Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV

Além da propriedade mais comum do tabaco, pesquisadores de uma empresa na Carolina do Norte descobriram que essa planta também pode ser utilizada como uma alternativa sustentável para indústrias têxteis . Como a indústria de cigarros utiliza apenas suas folhas, deixando pra trás centenas de milhões de resíduos agrícolas a cada ano, Suzanne DeVall, fundadora da Organics Ploughboy, começou a explorá-lo e acabou por descobrir esse potencial, até então oculto, que age não somente como um corante não-tóxico, mas também como uma fibra que combina muito bem com alguns fios, como o algodão, a , a seda e o cashmere.

Sediada em Raleigh, a empresa procura corantes e fibras que tenham um baixo custo de produção e que não utilizem agentes químicos ou pesticidas. A nova tecnologia utiliza uma pequena fração de energia e quase não libera resíduos tóxicos na água, diferente da produção de outras tinturas convencionais. A Ploughboy tem dois projetos recentes, a “Avani”, uma paleta de 18 cores e a “Onatah” uma outra coleção de tecidos e vestuário provenientes do caule do tabaco, um antimicróbico natural.

Nós esperamos que o “Onatah”, assim como o “Avani”, sejam uma mudança de paradigmas na indústria têxtil.

Suzanne DeVall

Fonte:|http://modamodamoda.com.br/tecidos-a-base-de-tabaco/

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - Clique Aqui

Exibições: 537

Responder esta

Respostas a este tópico

Será bastante "bem vinda" essa utilização da planta do fumo como fibra têxtil ao invés de matar milhões de pessoas no mundo, sendo utilizada como fumo... Tenho conhecimento também que está sendo pesquisada a utilização da planta da maconha (canabis...) como fibra têxtil, por ter propriedades quase similares ao KENAF (outra fibra têxtil desconhecida por maioria de técnicos têxteis, mas conhecida pelos Egipcios há 6.000 A.C ) que possui propriedades físicas e químicas espetaculares, cuja planta é totalmente aproveitada, inclusive como  alimento. A exemplo do algodão considerado "ouro branco", o KENAF é considerado o "ouro verde", com uma produtividade entre 13 a 22 t/hectare, ou seja , mais de 6 vezes maior que o algodão. 

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço