Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI

Pessimismo... realidade.... utopia... o que é verdade no setor têxtil!

Prezados amigos,

em uma última postagem do Caio, que inclusive rende até a presente data, comentários de feedbacks. O que farei neste post é apresentar uma outra ótica, onde vou misturar um pouco de gestão, visão empresarial e de investimento de forma que possamos ver que, mesmo mexendo em palavras, o quede fato acontece no nosso setor. Tentarei ser breve para não compilar um texto demasiadamente longo e chato!

Antes de iniciarmos o post em si, me permita me apresentar. Sou professor universitário, mestre em Administração e também microempresário no setor. Por isso, me sinto muito à vontade para deixar um breve relato aqui.

Desde o dia 1, em que comecei a trabalhar no setor (comecei inicialmente como representante de vendas de marcas de roupas), é nítido que o humor no setor têxtil oscila... sempre brinquei que o setor têxtil convive com uma TPM crônica e que saber lidar com estas oscilações é algo que deve ser de fato entendido e compreendido de forma que você não sinta totalmente desamparado e angustiado. Contudo, pari passo a esta TPM, o setor têxtil possui uma inveja força de transformação e de adaptação. É fato que os pequenos, devido ao seu tamanho operacional, conseguem ser muito mais dinâmicos e se adaptam mas facilmente. Grandes empresas nem sempre assim o conseguem, já que, muitas decisões são hoje definidas em longas e cansativas reuniões de conselho, onde, infelizmente, muitas pessoas que ali participam ainda estão com a cabeça na década de 60 e 70! O grande problema é que, o mau humor do mercado, em especial pela massa de demissões e fechamento de unidades operacionais por parte dos grandes, afeta TODA a cadeia produtiva têxtil. E te sido isso o que tem acontecido.

Sempre acompanho as notícias aqui publicadas e não as considero pessimistas e sim, um retrato do que tem de fato acontecido no nosso país. Para alguns isso pode de repente refletir em algo que deveria ser omitido ou escondido, porém, não! Peço-lhes para se despirem de qualquer tipo de manto ideológico e partidário e respondam: na atual conjuntura econômica, você investiria capital ou tomaria capital emprestado em bancos para investir em sua empresa neste momento? A minha resposta é: "depende". Eu investiria, porém, tomaria todas as precauções possíveis de forma a evitar que, se o investimento der errado, pelo menos eu não saia descapitalizado ou endividado. E porque isso? pelo simples fato de que, através destas notícias consideradas por alguns como pessimistas, qualquer empresário consegue ver que existe um cenário de alto risco onde, a possibilidade de se errar (em função das incertezas e da falta de norte de gestão política e econômica de nosso país) é sensivelmente maior que a chance de dar certo!

Contudo, para encerra e não mais me delongar, considero que, o setor têxtil também tem grande parcela de culpa neste momento tênue em que a cadeia produtiva têxtil vive, onde listo alguns atos que durante anos foram praticados e que agora colhemos as ervas daninhas plantadas como se fossem rosas:

1) substituição da produção nacional pela importação direta de tecidos e produtos finais oriundos da China (especialmente).... assim matamos a cadeia da produtividade e matamos empregos e renda... resumindo, matamos o consumo interno!

2) falta de representação do setor têxtil perante os governos... desta forma, nos últimos 25 anos, não vi sequer, uma ação concreta para solidificar a cadeia têxtil, seja através do fomento para exportação, quanto para fomento da produtividade interna!

Listo apenas estes dois para exemplificar que, além do péssimo governo, "nos" também somos responsáveis por esta "crise".

.

.

.

.

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 979

Responder esta

Respostas a este tópico

Adalberto e JJ, por favor, deixem alguma coisa para que possamos comentar, alis os dois foram cirurgicos. Parabens pelo comentario e me despeso, nada mais a falar.

Meus amigos, muitas postagens, muitas falas corretas, muitas fantasias, muitos fatos conhecidos de todos, etc, etc, etc. MAS PERGUNTO- QUAL, QUEM E QUANDO TEREMOS SOLUÇÕES?

QUAL - QUAL A PRINCIPIO É A SOLUÇÃO ?

QUEM - QUEM PROMOVERÁ ESTAS SOLUÇÕES, "NOS", O GOVERNO,SINDICATO PATRONAL, QUEM?

QUANDO- QUANDO DEVERÁ OCORRER ESTE EVENTO? QUANTO TODOS JÁ ESTIVEREM COM AS PORTAS FECHADAS?FALIDOS?PROSTADOS AOS PES DOS BANCOS?

A correção de tudo isto, esta num posicionamento "politico", que envolve a sociedade(nos), o governo, ministerios,analistas tecnicos, etc. Sem uma diretriz ,sem uma direção e um prumo, não sairemos do lugar.

Quando Collor disse que o Brasil deveria acompanhar o resto do mundo, me desculpem mas ele estava certo. Os carros eram carroças,verdade,necessitavamos de importar, pra exportar,verdade. Só que os caminhos na epoca foram mal traçados, lá havia um PT enrrustido, que queria as mesmas coisas que o PT de hoje, quiz,fez e deverá pagar, tal qual o Collor pagou.

Então continuo na mesma - O QUE FAZER?

ALFREDO  EU tb nao sei o rumo a tomar!! infelizmente, até por falta de UNIÃO , não temos representatividade, que seriam nossos lideres...a própria FIESP ...ABIT...que teriam como puxar algo...pode esquecer!!! já escrevi diversas vezes para FIESP...NADA FAZEM!!! apenas apoiar oficialmente  o apoio ao impeachment!!!! isto não é mais solução!!!a Maçonaria tb fez um acordo com protocolos...por prazo determinado...mas tb nada vai acontecer!!!

dia 13/3 ..estão programando uma mega manifestação.. está em rede social...tb não acredito!!

chegamos a um ponto, INSUPORTÁVEL!!! não existe mais mágicas, não existe mais milagres...não temos mais um dia sequer para esticar este problema e tentar resolver de forma pacífica!!! os militares - (veja declaração do GEN Brigada Paulo Chagas na internet recentemente em seu blog..).

somente haverá mudanças, qdo partirmos para vias de fato!!!o povo todo!!! não adianta mais demais entidades!!! temos na Frente Parlamentar mais de 200 políticos que nada fazem!!!! a estes simplesmente agradecer o que fizeram!!!!! agora depende exclusivamente do povo!!

adalberto

 

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço