Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Quem é Douglas Carvalho Jr., o empresário que atuou em cinco negócios no valor de R$ 300 milhões do mundo fashion, em 2011. 

É preciso ter disposição e sangue-frio para “rasgar” a reta principal do Autódromo de Interlagos, em São Paulo, a bordo de um Celta “envenenado”, capaz de atingir 170 km/h. É exatamente desse jeito que o empresário paulistano Douglas Carvalho Jr., 37 anos, dono da consultoria Target Advisor, passa os fins de semana. Piloto da equipe Alpie, no Campeonato Brasileiro de Marcas, ele começou a se envolver com o esporte, no início deste ano, como uma forma de relaxar o corpo e a mente do desgaste causado pela atuação como “advisor” na venda de empresas. Em particular, do setor de moda, sua especialidade. É que boa parte das transações costuma se arrastar por meses a fio, o que exige a realização de quase uma centena de reuniões e contatos telefônicos. “Em muitos casos, acabo virando até uma espécie de psicólogo corporativo”, diz Carvalho Jr. Tanto trabalho tem valido a pena. 

48.jpg
Filão: Carvalho Jr., da Target, aposta em empresas emergentes

Em 2011, ele já intermediou cinco negócios da ordem de R$ 300 milhões. O mais recente foi a aquisição da grife paulistana Bobstore, especializada em moda jovem feminina pela InBrands, grupo dono das grifes Ellus e Alexandre Herchcovitch. A primeira reunião entre Carvalho Jr. e os sócios da Bobstore aconteceu há um ano. “Sempre tive facilidade para fazer amigos e isso me ajudou a montar uma ampla rede de relacionamentos”, afirma. É em encontros sociais, festas ou almoços nos restaurantes badalados dos Jardins, bairro nobre de São Paulo, que ele capta boa parte dos clientes. A opção pelo segmento de moda foi estratégica. Por se tratar de empresas de médio porte, comandadas por grupos familiares, dificilmente elas entrariam no radar das consultorias mais badaladas, como a Estáter, de Pércio de Souza, ou o banco BTG Pactual, comandado por André Esteves.  

“O pequeno e o médio empresário têm dificuldade para entender a linguagem dos fundos de private equity”, diz Carvalho Jr. “Minha função é aproximar as duas partes.” A remuneração depende da conclusão do negócio e varia entre 4% e 6%. Como a Target sempre atua ao lado do vendedor, é possível manter uma estrutura operacional espartana: dois analistas e um auditor. Economista de formação, com especialização em marketing e varejo, Carvalho Jr. entrou nesse nicho quase que por acaso. Fez carreira na área comercial de companhias de venda direta, como a Shop Tour e a Zipcode. No final de 2009, recebeu um telefonema do amigo Victor Natenzon, ex-presidente da H.Stern, propondo sociedade. Topou na hora. Hoje, entre uma e outra disputa nas pistas de Interlagos, Carvalho Jr. aproveita para ampliar ainda mais a rede de contatos. 
 

Exibições: 206

Responder esta

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço