Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Bom dia.....

tenho uma duvida referente a viscose hoje trabalho com viscose 100%

é necessário deixar ela descansar pra talhar?

e a viscose 96/4 já trabalhei com ela e encolhia.

Gostaria de saber se tem algum processo na tinturaria pra não precisar descansar a malha.

obrigado..

Exibições: 4304

Responder esta

Respostas a este tópico

Bom dia Everton

Obrigado pela Atenção

Um grande abraço



Everton Pereira da Silva disse:

Caro Andriel.

Conheço a máquina da Delta, onde testamos  na empresa HOPE LINGERIE, em tecidos de viscose 96/4 e também em tecidos de Tactel com elastanos Linha Lingerie onde seu descanso normal era de 72 Hs; fantástico seu resultado.  

Bom dia Maria....

Esse é o grande problema,eu sou terceirizado e a tinturaria falou pra o cliente que a viscose não precisa deixar descansar,ai ta complicado pra fechar custo porque recebo a peça, se eu tiver que deixar descansar terei que cobrar a mais pois vou estar ocupando um espaço na mesa lá por 8 horas só pra malha descansar,e o cliente não que isso não quer nem que deixo descansando,quer que enfesto e já é pra talhar.mais em fim o primeiro risco que me mandaram eu deixei descansar, passei o valor e por peça e o motivo, onde deu toda a baderna,porque não precisa descansar e tudo mais,agora o segundo eu não deixei descansar como ela me falou,mais já vi que na hora que talhei a malha tava encolhendo quero só quero ver o resultado final disso tudo.

Obrigado pela resposta

maria aparecida disse:

vc trabalha com malha de viscose certo? então o descanso da malha é importante porque ela chega pra vc em peças enroladas e para esse processo de enrolar ela é esticada, para o fio voltar ao normal tem que descansar no mínimo 24 horas vc desenrola toda a malha e amontoa, e somente depois desse período que poderá enfestar e cortar, pois se vc cortar logo que tirar a malha do rolo as suas roupas ficarão bem menores que o molde e tortas terá enormes problemas.

Andriel

A agressão sofrida pelas malhas durante o processo de beneficiamento é normal do processo, sendo algumas mais controladas outras não. Referente o processo de descanso/relaxamento este deve ser feito antes do corte, não sendo possível fazer na tinturaria, pois o simples fato do transporte do rolo em caminhões, jogados e dobrados um por cima do outro faz com que se perca o resultado do relaxamento. Este processo de relaxamento deve ser feito antes do corte, como um procedimento de preparação para o corte. Conforme já comentei antes o processo convencional é bastante duvidoso e improdutivo pois você precisaria deixar a malha fraldada/amontoada fazendo com que você não tenha uma equalização, além de ter uma enorme dificuldade para enfestar este amontoado de malha. Relaxando a malha de rolo para rolo, você tem um processo todo controlado eletronicamente do início ao final do rolo, além de obter as variáveis reais do rolo como comprimento total(real) e largura mínima, média, máxima(real). Digo "real" pois são as medidas mais importantes para você fazer a programação de corte, caso contrário você se baseia pela etiqueta dos rolos e dificilmente estes dados são os mesmos depois de relaxados. O processo de relaxamento automatizado acelera a volta ao estado original dimensional(sem estiramentos), eliminando o constante ajuste dos moldes. Você já deve ter se perguntado porque em um mesmo rolo de malha enfestado, algumas peças retraem 5mm, outras 10mm e até algumas 20mm.

Benefícios do processo de relaxamento automatizado:

- Relaxamento da malha de rolo para rolo(sem necessidade de espaço para fraldar/amontoar)

- Facilidade de armazenamento devido malha estar relaxada em rolo(caso não utilizar todo o rolo)

- Ganho produtivo com relaxamento de um rolo em aproximadamente 10min.( redução de 48hrs para minutos)

- Facilidade operacional no enfesto devido a malha estar em rolos

Grato pela atenção!

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço