Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI

Nova Saveiro é o Primeiro Veículo Comercial Leve do Brasil a Usar Tecidos dos Bancos e Portas com Fios de PET Reciclado

Tecnologia sustentável é exclusividade da Volkswagen do Brasil, que desenvolveu os tecidos 
 
• Altamente tecnológico, tecido com base reciclável garante o mesmo conforto, qualidade e resistência 
• Iniciativa faz parte do objetivo estratégico da Volkswagen do Brasil de fortalecer a sustentabilidade como princípio de gestão
 
A Volkswagen do Brasil acaba de lançar a pick-up Nova Saveiro 2014, que é o primeiro veículo comercial leve do País a utilizar tecidos à base de PET reciclado no revestimento de bancos e interior de portas. Exclusividade da Volkswagen do Brasil, os tecidos com base reciclável foram desenvolvidos pela empresa e estrearam no País no Novo Gol e Novo Voyage, lançados em julho do ano passado. Dessa forma, a Nova Saveiro é o terceiro modelo do Brasil a incorporar essa tecnologia inovadora, que faz parte do objetivo estratégico da Volkswagen de fortalecer a sustentabilidade como princípio de gestão.
 
Altamente tecnológico, o tecido à base de PET reciclado garante o mesmo conforto, qualidade e resistência que os tecidos sem essa composição utilizados em outros modelos da Volkswagen do Brasil. O tecido é composto por até 60% de fio reciclado, sendo que sua matéria-prima bruta é fornecida por empresas certificadas por órgãos ambientais internacionais.
 
"A Volkswagen do Brasil fortalece seu compromisso com a sustentabilidade ao incorporar a tecnologia de tecidos à base de PET reciclado também na linha de veículos comerciais leves, revestindo bancos e portas da Nova Saveiro. O tecido com base reciclável atende perfeitamente às especificações de aparência e durabilidade exigidas pela Volkswagen, com a vantagem adicional de preservar o meio ambiente", afirma o Gerente Executivo de Desenvolvimento de Carroceria, Acabamento, Segurança e Predições Veiculares, Antonio Carnielli Jr..
 
Versões da Nova Saveiro: variedade de tecidos à base de PET reciclado
 
A Nova Saveiro é oferecida nas versões de entrada, com cabines simples ou estendida (as quais podem contar com o pacote opcional Trend); além da Trooper e da Cross, essas duas com cabine estendida. Cada versão conta com um modelo de acabamento exclusivo, utilizando tecidos à base de PET reciclado.
 
Produção do tecido com base reciclável
 
A produção dos tecidos à base de PET reciclado tem início com a separação das garrafas plásticas por cores, uma vez que elas interferem no tom do tecido. Em seguida, as peças são limpas e trituradas em grãos, os quais são transformados em fios (matéria-prima para os tecidos). A partir daí, o processo de criação do tecido à base de PET reciclado é o mesmo utilizado na produção de tecidos convencionais.
 
A fibra de PET reciclado já era aplicada pela indústria automobilística em Não Tecidos de revestimentos do assoalho, porta-malas de veículos e cobertura do compartimento de bagagem.
 
Inovações em sustentabilidade – Pioneirismo Volkswagen
 
Além dos tecidos à base de PET reciclado no revestimento de bancos e portas de veículos, a Volkswagen do Brasil é pioneira em diversas outras ações de sustentabilidade. "A Volkswagen do Brasil atua com sustentabilidade há anos e os trabalhos seguem em nível crescente. Tivemos investimentos significativos para melhorias de processos produtivos e novos produtos, tais como a Nova Pintura da fábrica de Taubaté (SP), que reduz o impacto ambiental. A marca também possui veículos com o conceito BlueMotion Technologies. Esses exemplos, somados às demais iniciativas ambientais e sociais, tais como a Fundação Volkswagen (com seus projetos nos pilares de educação e social) e a Bomba d'Água Popular, demonstram o comprometimento da empresa com a sustentabilidade", disse o diretor de Assuntos Jurídicos da Volkswagen do Brasil e responsável pelo tema sustentabilidade na empresa, Dr. Eduardo de Azevedo Barros.
 
Confira mais algumas iniciativas de sustentabilidade nas quais a Volkswagen do Brasil é pioneira:
 
PCH (Pequena Central Hidrelétrica)
 
A Volkswagen foi a primeira indústria automobilística do Brasil a investir em infraestrutura para gerar energia limpa e renovável no País. A empresa inaugurou, em 2010, sua PCH (Pequena Central Hidrelétrica) Anhanguera, que é uma parceria entre a Volkswagen do Brasil, a SEBAND e a Pleuston.
 
Localizada no rio Sapucaí, um afluente do rio Grande, entre as cidades de São Joaquim da Barra e Guará, no Estado de São Paulo, a PCH Anhanguera gera cerca de 18% da energia elétrica utilizada pela Volkswagen do Brasil.
 
Créditos de Carbono
 
A PCH Anhanguera recebeu o Certificado de Emissões Reduzidas (CER), conhecido como Créditos de Carbono, aprovado pela Organização das Nações Unidas (ONU). O certificado atesta que a usina hidrelétrica é uma iniciativa sustentável de geração de energia, que contribui para reduzir a emissão de gases causadores do efeito estufa.
 
Conceito BlueMotion Technologies
 
Um dos objetivos da Volkswagen é criar veículos cada vez mais eficientes em desempenho dinâmico e na relação com o meio ambiente. Os carros da marca mais avançados nesse sentido recebem a designação BlueMotion Technologies, que identifica as novas tecnologias desenvolvidas e aplicadas pela Volkswagen para reduzir o consumo de combustíveis e emissões. Reconhecidas internacionalmente por sua eficiência, as tecnologias BlueMotion abrangem alguns dos motores e câmbios mais avançados e contribuem para preservar os recursos energéticos.
 
O conceito BlueMotion Technologies é oferecido como versão nos modelos Fox e Polo, equipados com o motor 1.6, e como pacote opcional para o Novo Gol e o Novo Voyage, com motor 1.0. No caso do Polo BlueMotion, o objetivo foi reduzir em até 15% o consumo e as emissões, com aprimoramentos na aerodinâmica, na transmissão, na suspensão e no uso de "pneus verdes", com menor resistência ao rolamento. 
 
Bomba d'Água Popular
 
O programa Bomba d'Água Popular (BAP), gerenciado pela Volkswagen do Brasil, proporciona abastecimento gratuito de comunidades do semiárido brasileiro. O programa já instalou 1.001 bombas nos nove Estados que formam o semiárido (Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe), beneficiando mais de 140 mil pessoas que moram em comunidades carentes, onde, muitas vezes, não há acesso à água.
 
Apoiado pela Volkswagen do Brasil desde 2005, data de início das operações do programa, o Bomba d'Água Popular promove a subsistência das comunidades por meio da instalação de bombas que buscam a água dos lençóis freáticos. A água adquirida por meio das bombas pode ser utilizada de diversas formas, inclusive para beber, cozinhar e na higiene pessoal. O abastecimento gratuito e diário também permite que as comunidades do semiárido brasileiro desenvolvam atividades econômicas, como a criação de animais e a agricultura.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

Exibições: 164

Responder esta

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço