Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Bordadeira protesta em Ipanema por uma dívida de R$ 150 mil não paga por loja de grife

A bordadeira e dona de confecção, Aguida Damasceno de Miranda, de 63 anos, está fazendo um protesto desde as 8h30m da manhã desta terça-feira, na porta da loja Maria Bonita Extra, na Rua Aníbal de Mendonça, em Ipanema, Zona Sul do Rio de Janeiro. Segundo ela, o dono da marca, o empresário Alexandre Aquino, tem uma dívida de R$ 150 mil em serviços prestados que não foram pagos desde de outubro de 2012. A informação chegou pelo WhatsApp do EXTRA (21 99809 9952).

— Temos uma equipe de 200 bordadeiras em Barbacena, Minas Gerais, e trabalhávamos desde 2008 para a Maria Bonita, mas não recebo o pagamento desde 2012. Estou cansada de ir na fábrica em São Cristóvão, e o dono não depositar o valor devido.

Ela afirma que recebeu cheques de pagamentos, mas eles foram devolvidos, porque não tinham fundos.

— Tive que vender dois carros e um apartamento que valia R$ 100 mil para poder pagar as funcionárias — afirma.

Aguida, que é moradora de Rio Comprido, trabalha com a irmã, que mora em Minas Gerais. Juntas, elas têm uma equipe que trabalha também para as outras grifes. Entre as peças que não foram pagas, estão vestidos longos e calças das coleções de 2011, 2012 e 2013.

Enquanto Aguida era entrevistada pelo EXTRA, a gerente da loja falou para a bordadeira que, se saísse algo no jornal, ela não receberia nada. Nenhum responsável da loja quis se pronunciar.

A bordadeira Aguida Damasceno de Miranda cobra uma dívida de R$ 150 mil da Maria Bonita Extra A bordadeira Aguida Damasceno de Miranda cobra uma dívida de R$ 150 mil da Maria Bonita Extra Foto: Diana Figueiredo

Empresa lamenta e informa que pretende pagar dívidas

Em 8 de outubro de 2012, o juiz Mauro Pereira Martins, titular da 4ª Vara Empresarial da Capital, aceitou o pedido de recuperação judicial da Maria Bonita. Segundo a assessoria de imprensa da marca, por esse motivo, a empresa não está honrando com seus pagamentos.

Em nota, a empresa explicou que lamenta muito o fato ocorrido hoje, e pretende quitar as dívidas. Confira a íntegra:

"Sentimos muito pelo que está acontecendo, principalmente porque em nosso negócio são envolvidos muitos fornecedores humildes. O Grupo está em Recuperação Judicial, e estamos proibidos por lei de realizar qualquer pagamento antes da aprovação do plano, na Assembleia Geral de Credores, que vai se realizar em 7 de abril próximo. Após esta assembleia, onde esperamos que nosso Plano seja aprovado, começaremos a pagar a todos, inclusive este fornecedor. A empresa é séria, honesta, tem 39 anos e sempre honrou com seus credores. Infelizmente a crise que começou em 2008 deixou a empresa fragilizada para enfrentar a concorrência dos produtos importados, principalmente da China. Esperamos com a aprovação deste plano não só a viabilização da quitação das dívidas, como também, a criação de condições para manutenção e continuidade das Marcas Maria Bonita e Maria Bonita Extra".

http://extra.globo.com/noticias/economia/bordadeira-protesta-em-ipa...

Exibições: 2148

Responder esta

Respostas a este tópico

O que esperamos é que este impasse seja resolvido, mesmo porque quem trabalha não tem culpa de uma má gestão de um grupo sem visão de mercado.  

É UMA VERGONHA !! COITADA DAS BORDADEIRAS QUE SÃO PESSOAS QUE TRABALHAM MUITAS HORAS POR DIA PARA ENTREGAR NO PRAZO , RECEBEM POUCO E SEUS PRODUTOS SAO VENDIDOS A PREÇOS ALTÍSSIMOS !!! COM CERTEZA ESSE EMPRESÁRIO TEM MUITOS BENS !!! PORQUE A FABRICANTE TEVE QUE SE DESFAZER DOS CARROS E DE UM APART. PARA HONRAR COM SEUS COMPROMISSOS E ESSE EMPRESÁRIO NÃO PODE FAZERO MESMO ???
ESSE É NOSSO BRASIL !!! ESSAS SÃO NOSSAS LEIS QUE PROTEGEM OS MAIS FAVORECIDOS E DESPROTEGEM OS QUE MAIS PRECISAM !!! TENHO VERGONHA DE VIVER EM
JA COMPREI MUITO DESSA MARCA !!! NUNCA MAIS NA VIDA EU E MINHA FILHA QUE ADORA AS ROUPAS DA MARIA BONITA EXTRA COMPRARÁ UMA PEÇA !!!!

PODE DEVER PARA O GOVERNO !!! NUNCA PARA OS PRESTADORES
DE SERVIÇOS .

A lei de recuperação judicial esta possibilitando que milhares de trabalhadores e pequenos fornecedores não tenham os seus direitos financeiros garantidos.

È um novo tipo de escravidão.

È uma pena.

Fabricas quebrarem por causa da China , todos os dias escuto e presenciei também ! Mas varejo e a primeira vez que escuto uma lorota desta !!

assim é facílimo ter uma empresa grande, não paga fornecedores, embolsa a grana e deixa que se explodam na recuperação judicial

Amigos isso se dá por empresários de má fé. Vocês acham que o proprietário está quebrado? Que nada. Conheço casos iguais a estes como a extinta Philipe Martin e a extinta rede de lojas Chocolate. Tinham a frente tremendos picaretas que cresceram de uma hora para outra fazendo isso. Entraram em recuperação, arrumaram novos sócios e continuaram dando o golpe. O Felipe, portugues dono da extinta Philipe Martin, saiu corrido do Brasil e voltou para Portugal, mas com a bolsa cheia de dinheiro, sendo que sua familia no exterior sempre teve uma excelente condição financeira. 

a griffe maria bonita , nao sofre concorrencia, de produtos chineses, mesmo pq este produtos, sao vendidos, no bras sao paulo. na saara no rio de janeiro, e aconteceu que e muita incopetencia e safadeza, como sempre acontece, para os humildes, no minimo sao herdeiros inrresponsaveis pelo o negocio de maria bonita, e sempre assim este historia, culpa dos chineses

Lamento,masé um novo tipo de ESCRAVIDAO.

Isto é Brasil... você trabalha, monta uma equipe, cumpre toda a legislação e vem um DESONESTO e não cumpre com você. Isto é o que mais tem, perdi muito dinheiro com alguns clientes do Braz, clientes PICARETAS, pois com os sérios tudo funciona perfeitamente. Temos que banir esta corja de nossas carteiras. Em breve esta marca estará comprando a vista, negociando a preços ainda mais baixos e o que ficou para trás, ficou para trás, os credores não vão ver nunca mais. Vejam se os donos estão pobres... duvido.

Não é culpa das importações chinesas e sim falta de gestão comercial , como a maioria devem estar andando de carros importados ,filhos passeando na Europa ,30 estilistas ,assistentes de estilistas ,50 salas de atendimento ,nariz em pé e atendendo muito mal seus fornecedores e prestadores de serviço , Robson -Representante Têxtil Dalutex -ES 

Trabalho no ramo da confecção de Roupas e estou por dentro das mazelas da Confecção Maria Bonita,não é de hoje que alguns de seus funcionários estão pedindo demissões,fatos atribuídos são pagamentos atrasados,horas extras atrasadas, falta de comunicação para com seus funcionários é preciso que aja uma forma de viabilizar este empasse ou seja entre contratante e contratado por que desta forma a maneira mais provável será o conhecimento do Ministério do Trabalho.  

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço