Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Instituto de Inovação em Biossintéticos e Fibras passa a funcionar no Parque Tecnológico da UFRJ

Com esse planejamento e investimento estratégico, o ISI do SENAI CETIQT tem como visão de futuro ser, em cinco anos, referência nacional em inovação nas áreas de biologia sintética, intensificação de processos químicos e têxteis técnicos, com foco na circularidade e sustentabilidade na cadeia química e têxtil.

As novas instalações do Instituto de Inovação em Biossintéticos e Fibras do SENAI CETIQT, no Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), serão inauguradas nesta sexta-feira (dia 8), às 10h. O objetivo da transferência do ISI da Unidade Riachuelo para o Parque é ampliar sua infraestrutura física e tecnológica e potencializar a sua atuação, por meio da inserção em um importante ecossistema de inovação da cidade do Rio de Janeiro.

Estruturado em quatro plataformas tecnológicas de pesquisa e uma área de inteligência competitiva, o ISI do SENAI CETIQT contará, em sua nova sede, com 3.500 metros quadrados ocupados com o que de mais moderno existe em laboratórios de Biotecnologia, Engenharia de Processos, Transformação Química e Fibras, e com um investimento de cerca de R$ 70 milhões em equipamentos de última geração.

Com esse planejamento e investimento estratégico, o ISI do SENAI CETIQT tem como visão de futuro ser, em cinco anos, referência nacional em inovação nas áreas de biologia sintética, intensificação de processos químicos e têxteis técnicos, com foco na circularidade e sustentabilidade na cadeia química e têxtil.

Atualmente, o Parque Tecnológico possui 59 empresas residentes, entre startups, grandes e médias, além de 10 Instituições de CT&I, contabilizando cerca de 1.000 profissionais com foco em P&D.

“Estar presente no Parque Tecnológico, para o ISI, é fortalecer a inserção e interação do Instituto com empresas, academia e startups. O Rio de Janeiro é uma das cidades líderes em inovação no país, e este polo proporciona o ecossistema ideal para potencializar este posicionamento”, afirma o gerente do Instituto, Paulo Coutinho.

Para Vicente Ferreira, diretor do Parque Tecnológico da UFRJ, a escolha do Parque para abrigar o Instituto SENAI de Inovação (ISI) em Biossintéticos e Fibras, é motivo de orgulho e satisfação. “O Parque Tecnológico da UFRJ tem muito orgulho de ter sido escolhido pelo SENAI CETIQT para abrigar um projeto dessa relevância para o setor e a cidade do Rio de Janeiro”, afirma Vicente.

Entre os projetos em desenvolvimento, destacam-se: modificação genética de microorganismos para aplicação industrial na produção de novas moléculas; intensificação de processos de hidrogenação e esterificação para minimização de custos e aumento dos rendimentos da reação; desenvolvimento de nova fragrância; fiação e tecelagem de uma nova fibra celulósica mais sustentável para uso na cadeia do vestuário; desenvolvimento de nova fibra anti-chamas para uso em tecidos de uniformes de proteção individual; uso de nanocelulose em curativos para queimaduras; e aditivação de grafeno em têxteis para a produção de eletrônicos vestíveis.

Desde sua criação, em 2016, o ISI já atendeu mais de 55 empresas e realizou cerca de 100 projetos de inovação para diferentes segmentos da indústria de transformação como química, óleo e gás, cosméticos, papel e celulose, têxtil, saúde, entre outros.

Sobre o ISI

Há quatro anos, o Departamento Nacional do SENAI incorporou às atividades do Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil (SENAI CETIQT), instituição que, há 70 anos fornece serviços de educação profissional, metrologia e consultoria às indústrias têxtil, de confecção e química, novos serviços de pesquisa, desenvolvimento e inovação realizados pelo Instituto SENAI de Inovação (ISI) em Biossintéticos e Fibras.

Desde então, o ISI do SENAI CETIQT integra a maior rede de apoio à capacitação tecnológica e à inovação da indústria, estruturada para que as empresas e os produtos brasileiros possam competir em um mercado globalizado. A rede de Inovação do SENAI conta com outros 25 institutos distribuídos por todo o Brasil e só o ISI do SENAI CETIQT já desenvolveu mais de 100 projetos sendo cerca de 50% já concluídos.

O ISI do SENAI CETIQT foi criado para atuar na identificação e no desenvolvimento de novos produtos e processos químicos, bioquímicos e têxteis, a partir de recursos renováveis e não renováveis, atuando de forma transversal em áreas e temas identificados como portadores de futuro para as cadeias industriais química e têxtil. O Instituto apoia as empresas no desenho da sua estratégia de P&D, no desenvolvimento de produtos e processos em nossos laboratórios, conectando clientes com fornecedores e startups de forma a viabilizar a inovação.

Sobre o Parque Tecnológico da UFRJ

O Parque Tecnológico da UFRJ é um ambiente de inovação da UFRJ que permite a interação entre a universidade – alunos e corpo técnico-acadêmico – e as empresas, transformando conhecimento em emprego e renda e oferecendo produtos e serviços inovadores para a sociedade. Inaugurado em 2003, o Parque abriga, atualmente, mais de 60 instituições. Hoje estão instalados no Parque centros de pesquisas grandes empresas nacionais e multinacionais, pequenas e médias empresas, startups e laboratórios da UFRJ.

SERVIÇO

Inauguração do Instituto SENAI de Inovação em Biossintéticos e Fibras do SENAI CETIQT

Data: 8 de novembro de 2019.

Horário: 10h

Local: Parque Tecnológico da UFRJ – Rua Paulo Emídio Barbosa, 485, Ilha do Fundão. Rio de Janeiro (RJ).

https://heloisatolipan.com.br/moda/senai-cetiqt-instituto-de-inovac...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 242

Responder esta

Respostas a este tópico

  O ISI do SENAI CETIQT foi criado para atuar na identificação e no desenvolvimento de novos produtos e processos químicos, bioquímicos e têxteis, a partir de recursos renováveis e não renováveis, atuando de forma transversal em áreas e temas identificados como portadores de futuro para as cadeias industriais química e têxtil.

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço