Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Queda nas vendas e aumento da energia causam demissões na indústria têxtil

As confecções brasileiras demitiram quase 39 mil pessoas até setembro deste ano, sendo mais de 11 mil apenas no Estado de São Paulo.
Câmbio valorizado e aumento do custo com energia elétrica derrubam números da indústria têxtil no Brasil em 2015. A expectativa é que mais de 100 mil trabalhadores sejam demitidos até o fim do ano, e o setor deve produzir 13% a menos na comparação com 2014. Somente no Estado de São Paulo, serão fechadas 30 mil vagas, já que a região tem uma forte produção voltada ao mercado automotivo.
O presidente do Sinditêxtil, Alfredo Bonduki, afirma que a energia mais cara piora o momento já ruim do setor: “A indústria têxtil, principalmente na área de fiação e acabamento, faz uso intensivo de energia elétrica, e a energia subiu acima de 80%. O setor sofre com aumento de custos e queda das vendas”. Bonduki diz que o varejo pode apresentar uma pequena melhora neste fim de ano, mas que isso não muda o cenário observado em 2015.


Já o presidente do Sindivestuário, Ronald Masijah, ressalta que a crise provocou queda nas vendas, o que torna as demissões inevitáveis: “As indústrias pararam de fabricar, porque tem um limite da capacidade de produção de estoque, limite que é o capital de giro. Assim as demissões são inevitáveis”. Masijah lembra que o setor já pediu mudanças na carga tributária, mas que o ajuste fiscal dificulta a situação.


As confecções brasileiras demitiram quase 39 mil pessoas até setembro deste ano, sendo mais de 11 mil apenas no Estado de São Paulo.

http://jovempan.uol.com.br/programas/jornal-da-manha/queda-nas-vend...

Exibições: 626

Responder esta

Respostas a este tópico

Entendo que o que causa a redução de produção na Cadeia Têxtil, seja a queda de consumo/queda das vendas.
A elevação do câmbio facilita a produção local.
O aumento do custo de energia é significativo, embora as máquinas e equipamentos modernos estejam apresentando queda na relação produçãoxconsumo de energia; os Profissionais/Empresários não estão atentando para esta realidade.

Julio Caetano  

Quem  teve a visão de fechar a sua empresa  a 11 mês a traz ,salvou seu capital.

Quem quer ariscar, ainda.

O câmbio dificulta a entrada de roupas prontas da China. As roupas mais elaboradas continuarão a serem importadas, mas a produção de roupas baratas começa a ser direcionada pelas grandes magazines para o mercado interno.

Porém os maquinários são todos importados e esse aumento brusco no câmbio somado a má fase econômica e a falta de horizonte do país, podem ajudar a sucatear de vez a indústria têxtil nacional. Quem irá importar máquinas que um ano a atrás custavam metade do valor, para produzir produtos 30% mais caros, com margens de lucro ridículas, para um mercado em recessão?

Grande parte das matérias primas de insumos da indústria têxtil são importados. Os aumentos de preços estão sendo constantes em um mercado que já não é comprador. Ou seja, as margens estão sumindo e o desespero pode levar fábricas a venderem com prejuízo.

Sr. Ruan, discordo frontalmente. No Brasil nunca foram vistoriadas as especificações e composições dos importados, restringidos somente aos preços. Com a alteração do câmbio, muda tudo. A linha de modinha, pelo prazo e quantidade exigidos, não é vantagem importar.
Com o câmbio de R$1,00=USD1.00, as importações de máquinas e equipamentos eram semelhantes ao cambio atual de R$2,70=USD1.00.
Como parte das matérias primas de insumos da indústria têxtil são importados, os Profissionais/Empresários necessitam analisar Investimentos x Custos de Produção; para tal, necessitam buscar máquinas e equipamentos mais modernos, eficientes, produtivos.
Os aumentos de preços têm sido constantes por estarmos encarando uma inflação oficial de 10% a.m.
Necessitamos tomar cuidado, pois na época da introdução do  Real, era 70% a.m. 

Julio Caetano

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço