Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV

Rússia restringe vestuário para professoras e instaura um 'muro da vergonha'

Moscou – A Rússia vai aprovar um 'muro da vergonha' para as professoras que se vestirem de forma mais ousada e que se recusem a cumprir o novo código de vestuário, de acordo com o jornal oficial Rossiyskaya Gazeta. 

O código de vestuário está sendo elaborado pela câmara baixa do Parlamento russo, juntamente com um novo uniforme escolar para os alunos e, apesar de não obrigar os professores a usar uniforme, inclui um conjunto de recomendações sobre a roupa apropriada a ser utilizada nas escolas.

Novo código de vestuário em elaboração incluirá recomendações sobre a roupa apropriada aos professores russos.
As professoras serão, assim, impedidas de usar minissaias, decotes arrojados ou maquiagem "acima dos padrões", e os vestidos muito coloridos e acessórios "maxi" também estão proibidos, afirma a agência estatal russa, citando o jornal oficial do regime. 

Apesar de os professores não poderem ser despedidos caso se recusem a obedecer às novas regras, os legisladores russos sugerem a colocação de fotografias num 'muro da vergonha', acrescenta o relatório. 

Os uniformes escolares foram reintroduzidos na Rússia em setembro deste ano e, ao contrário do que se sucedia na União Soviética, não existe um uniforme único – cada escola tem o direito de decidir sobre o seu uniforme. 

De acordo com uma das autoras do código de vestuário, a deputada Yelena Senatorova, que representa o partido da situação no comitê parlamentar que analisa os assuntos familiares, "os professores permitem-se vestir com indisfarçável sexualidade e... têm biscates em clubes de 'striptease' ou que anunciam serviços de caráter sexual na Internet", disse ao diário Izvestia. 

De acordo com o levantamento feito pela agência de notícias russa, citando o Komsomolskaya Pravda, uma estagiária na escola pública da cidade de Yaroslavl trabalhava num clube de 'striptease', e uma professora de química na cidade de Togliatti foi multada por gerir um bordel no seu apartamento, no qual dentre as trabalhadoras havia uma aluna de 17 anos, tendo ambas argumentado com os baixos salários dos professores. 

Fonte: http://br.fashionmag.com/

Exibições: 253

Responder esta

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço