Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Agigante americana de roupas desportivas, Nike, informou na terça-feira (3 de novembro) que cortará 700 empregos na sua sede em Beaverton, Oregon, até janeiro de 2021, como parte de esforços de reestruturação.


A Nike quer priorizar as vendas online - Instagram: @nikerunning


Anunciados num processo feito no Escritório de Investimentos da Força de Trabalho da Comissão de Coordenação de Educação Superior de Oregon, os cortes planeados consistem na revisão de um relatório anterior da empresa, que estimava cerca de 500 demissões na sua sede corporativa.

Segundo a Nike, 200 dos empregos eliminados estão diretamente relacionados com o fecho definitivo da creche da empresa.

Nos últimos meses, tornou-se comum ver empresas a tomarem medidas para cortar custos drasticamente na tentativa de lidarem com o impacto financeiro causado pela pandemia de COVID-19. A Nike, no entanto, conseguiu manter vendas fortes durante a crise da saúde.
 
As demissões anunciadas pela empresa são, em vez disso, parte de uma estratégia de reestruturação que visa redirecionar as suas operações para as vendas online diretas ao consumidor. Os esforços para implementar esse plano foram acelerados desde junho devido ao aumento nas vendas de comércio eletrónico que acompanhou a disseminação do coronavírus.

Em julho, a empresa informou que, como parte da estratégia liderada pelo CEO John Donahoe, vai gastar até 250 milhões de dólares com cortes de empregos em todo o mundo. No final de maio, a Nike empregava cerca de 75.400 pessoas, representando uma redução de 1.600 funcionários em relação ao ano anterior.

No primeiro trimestre, encerrado em 31 de agosto de 2020, a Nike registou uma receita de 10,6 bilhões de dólares (8,97 mil milhões de euros), um resultado bastante estável em comparação com o mesmo período do ano passado. O lucro trimestral da empresa foi de 1,5 bilhões de dólares (1,27 mil milhões de euros), ante 1,4 bilhões de dólares (1,18 mil milhões de euros) no mesmo período do ano passado.


 https://pt.fashionnetwork.com/news/Nike-vai-demitir-700-funcionario...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 224

Responder esta

Respostas a este tópico

Certamente criarão mais empregos na China com custos mais baixos .  Bem vindos ao novo governo de USA .

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço