Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano X

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano X

Por que Kaia Gerber, filha de Cindy Crawford, é a próxima super modelo

KAIA REFAZENDO UMA DAS FOTOS MAIS ICÔNICAS DE CINDY CRAWFORD POR HERB RITTS / REPRODUÇÃO

Se você gosta de acompanhar o vai e vem das modelos, certamente já ouviu falar de Kaia Gerber por algumas razões: 1) ela é filha de Cindy Crawford 2) é um xerox da mãe 3) foi um dos destaques da temporada de Verão 18

Esta estação foi a primeira vez que Kaia pisa na passarela. Aos 16 anos, idade mínima para poder desfilar, ela fez um debut e tanto. Estreou na Calvin Klein e abriu os desfiles de Alexander Wang, Moschino, Fendi e Chanel. Fechou Marc Jacobs. E ainda andou para Fenty Puma, Coach, Burberry, Bottega Veneta, Prada, Versace, Saint Laurent, Isabel Marant, Off-White, Chloé, Valentino e Miu Miu.

Kaia se mostrou uma modelo que agrada de Versace a Off-White, com uma beleza atemporal que se molda de acordo com as necessidades da marca.

Em meio a este montante de desfiles, ainda vale observar que ela foi escalada para o da Prada, o casting mais influente, desde o início dos anos 2000. Antes da era “modelos celebridades do Instagram”, era a Prada que definia qua seria o rosto da estação ou a próxima modelo que iria estourar. Sasha Pivovarova, Arizona Muse, Gemma Ward, Daria, Lindsey… Todas apareceram pela primeira vez na Prada. Era mesmo um acontecimento – agências de modelo, diretores de casting, estilistas, jornalistas e editores ficavam de olho no desfile para ver que nova estrela sairia de lá naquela temporada.

Abrindo o desfile de Alexander Wang / Agência Fotosite

ABRINDO O DESFILE DE ALEXANDER WANG / AGÊNCIA FOTOSITE

Então, apesar de Kaia já ser uma menina conhecida antes mesmo de começar sua carreira, ela tem um aval que ainda guarda seu valor.

Depois de fazer uma ótima temporada, adjetivos começaram a surgir: super model in the making, next big thing, etc. Parece que o mercado está querendo é mesmo uma novidade para substituir as insta girls Kendall e Gigi. Um artigo do The Fashion Law aponta para uma provável fatiga das irmãs Hadid e sua bff Kendall, comparando a quando a Louis Vuitton passou a, exageradamente, cobrir suas bolsas por logos no meio dos anos 2000, criando um cansaço repentino e afastando o consumidor. Por um tempo, ninguém queria nada que tivesse um logo da LV.

Eis que surge Kaia, menina que parece já chegar pronta pro trabalho: ela tem seus bons 2 milhões de seguidores (ok, Gigi tem 36 e Kendall 83, omfg!!), nasceu com o gene de modelo no sangue, não é uma menina inocente que ainda tem que ser preparada, conhece todo mundo da moda e… tem “aquela” beleza. Aquela beleza que nos remete instantaneamente à Cindy, a um tempo mágico e divertido na moda, e a um tipo de modelo que não se faz mais.

screen-shot-2017-10-10-at-7-32-45-am

COM CINDY NA CAPA DA VOGUE PARIS EM FOTO DE MARIO TESTINO / REPRODUÇÃO

Talvez seja essa memória afetiva que está impulsionando a carreira de Kaia. Por conta de sua mãe, Muitos estilistas já têm um carinho especial e natural por ela. Karl Lagerfeld, que tanto usou as super models em seus desfiles e campanhas naqueles dias, colocou Kaia pra abrir os dois desfiles sob sua batuta: Chanel e Fendi.

Antes da passarela, Gerber já tinha aparecido na capa da Vogue Paris e da Pop, e em campanhas de Alexander Wang, Marc Jacobs Beauty, Miu Miu e Hudson. Ser filha de Cindy Crawford, uma das modelos mais icônicas da história da moda, garante sim um lugar na profissão, mas não sua posteridade. Kaia tem todas as ferramentas na mão – e ao que parece, uma grande torcida.

http://ffw.uol.com.br/noticias/models/por-que-kaia-gerber-filha-de-...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 300

Responder esta

© 2017   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço