Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Trabalhadores Têxteis Rejeitam Proposta Salarial, mas Não Cogitam Greve

Os trabalhadores das indústrias de fiação e tecelagem de Blumenau, Gaspar e Indaial rejeitaram no sábado (8), em assembleia, a proposta dos patrões de 7,4% de reajuste salarial.

Para o Sindicato dos Trabalhadores Têxteis, o valor não implica em um reajuste real, já que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) no período foi de 7,4%. "A proposta está muito aquém da expectativa dos empregos e não valoriza a categoria".

Ainda segundo a entidade, os trabalhadores vão propor à organização patronal um reajuste de 8,4%. Na reunião, optaram por não fazer greve.

A negociação salarial teve a primeira rodada no final de agosto. A data base da categoria foi prorrogada até 31 de outubro.

 

Fonte:|http://www.economiasc.com.br/index.php?cmd=industria&id=8310

Exibições: 217

Responder esta

Respostas a este tópico

Se por um lado, se reconhece a necessidade da valorização da categoria, por outro, há a constatação de que o setor têxtil brasileiro vive um cenário desfavorável, onde o produto importado - hoje, tão bem costurado como os daqui, às vezes, melhor - impera.
  E São Paulo como esta este assunto ? alguêm pode nós informar?

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço