Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

A Riachuelo, varejista de moda controlada pela Guararapes, inicia hoje uma nova estratégia para as vendas a prazo, que inclui aumento nos prazos e no limite de crédito dos cartões da loja e cartões Riachuelo com as bandeiras Visa e Mastercard. O objetivo é estimular as vendas e ampliar a base de filiados, em um momento de incertezas no cenário econômico.

A Midway Financeira, agente financeiro da Guararapes, ampliou o limite mínimo de crédito do cartão da loja de R$ 150 para R$ 250 e o limite mínimo para cartões com bandeira de R$ 400 para R$ 500. A companhia também ampliou os prazos para pagamento de 40 dias para até 70 dias nas vendas sem juros. Nas vendas com juros, o prazo de até 120 dias foi mantido.

Karina Buccelli, gerente de produto cartões da Midway Financeira, disse que as vendas feitas com cartões da loja respondem por aproximadamente 44% da receita da Riachuelo e esse índice tende a aumentar com a mudança. "No passado, chegamos a ter 80% das vendas feitas com cartões da loja, mas o índice foi caindo ao longo dos anos", disse Karina. No primeiro semestre de 2014, as vendas da Riachuelo com cartão próprio representaram 43,7% da receita total da companhia, ante 46,2% no primeiro semestre de 2013.

A mudança foi feita com base em uma pesquisa com 3 mil clientes da varejista. Como parte da nova estratégia, a Riachuelo vai oferecer descontos de 10% a 30% em produtos da loja para usuários dos cartões. Karina disse que o gasto médio dos consumidores é de R$ 148 por compra e a ampliação do limite de crédito permitirá ampliar o valor médio das vendas. A executiva também estima um aumento na emissão de cartões da loja. Para este ano, a Riachuelo prevê emitir 1,6 milhão de cartões, o que representa um avanço de 7% na base de usuários, de 23 milhões. Para 2015, a meta é fazer a emissão de 2,5 milhões novos cartões.

A decisão da Riachuelo de ampliar o limite de crédito e os prazos ainda não teve eco entre as concorrentes. Sidnei Abreu, diretor executivo da Associação Brasileira do Varejo Têxtil (Abvtex), disse que as demais varejistas do segmento preferem adotar outras estratégias para estimular as vendas. "As associadas têm optado por investir nas novas coleções, itens exclusivos e ofertas para alavancar as vendas. Não há uma ação generalizada de ampliação do crédito", disse.

A estratégia da Riachuelo pode elevar os riscos de inadimplência. De acordo com a Serasa Experian, o nível médio de inadimplência no setor no primeiro trimestre deste ano foi de 8,7%, ante 6,7% um ano antes. O enfraquecimento do mercado de trabalho, a elevação dos juros de empréstimos e a estagnação da economia já têm contribuído para ampliar os riscos de aumento da inadimplência.

Karina, no entanto, disse que a Riachuelo não teme uma piora nos resultados. "O varejo de moda não apresentou desaceleração em vendas tão forte quanto outros segmentos do varejo. A Riachuelo não está compartilhando do pessimismo do mercado", afirmou. No segundo trimestre, a Riachuelo registrou taxa de inadimplência nas vendas com o cartão de 5,8%. A Renner apresentou no mesmo período taxa de inadimplência de 4,1% e a Lojas Marisa, de 12,4%.

A Riachuelo fechou o segundo trimestre com alta de 33,8% no lucro líquido, para R$ 124,5 milhões. Boa parte desse resultado foi associado ao desempenho da Midway Financeira, que elevou o lucro em 83,7%, para R$ 51,4 milhões.


© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.

Leia mais em:

http://www.valor.com.br/empresas/3702488/riachuelo-decide-ampliar-c...
Por Cibelle Bouças | De São Paulo

Exibições: 623

Responder esta

Respostas a este tópico

  "O varejo de moda não apresentou desaceleração em vendas tão forte quanto outros segmentos do varejo

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço