Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Em 2015, complexo de Goiânia vai reunir 1,3 mil lojas, sendo que 22% dos compradores são de outros estados.

O complexo Mega Moda Shopping, de Goiânia (GO), que reúne mil atacadistas, termina 2014 com crescimento de 40% em vendas comparado ao ano passado, superando os 20% projetados. De acordo com o superintendente Chrystiano Camara, o fato de o empreendimento localizar-se em um estado central atrai 22% de compradores de outras regiões do país, principalmente das capitais Brasília, São Paulo, Porto Alegre, Rio de Janeiro e do nordeste. “O clima ameno de Goiás também é atraente para os compradores em todas as estações do ano”, diz o executivo.

Em março o complexo inaugura um hotel com 270 apartamentos anexo ao shopping para receber os visitantes. Em 2015, a meta é crescer 30% com a abertura de mais 300 lojas. “Como o Mega Moda reúne fabricantes, com vendas sem intermediários, os preços são competitivos com produtos importados e ganhamos em qualidade”, afirma Camara. Desde a inauguração, em 2011, o Mega Moda Shopping já recebeu mais de 126 mil compradores de 117 cidades. A região conta com 25 hotéis para receber os visitantes e o entorno do complexo abriga mais de 10 mil pontos de venda de moda.

http://www.gbljeans.com.br/noticias_view.php?cod_noticia=5764

Exibições: 661

Responder esta

Respostas a este tópico

eu nao acredito neste crescimento, isto parece mais é numeros maquiados de dono de shopping para atrair novas presas, estes centros atacadistas mal respiram, ate na ze paulino da pra ver a queda e ninguem vai acreditar que goias recebe mais compradores que sao paulo, esta noticia nao me convence como disse acima, mais parece noticia para atrair novos empreendedores desavisados

O comentário da Francisca Gomes Vieira,procede.

"Nunca,antes neste país" (rsrsrs),houve tamanho marasmo nas vendas de confecções nas principais cidades deste país.
Nesta época de final de ano,quando tradicionalmente as vendas de confecções aumentam,comparadaos anos anteriores,está existindo uma vertiginosa queda,principalmente nos
tão conhecidos pólos de confecções no bairros do Brás e Bom Retiro,em São Paulo.

Que o digam os comerciantes instalados nestas regiões.
Notícia plantada é claro, eles querem é atrair 300 novos bobocas desesperados por vendas e engordar seu faturamento com os aluguéis e luvas.

nos aeroportos entao continua chegando as sacoleiras de luxo......................

40% no aumento das vendas ?

depende ... no ano passado as vendas totais foram de R$ 1.000,00 e agora foram para R$ 1.400,00.

Vamos acordar pessoal ...  Aluguéis com preços de Marte , valores de luvas a preços estratosférico , ... realmente só pode ser coisa de outro planeta.  Não a realidade de um setor têxtil brasileiro ...

pois e colega, esta mais barato abrir uma loja em nova york que aqui no brasil, estes mercenarios de shopping e centros comerciais vao sugar ate a ultima gota de sangue depois vende tudo as grifes internacionais e esta tudo certo e fica pra nos um rastro de quebradeira

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço