Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

A decisão foi anunciada em uma reunião com o Sindicato dos Trabalhadores Têxteis; 39 funcionários foram demitidos

Tabacow_Portal liberal.com.br

Localizada em Americana, Tabacow ocupa um salão de 70 mil metros quadrados às margens da Via Anhanguera.

A indústria de tapetes e carpetes Tabacow S.A, de Americana, encerrou suas atividades nesta sexta-feira (25). A decisão foi anunciada em uma reunião realizada nesta manhã com o Sindicato dos Trabalhadores Têxteis e os atuais 39 funcionários da empresa. 

De acordo com o sindicato, os trabalhadores não receberão as verbas rescisórias no ato da homologação. "Vamos fazer as homologações para que possam sacar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) que estiver depositado e dar entrada no seguro desemprego. Muitos nem tem o FGTS depositado, pois a empresa não faz o recolhimento há mais de oito anos", explicou o diretor do sindicato, Domingos da Silva Ramos.

Crise
Em entrevista ao LIBERAL, na última terça-feira (22), cerca de 20 funcionários da Tabacow, que estavam sem registro em carteira, reclamaram das más condições de trabalho. 



A Tabacow está em processo de recuperação judicial há pelo menos dois anos. De acordo com os funcionários que procuraram a reportagem do LIBERAL, gerentes e até o proprietário apareciam uma vez por mês na empresa e não davam satisfação sobre o pagamento das rescisões trabalhistas e sobre os problemas relatados pelos funcionários. 

No começo de 2015, funcionários procuraram o LIBERAL informando que metade dos salários de dezembro de 2014 e janeiro deste ano não tinham sido efetuados, além do 13º e benefícios do ano passado.

Segundo o sindicato, a crise da Tabacow teve início há mais de 10 anos.

http://www.liberal.com.br/noticia/553504CEB75-tabacow_fecha_fabrica...

Exibições: 1842

Responder esta

Respostas a este tópico

É uma pena ...

   Segundo o sindicato, a crise da Tabacow teve início há mais de 10 anos.

Apesar da crise a cidade de Americana esta de parabens,pois tem um ramo da industria que esta em pleno desenvolvimento,e o setor da industria de recuperações judiciais,criado a sombra de uma lei,onde os direitos dos funcionarios são garantidos ,so no papel.Que DEUS olhe por  estas familias,porque o Ministerio Publico esta fazendo que não enxerga.

Lastimável mais uma perda da cadeia textil. Ainda dá tempo de ir para o Paraguai! Façam uma cooperativa e saiam desse país sem futuro.

E só se manteve nestes dez anos, porque nós da indústria química e de fios somos tontos em ficar fornecendo produtos a mau pagadores.

Compra de você até cortar o crédito, após procura outro otário e ele vende até ser cortado o crédito e assim sucessivamente.

Tomara que pelo menos os trabalhadores recebam.

A recuperação judicial só deveria ser homologada com uma participação mínima (20%) dos funcionários em seu capital (poderiam ter maior participação entrando com seus créditos trabalhistas) e conselho administrativo, como forma de comprometimento dos envolvidos (acionistas, empregados, credores). Sem este comprometimento é só tempo para se afundar de vez.

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço