixar malucos engrossarem o problema? Quem quer fumar maconha, que fume; mas espere a liberação antes. Até agora, todo usuário é culpado de financiar coisas como o CV, o ADA e o PCC. É justamente a falta de boas razões para liberar que trará a liberação - ela virá, e bem rápido. Não creio que o usuário de maconha americano ou europeu seja menos imbecil que o usuário brasileiro, eles só estão com mais tempo livre para atirarem nos próprios pés.

Marketing podre.

CLAUDIO E.ROCHA disse:

Acredito que num país onde ainda muitas regiões, cidades e estados que não exista nem o saneamento básico, num pais que não tem educação e principalmente saúde, onde o indivíduo vive indignadamente como aqui nessa terra de ladrões, onde Deus luta contra toda essa corja, digo Deus porque só Ele pode reverter isso daqui, mas onde a alienação das pessoas continue fincada a coisas que só as fazem esquecer e ficarem de olhos tapados. Vamos lá então, Liberem a maconha, rivotril, e abracem o abismo o qual vivemos aqui. Terra de ninguém! Na América o ser humano é tratado dignamente, por isso até o cara que usa maconha tem consciência e não usa a droga para esquecer da realidade. O brasil para ter o uso liberado da maconha, precisa pelo menos de 300 anos de uma educação digna de lords ingleses, para que seu povo enxergue na historia do seu pais que Lulas, Dilmas, Collor's, ACM's, Sarney's, CBF, Fifa etc, e toda essa corja que fizeram a historia desse país rico mais hipócrita, para que esse cidadão que usa a maconha tenha o prazer de relaxar no seu descanso e no seu relax, e não para deletar de momento todo essa balbúrdia que vivemos!


E É VERDADE, O TECIDO DE CANHAMO E MAIS RESISTENTE E MAIS DELICADO QUE O LINHO
romildo de paula leite disse:

   Outra mensagem da firma em sua página sustenta que o cânhamo é uma fibra antimicrobiana e antimofo, que resiste naturalmente à radiação ultravioleta e absorve facilmente as tinturas feitas a partir de plantas.

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço