Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Padrões de representação gráfica para desenho técnico de produtos do vestuário

Embora o croqui e a ilustração de moda permitam mais liberdade de traço na criação de moda, o desenho técnicorequer um maior rigor de detalhes, visto que ele é um instrumento de comunicação entre as etapas do ciclo produtivo de roupas. Para tanto, padrões de representação gráfica para desenho técnico de produtos do vestuário servem para facilitar a interpretação correta do modelo e não gerar leituras erradas da criação.

Enquanto o croqui pode ser caracterizado como um desenho artístico, o desenho técnico é um suporte para que as etapas seguintes da produção da peça de roupa, como a modelagem, consigam desenvolver e materializar o modelo. Dessa forma, se tiver fácil entendimento, o desenho técnico permitirá maior agilidade na produção da peça de vestuário, já que não haverá margens para interpretação.

Numa produção de escala industrial, quando nem sempre há tempo para que os profissionais de criação e de modelagem conversem sobre cada peça, o desenho técnico é de extrema importância.

Puls (2007) ressalta a importância de se trabalhar com padrões de representação gráfica para desenho técnico de produtos do vestuário. “[O croqui] ... obrigatoriamente deve vir acompanhado de seu complemento, ou seja, do desenho técnico que representa as formas funcionais (diagramadas ou planificadas), onde se visualiza todas as especificações do produto com os detalhes e rigor técnico exigidos em outras áreas de conhecimento” (PULS, 2007, p. 2).

No uso de padrões de representação gráfica para desenho técnico de produtos é possível utilizar as recomendações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) próprias para a área de moda, aliadas a normas para desenho técnico em geral.

Tipos e especificações de linhas, escala, recursos de contraste são alguns dos aspectos que devem ser usados com padrões de representação gráfica para desenho técnico de produtos. Vale destacar que a padronização não considera apenas as questões de estilo do desenho, mas sim um uso científico dos recursos.

A norma da ABNT NBR 8403, por exemplo, trata da aplicação de linhas em desenhos, dos tipos de linhas e das larguras das linhas, ou seja, cada tipo de linha tem uma aplicação específica. Na área de moda, as linhas podem representar os diferentes tipos de costura. Geralmente, espessuras de linhas mais largas são usadas para contornos externos, enquanto as mais finas para os detalhes.   

Tipos de linhas usualmente empregadas no desenho técnico de vestuário
Fonte: PULS (2007).

É bem verdade que, como o desenho técnico de moda é feito sobre uma base que representa o corpo humano, os padrões de representação gráfica para desenho técnico de produtos do vestuário devem estar aliados a estudos antropométricos e de ergonomia.

O uso de escala, num desenho técnico de moda que segue normas de padronização, serve para assegurar que haja uma relação métrica entre o objeto representado graficamente (o desenho) e o objeto em tamanho real (a peça de vestuário pronta). Com isso, fica mais fácil trabalhar com redução ou ampliação do desenho, sem perder as proporções originais.

Puls (2007) ressalta que, embora haja muitas possibilidades em termos de padrões de representação gráfica para desenho técnico de produtos do vestuário no Brasil, a padronização favorece a indústria da moda. “Muitos aspectos relacionados à transmissão de uma boa informação estão presentes na indústria de moda. Como se pode constatar, uma delas é a representação gráfica do produto em questão de desenvolvimento e de produção em grande escala” (PULS, 2007, p. 11).


Referência:
PULS, Lourdes Maria. Desenho técnico: padrões de representação gráfica para produtos do vestuário.DAPesquisa - Revista de Investigação em Artes. Florianópolis, v. 2, n. 2, p. 1-15, Ago/2006 a Jul/2007. Disponível em: /span>http://www.ceart.udesc.br/revista_dapesquisa/volume2/numero2/moda/L...>. Acesso em: 18 Ago. 2015. 

Exibições: 869

Responder esta

Respostas a este tópico

A ABNT através do CB17 Comitê Brasileiro de Normalização Têxtil e Vestuário está unindo esforços em desenvolver normas com base sem dúvida no que já existe de norma para desenho técnico, mesmo que mecânico, para facilitarmos a comunicação através das fichas técnicas. Essa comissão de estudos conta com o apoio da AUDACES e professores de escolas de moda e confecção. Interessados por favor entrear em contato com maria_adelina_pereira@hotmail.com

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço