Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

As percepções de um blogueiro  sobre a metrópole japonesa

O blogueiro Fabio Sandes esteve no Japão e conta exclusivamente ao Guia JeansWear  suas impressões sobre a cidade de Tóquio, indetificando-a como forte influenciadora no comportamento de moda. Confira abaixo:
Tóquio é a meca da moda. Sim, sei que parece um exagero afirmar isto, mas é esta a impressão que temos quando andamos pela megalópole japonesa.
Acho que em nenhum outro lugar a moda assume um papel tão principal na vida das pessoas como em Tóquio. Já conheci alguns dos principais centros de moda do mundo: NY, Londres, Paris.. ,mas nenhum se compara à Tóquio. E o legal (e acho que é até por isto mesmo) é que tudo acontece de uma forma tão natural, orgânica, que percebemos que faz parte da identidade da cidade.

http://www.guiajeanswear.com.br/imagens/destaque/3113171012_destaque_toquio.jpg
Em Tóquio não há bairros da moda, ela está em todos os lugares, nos metrôs, nos restaurantes, nas lojas. Logicamente, há bairros que têm uma característica mais distinta e forte na moda como Harajuku, por exemplo, onde os “Fruits” desfilavam pelas concorridas ruas com trajes fantasiosos, como se estivessem em um concurso de cosplay. Na verdade, não há concurso algum, apenas pessoas que usam as roupas para expressar os seus ideais, desejos e fantasias. Simples assim.
Também é difícil identificar qual a tendência forte da estação. Há uma mistura tão grande que se tem a impressão de que tudo está em moda. Calças amplas, estampas folk, skinnies supergrudadas, look preppy, jeans coloridos, calças com barra virada. .  Até a sarouel eu vi em algumas pessoas. E todas legais. As combinações que eles fazem são simplesmente incríveis! As pessoas ou estão com roupas sociais para trabalhar (que também são um arraso, com uma alta qualidade) ou com estilo, muito estilo. É difícil ver alguém usando uma produção básica. É até mais raro do que ver alguém super estiloso nas ruas de São Paulo. É como se produzir fizesse parte do dia-a-dia de quem mora em Tóquio. Muito legal!
Percebi, contudo, três tendências bem marcantes e diferentes em vários lugares (e usados das formas mais distintas):
1.       Barra Virada. Eles adoram uma barra virada. .  Aí os jeans com selvedge ficam em vantagem pois dão um charme todo especial. Há diversas opções de jeans e sarjas com barras viradas. E muitas ficam com o comprimento das antigas capri só que toda grudadinha na perna. Uma graça.  O legal é que você vê gente de todo o tipo com a barra virada, até os com os looks mais sociais e básicos.
2.       Mochila de um ombro só. Elas meio que viraram uma febre. Estão em todas as lojas, sobretudo para homens. São mochilas menores, mais estreitas mas com o formato idêntico à clássica backpace. Só que só com uma alça. A ideia é usar na transversal ou apenas apoiada em um dos ombros. Todas as lojas masculinas têm o seu modelo e é possível ver em diversos lugares.
3.       Look geek com óculos. .  Muitos jovens usam os looks com óculos sem lente, apenas pelo estilo. Armações grandes, pretas e marcantes, com ou sem lente, são usadas como acessório fundamental no estilo das produções. Fica bem legal.
E o interessante é que Tóquio é mesmo focada em moda jeanswear. O jeans é idolatrado como forma de estilo.  Nas lojas de marcas como Lee e Levi´s há espaços especiais onde calças originais com 50, 60 até 100 anos de idade são apresentadas e comercializadas. Algumas lojas fazem pequenas coleções com reproduções fiéis das calças antigas e comercializam em corners especiais. É todo um mundo de opções que os amantes do jeans encontram na cidade. Simplesmente incrível!
Agora o que mais impressiona é a riqueza da cidade. Grifes de luxo como Prada, Dior, Louis Vuitton, Tiffany´s, Chanel não têm lojas mas prédios. E não é só em um bairro mas espalhados pela cidade. Identifiquei quatro bairros principais que não podem deixar de ser visitados por qualquer pesquisador de moda: Andar nas ruas de GINZA e na avenida Omote-sando em AOYAMA deixaria de queixo caído qualquer pessoa que estivesse acostumado às super famosas e chiques 5ª Avenida em NY e Champs Elysées em Paris. O luxo destes bairros impressiona, com lojas superconceituais, como o prédio de 6 andares da Prada em Aoyama, assinado pelos arquitetos Herzog & De Meuron e o prédio de 10 andares da Chanel em Ginza com uma fachada de vidro preta que à noite se transforma em tela para projeção de imagens e dá à rua um charme todo especial.
HARAJUKU é uma referência mundial de moda por reunir jovens na Takeshita Dori, rua onde os famosos “Fruits” se concentram e onde é possível ver barracas e lojas com roupas de todos os tipos. Lá 2 shoppings pequenos merecem atenção pela diversidade de lojas que oferece: Tóquio Shelter e La Foret. E, por último, ROPPONGI, bairro onde estão localizados os prédios financeiros mas que possui muitas lojas de luxo e dois shoppings extremamente lindos: Tóquio MidTown, com um estilo à la Cidade Jardim e lojas chiquérrimas como a Puma Black Store e a Boss Orange e o Roppongi Hills, complexo que abriga o museu de arte contemporânea MORI e diversas lojas.

Vale a pena dizer que as grandes lojas como Top Shop, Gap, Forever 21, Zara, H&M e, é claro, a Uniqplo possuem lojas em todos estes bairros. E em mais alguns outros. E as lojas são imensas com 6, 7 até 12 andares como é o caso da Forever 21 em Harajuku e a Uniqlo de Ginza. A Uniqlo merece uma atenção especial, afinal, estamos em seu berço e lá eles têm coleções bem especiais como a de camisetas feitas por concursos mundiais de design e a coleção de denim 100% japonês onde o tecido, aviamentos e processos de costura e lavagem são feitos no Japão com toda a qualidade que eles oferecem nos seus produtos. Incrível!
Três lojas tipicamente japonesas merecem uma visita especial (e também estão em praticamente todos os bairros): Muji, Loft e Ito-ya. A Muji oferece um design clean para todos os aspectos da vida, inclusive na moda. Em suas lojas você pode comer, comprar roupa, enfeites para casa, acessórios como óculos e relógios e até movéis. Diversão completa. A Loft e a Ito-ya são mais focadas em papelaria mas oferecem uma extensa seleção de acessórios que vale a pena conferir. E se deliciar, afinal, é fácil ficar horas vendo a infinidade de modelos de papéis, cadernos, bolsas, álbuns, relógios, etc. e etc. Além de tudo isto, ainda há os grandes magazines como Print Temps e Matsuya que possuem corners para diversas marcas de luxo e jeanswear.
Lojas, lojas e muitas lojas. É um mundo de opções. Lá descobri diversas marcas que não conhecia e que vou comentar aos poucos no meu blog ( moda2ponto.blogspot.com.br). O que posso falar no momento é que investir em uma viagem a Tóquio para fazer pesquisa vale a pena. Lá é possível encontrar uma variedade única no mundo. Além de conhecer uma cultura diferente e rica como a japonesa. Se for apenas para pesquisar, 1 semana é suficiente. Se for para conhecer o Japão vale a pena esticar por mais uma semana. Coisa para ver e para fazer é que não falta!

Fonte | Assinatura: BLOGUEIRO FÁBIO SANDES | FOTOS: FÁBIO SANDES

http://www.guiajeanswear.com.br/noticias/2795/toquio.aspx

Exibições: 346

Responder esta

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço