Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XI

7º CONTEXMOD apresenta inovações sustentáveis para a Indústria Têxtil e de Moda - Cetiqt

Congresso Científico Têxtil e Moda reuniu palestrantes nacionais e internacionais, especialistas e estudantes no SENAI CETIQT.

O 7º Congresso Científico Têxtil e Moda (Contexmod), realizado no SENAI CETIQT entre os dias 3 e 6 de junho, reuniu alunos, pesquisadores e profissionais em um grande intercâmbio de conhecimento, com diversas apresentações orais e pôsteres, além de convidados internacionais, que abordaram temas ligados à gestão e sustentabilidade no setor. Os participantes também tiveram a oportunidade de conhecer parte da infraestrutura do SENAI CETIQT como a Planta de Confecção 4.0, o Fashion Lab e os laboratórios do Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil e de Confecção (IST).

Para o presidente do Contexmod, Maurício de Campos Araújo, a realização do evento atingiu o objetivo principal de promover o intercâmbio entre pesquisadores da área Têxtil e de Moda.  “O congresso foi criado há sete anos e, desde o início, queríamos realizar uma edição aqui no SENAI CETIQT pela tradição e história no setor. Foi uma edição importante pela integração e pelo tema sustentabilidade ter sido um dos mais abordados pelos pesquisadores e alunos. É uma demonstração de que todos da cadeia produtiva estão mobilizados em busca de soluções”, ressaltou.

Participantes de Norte a Sul do país em sintonia com a Quarta Revolução Industrial visitam a Planta de Confecção 4.0

As palestras dos especialistas nacionais e internacionais atraíram grande interesse do público. No primeiro dia, o analista de Desenvolvimento de Pós-graduações do SENAI CETIQT, o doutor e pesquisador Jorge Chimanowsky, falou sobre a “Nanotecnologia na Indústria Têxtil”, abordando as inovações na qualidade e característica das fibras. “O futuro do setor têxtil passa também pela área de insumos. O uso de novas tecnologias e materiais aumenta a competitividade das indústrias. Ainda precisamos avançar muito nessa área no Brasil e, hoje, o SENAI CETIQT é a única instituição do país com cursos voltados às reais necessidades das empresas, em termos de novas tecnologias e utilização de insumos”, afirmou Chimanowsky durante a palestra.

A professora e diretora acadêmica do Master Cultural Management da Universidade de Antuérpia (Bélgica), Annick Schramme, que faria a palestra “Fashion education at a crossroads”, retornou a seu país por problemas de saúde. Por isso, o Programa Internacional Fashion Management, resultado de pesquisas conduzidas por Schramme, foi apresentado no segundo dia do evento pelo professor e pesquisador da University of the Arts (Londres) e da London College of Fashion, Ian W. King. O programa foi desenvolvido junto a várias indústrias e universidades do mundo, inclusive a brasileira Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP/SP).

“O trabalho da Annick em vários países tem como objetivo principal buscar entender como a indústria da moda vai se desenvolver nos próximos anos, dentro da globalização, digitalização e da necessidade de sustentabilidade. O programa não apresenta soluções macro para o setor, mas gera discussões para a busca de saídas locais, dentro da necessidade de cada país”, explicou King.

Durante a palestra “Responsible fashion: the way forward“, no terceiro dia de congresso, o professor Ian W. King propôs uma reflexão sobre onde e como a indústria da moda está atuando em relação à sustentabilidade. King lembrou que a questão é bastante complexa, já que a indústria da moda é hoje a segunda que mais polui no mundo.

“As palavras-chave são responsabilidade e transparência. Hoje, os consumidores buscam saber como são fabricados os tecidos, as roupas e se usam mão de obra escrava. A indústria precisa se adequar para ser mais responsável ambientalmente. Precisa pensar em como desenvolver produtos dentro de uma economia circular, onde o que é fabricado, depois de vendido, volte de outra forma, sem ser jogado fora no lixo”, ressaltou o pesquisador.

O Projeto Sustexmoda encerrou a programação de palestras do 7º Contexmod. A professora e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP), Francisca Dantas Mendes, falou sobre a iniciativa, que busca soluções sustentáveis para o setor. “Existe hoje a necessidade de focar em uma produção mais limpa, com resíduo zero; de reorientação dos processos industriais com a revalorização dos subprodutos e a recolocação no mercado. Por outro lado, também é preciso criar uma consciência nos consumidores sobre suas reais necessidades, promovendo um consumo mais consciente e o próprio compartilhamento de peças”, avaliou.

A professora e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP), Francisca Dantas Mendes

Para a coordenadora do Curso de Design de Moda do SENAI CETIQT, Ana Cláudia Lopes, o Contexmod trouxe uma reflexão e a troca de conhecimento sobre temas urgentes para a indústria têxtil e de confecção. “Os palestrantes nos apresentaram o que está sendo feito lá fora no mercado e nas universidades. Ficaram muitas coisas para refletir, principalmente, dentro do contexto brasileiro”, afirmou.

Ian W. King, Ana Cláudia Lopes e o presidente do Comtexmod, Maurício de Campos Araujo

 https://heloisatolipan.com.br/moda/senai-cetiqt-7-contexmod-apresen...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 286

Responder esta

Respostas a este tópico

Parabéns.

  

A professora e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP), Francisca Dantas Mendes

Para a coordenadora do Curso de Design de Moda do SENAI CETIQT, Ana Cláudia Lopes, o Contexmod trouxe uma reflexão e a troca de conhecimento sobre temas urgentes para a indústria têxtil e de confecção.

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço