Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Tecnologia Ajuda as Mulheres a Encontrar o Sutiã Perfeito

Chamada no site da True&Co diz: "faça a prova online em 2 minutos, sem fita métrica"

Chamada no site da True&Co diz: "faça a prova online em 2 minutos, sem fita métrica"

Lojas online como HerRoom, True&Co e algumas gigantes do ramo como Maidenform estão tentando reinventar o modo como se compra sutiãs, peça responsável por quase a metade do mercado anual de lingerie, de US$14 bilhões (R$ 28 bilhões).

Os varejistas estão lutando para afastar as mulheres dos provadores das lojas e convencê-las que é mais conveniente e pessoal usar novas ferramentas online para encontrar os sutiãs com melhor caimento.

Cair bem é tão fundamental para as mulheres que 20 mil delas já haviam se registrado 36 horas depois de a True&Co, um novo projeto de varejo de San Francisco para moda íntima, inaugurar seu site, em maio passado. Duas antigas funcionárias da Microsoft desenvolveram um método computadorizado para ligar as clientes aos respectivos e corretos tamanhos de sutiã. 

“É uma das compras mais emocionais que existem”, disse Michelle Lam, uma destas antigas funcionárias e hoje CEO da True&Co. “Há muitas questões com o corpo na hora de comprar um sutiã”.

Lojas especializadas, junto com outlets e sites, estão sugando as vendas de sutiãs dos revendedores tradicionais, como as lojas de departamento. Victoria’s Secret e Soma Intimates (da Chico’s), que também possuem sites, ganharam US$3,6 bilhões (R$ 7,3 bilhões) com a vendas de sutiãs no ano passado, segundo pesquisa do grupo NPD.

As lojas de departamento minguaram com US$1,1 bilhão (R$ 2,2 bilhões) em vendas, segundo números da NPD. Vendas online ainda são uma pequena porcentagem das vendas de roupas íntimas, estima a NPD. Até agora, em 2012, as vendas aumentaram 1,5% nos outlets, nos negociantes do atacado e na internet, segundo os números da NPD.

“O e-commerce está se tornando mais popular porque as mulheres não querem passar pela experiência que tinham anteriormente nas lojas”, disse Susan Anderson, analista de varejo para a Citi Research. “As lojas de departamentos não mudam suas seções de roupas íntimas há décadas e os consumidores agora estão mais propensos a comprar online”.

No ano passado, os sutiãs foram responsáveis por 45,8% das vendas das peças íntimas, que também incluem calcinhas e modeladores, de acordo com os números do NPD. O preço médio de um sutiã é cerca de US$ 65 (R$ 132) em lojas mais caras e US$13,90 (R$ 28,20) entre as lojas populares, descobriu o Citi Research.

Lojas online estão tentando resolver as constantes reclamações das mulheres sobre a experiência de comprar sutiãs em lojas. Elas lamentam a longa espera por atendimento nas vendas e também o fracasso em encontrar um sutiã que caia bem e fique bonito. Usando pesquisas e questionários, os vendedores online estão descobrindo detalhes sobre os tipos de corpos, cruciais para que o sutiã fique bom, mas que não são facilmente compartilhados com vendedores.

Fonte:|http://mulher.uol.com.br/moda/noticias/redacao/2012/12/06/tecnologi...

.

.

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - Clique Aqui

Exibições: 358

Responder esta

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço