Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Quem trabalha com design ou moda, especialmente no ramo da estamparia, provavelmente vai lidar muito com o termo Rapport. A palavra inglesa, que traduzida para o português é algo similar a repetição, também tem um pé na origem francesa, que significa harmonia, segurança e confiança.

Apesar de ser uma palavra bastante utilizada nesse universo criativo, muitos profissionais ainda tem pouco conhecimento do que é e como ele pode ser aplicado na sua rotina de trabalho. Que tal conferir nesse artigo a explicação do que é rapport e aprender um pouco mais sobre esse conceito básico do design e da moda?

Conceito de Rapport

Quando alguém do design ou da moda vai fazer um rapport, isso significa que será criado um processo de repetição, tradicionalmente de estampas, para poder oferecer um resultado específico em uma peça ou obra de arte.

Rapports podem ser usados em roupas, peças de decoração, móveis, quadros de arte, esculturas ou qualquer outra superfície que trabalhe bem com repetição de estampas.

Termos comumente utilizados para descrever um Rapport

O rapport trabalha com vários termos específicos, que ajudam a descrever a determinação do padrão que será repetido naquele objeto de design. Confira alguns deles:

  • Padrão: é o resultado das repetições realizadas no rapport, que define o que será reproduzido na estampa ou imagem.

  • Módulo: é o modelo do padrão que será produzido, reconhecido também como a menor parte do padrão, onde são definidos os componentes da estampa (cores, linhas, texturas).

  • Encaixe: é a parte do padrão onde os dois módulos se encontram, que também tem formatos semelhantes e que se repetem ao longo do rapport.

  • Célula: é o espaço do rapport em que o módulo se encaixa. O módulo, portanto, pode ser posicionado de lado, refletido, de ponta cabeça ou em qualquer outra posição desejada dentro de uma célula.

    Diagrama Tijolo / Reprodução: https://metapix.com.br/artigo/2014/05/26/o-que-e-rapport/Diagrama Tijolo / Reprodução: https://metapix.com.br/artigo/2014/05/26/

Tipos de padrão de rapport

Os rapports podem ser subdivididos por tipos, que variam de acordo com o encaixe dos módulos ou posicionamento dos mesmos dentro das células. Esses tipos de rapport ajudam os designers a especificar de qual maneira a estampa será produzida.

  • Padrão contínuo: Nesse tipo de rapport os módulos ficam entrelaçados, escondendo o encaixe e tornando impossível identificar onde a estampa começa ou termina. Em inglês ele é chamado de Seamless Tile.

    Reprodução: https://www.facebook.com/amoilustrar/Reprodução: https://www.facebook.com/amoilustrar/

    Reprodução: https://www.facebook.com/amoilustrar/Módulo com Rapport / Reprodução: https://www.facebook.com/amoilustrar/
  • Padrão Allover: Nesse tipo de rapport os módulos ficam espalhados pelas células e rotacionados de maneira diferente, sem manter um padrão único.

    Reprodução: https://www.facebook.com/amoilustrar/Reprodução: https://www.facebook.com/amoilustrar/
  • Padrão com fechamento: Esse rapport ficou famoso nas mãos do artista plástico M.C. Escher, também chamado de efeito de Figura e Fundo. Nele o início (ou o final) de um módulo dá início a outro desenho completamente diferente, criando uma sensação de continuidade nos traços.

    Pied de PoulePied de Poule

O que é sistema de repetição?

Todo rapport trabalha com um sistema de repetição. Esse sistema nada mais é do que a regra definida para o padrão da estampa, que será reproduzido pelos módulos e células do rapport. Ele também funciona como uma orientação para o designer saber como a estampa será produzida.

Você já trabalhou com rapport antes? Já se sente mais familiarizado com esse tema? Compartilhe suas dúvidas e impressões com a gente!

Exibições: 3185

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá Romildo.
Posso publicar esse link no Facebook da Colori?

tem tudo a ver com nossa missão de transmitir conhecimentos para estudantes

As máquinas de bordar de schifli que fabricam o bordado ingles, laise e outros bordados a metro, também trabalham com rapport, sendo a medida inicial de 2,7 cm que chamamos de 4/4 (quatro quartos), isso quer dizer que uma agulha da máquina vai trabalhar nesta medida fazendo seus pontos que irão compor o bordado.

As medidas seguintes são todas múltiplas de 2,7 cms e quanto maior o rapport, mais tempo para se fabricar o bordado e com a vivencia e experiencia se identifica o rapport mais indicado para os produtos a serem fabricados.

Muito interessante o artigo.Porém na prática é bem difícil de fazer Crio estampas e treinei muito para acertar no Rapport Quem trabalha com estamparia tem que dominar essa "técnica" e há poucas informações sobre esse assunto
Abrs
Angélica

Bom dia Jorge , pode publicar o que quiser no Face.

Sds. Romildo.

Jorge Medeiros disse:

Olá Romildo.
Posso publicar esse link no Facebook da Colori?

tem tudo a ver com nossa missão de transmitir conhecimentos para estudantes de


é porque aqui no brasil nos falta tecnologia, nos criamos estampas tambem e temos esta dificuldade porque nao temos o programa correto, estes programas tem todos exposto la na premiere vision os mais basicos sao a partir de seis mil dolares, se alguem souber de algum mais barato nos avise, pois nossa associaçao que adquirir um.
angelica ulhoa cintra disse:

Muito interessante o artigo.Porém na prática é bem difícil de fazer Crio estampas e treinei muito para acertar no Rapport Quem trabalha com estamparia tem que dominar essa "técnica" e há poucas informações sobre esse assunto
Abrs
Angélica

Eu aprendiz a fazer Rapport  "na marra" digo manualmente Fui pegando umas dicas no you tube , treinando e errando muito  e finalmente consegui

Abr

Angélica

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço