Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

O desastre ambiental da moda é o tema da reportagem de capa da revista Newsweek. Com texto e pesquisa de Adam Matthews, Aletta Andre e Anil Varghese, a matéria “Toxic Fashion o desastre ambiental no seu armário” discorre principalmente sobre as políticas internacionais (foco nas indianas e norte-americanas) que tem contribuído tanto para a destruição ambiental em escala global, quanto para as condições de trabalho miseráveis da cadeia têxtil e confecção patrocinados principalmente pelas gigantes do fast fashion.

Moda tóxica, o desastre ambiental no seu armário stylo urbano-1

A reportagem não indica o que fazer diante da produção podre da moda, que inclui tanto o fast-fashion como o mercado de luxo. Mas você pode assumir suas responsabilidades e fazer suas escolhas como consumidor comprando roupas de confecções pequenas, novos designers de moda sustentável, roupas de brechós, marcas que busquem mostrar a procedência da matéria prima e que informem sobre a produção de forma que não deixa dúvidas (o que não é o caso da Zara, H&M, Walmart, Forever 21, e outras grandes redes de fast fashion nacionais mesmo que digam seguir políticas relacionadas à sustentabilidade pois o fast fashion jamais será sustentável devido ao seu tipo de negócio).

A reportagem (em inglês) feita pela Newsweek é bem esclarecedora (clique aqui). Confira a seguir as imagens e o texto da reportagem.

Moda tóxica, o desastre ambiental no seu armário stylo urbano-2

Tirupur, na Índia, é o lar de muitas das fábricas de tingimento de roupas vendidas no resto do mundo. Os produtos químicos usados para branquear, amaciar e tingir os tecidos tem destruído as fontes de água locais.

Moda tóxica, o desastre ambiental no seu armário stylo urbano-3

Um banho alcalino em uma fábrica de tinturaria em Rajasthan, 22 de março de 2009.

Moda tóxica, o desastre ambiental no seu armário stylo urbano-4

Após a supressão dos limites de exportação em 2005, os complexos, como o Netaji Apparel Park, em Tirupur (o primeiro na Índia), surgiram para tirar proveito de uma regulamentação frouxa para atender aos pedidos estrangeiros. Um ano depois, Tirupur se tornou a maior cidade da indústria têxtil indiana.

Moda tóxica, o desastre ambiental no seu armário stylo urbano-5

As más condições de trabalho na indústria de vestuário do Sul da Ásia causaram muitas catástrofes, como o colapso do edifício Rana Plaza perto de Dhaka, Bangladesh, em 2013. Por causa da pobreza, bem como movidos pela esperança de uma vida melhor, os moradores da vila de Tekani, Bangladesh, há quase uma década tem feito viagens do sul para a capital para exigir melhores condições de segurança e água limpa. Alguns trabalhadores na Índia temem condições de trabalho semelhantes (degradantes) tanto nas lojas quanto nas fábricas. Já os empresários industriais “correm soltos” (isto é, tem “passe livre” político para agirem conforme convém as demandas de lucro de suas empresas da cadeia têxtil e confecção).

Moda tóxica, o desastre ambiental no seu armário stylo urbano-7

Tecido recém-tingido é lavado, enrolado e dobrado por trabalhadores em uma fábrica de tinturaria têxtil em Rajasthan, Índia, 08 de janeiro de 2007

Moda tóxica, o desastre ambiental no seu armário stylo urbano-8

As grandes marcas de roupa terceirizam a maior parte de sua produção para lugares como Tirupur, onde os tecidos são fiados, tingidos e acabados (bem como as roupas são confeccionadas). Aqui, os trabalhadores estampam imagens em camisetas.

Moda tóxica, o desastre ambiental no seu armário stylo urbano-10

Se na sua camiseta se lê “Made in Índia”, você pode ter contribuído para uma crise de poluição da água que destruiu quase 30 mil fazendas de propriedade familiar.

Fonte: Modaetica

http://www.stylourbano.com.br/moda-toxica-o-desastre-ambiental-no-s...

Exibições: 929

Responder esta

Respostas a este tópico

Quando trabalhei como consultor para a s.Oliver em 2009 e 2010, visitei muito a região de Tirupur. Naquele tempo todas as fábricas com as quais trabalhavamos tinham sistema coletivo ou individual the tratamento de efluentes por osmose reversa. Já naquela época as fábricas poluidoras estavam sendo fechadas pelo governo local.

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço