Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Uma das maiores varejistas de moda do mundo desiste de abrir lojas no Brasil

A sueca H&M, uma das maiores varejistas de moda do mundo, pisou no freio.

Em agosto, anunciou que abriria lojas no Brasil, negociou com shopping centers, mas na semana passada cancelou todos os planos de falar português.


Fonte: VEJA
Por Lauro Jardim

Exibições: 1662

Responder esta

Respostas a este tópico

eu nao estou crucificando, qualquer produto textil tem sua fatura pro meio ambiente inclusive o agodao, porem estes dois que mencionei sao duplamente danosos, a saude e ao meio ambiente, quanto a viscose ela tambem e uma fibra artificial de origem vegetal que e a celulose que se encontra nas arvores, inclusive o bambu muito abundante na asia e que se regenera, mas qual e o problema entao? porque os paises desenvolvido nao querem sua produçao la? porque e preciso passar por um processo quimico altamente poluente que entre outros produtos tem um  altamente tóxico chamado de dissulfeto de carbono entre outros, nao sei se lembram do fenomeno do bambu que anunciaram como fibra ecologicamente correta e que na verdade e somente viscose, inclusive e proibido colocar na etiqueta que e bambu, tem que colocar viscose, quanto a falencia das fiaçoes se deu porque nossos empresarios ao inves de estarem buscando fiar fibras nobres como a seda o ramir e ate o algodao, nao eles queriam mesmo era importar poliester da china por centavos e vender por 2,3,4 5, dolares e ai chegou a crise, a china coloca o tecido aqui ja prontinho mais barato do que nos, entao quebrou-se as fiaçoes, nao ficou nada e as que tem de pe estao correndo atras do algodao, porque malha de algodao fio 30 penteado aqui no nordeste tem fila de gente pra comprar, as tecelagens nao dao conta, imagina se tivessemos fio de seda que temos um hibrido de casulo que da o melhor fio do mundo e que hoje esta todo no japao, entao meu amigo como sempre digo ficaram deitado eternamente em berço explendido deu no que deu e acredito piamente no que voce diz que foi o pliester que garantiu o emprego ai no bras, sabe porque? porque este governo que voces odeiam da corja de ladroes, elevou 30 milhoes de pessoas que nao consumiam ao consumo, estas pessoas compram hoje uma peça de roupa todo mes e tudo em poliester e digo isto com toda segurança orque lido com eles todo dia, entao nos ainda vamos ter uma boa sobrevida de poliester, mas daqui a pouco eles começam a notar o desconforto e ja começam a nao querer farda de poliester e dai para nao querer a roupa tambem e um pulo, entao aconselho a terem um plano B, termino indicando pra voce um livro chamado tecidos da dinah bueno, que eu costumo chamar de biblia, tenho no meu escritorio e uma excelente pesquisa da historia do tecido no mundo e fala muito do processo de fabricaçao, excelente vale cada pagina e cada centavo .
J. J. Torres disse:

Francisca, bem abordado sua preocupação com a fabricação do Poliester e da Poliamida... Porém neste tipo de abordagem o que dizer da Viscose??? Muito utilizado na moda feminina e que hoje só possui produção em países subdesenvolvidos!!! É o nosso algodão tb??! O consumo de água que necessita!!!!
Então não crucifique muito o PES e a PA!!! E ainda ainda bem que o PES está evoluindo!!! Tomara que evolua ainda mais!!! Nos últimos 2 anos posso te afirmar que foi ele que garantiu o emprego de muita gente na área textil e a manutenção de muitas empresas aqui da minha querida região do BRÁS... Calças de Suplex, montaria, Flame, etc etc etc...
Francisca, sou técnico textil e depois ainda tive coragem de fazer engenharia têxtil!! Confesso também que aprendi muito, muito mais com meus anos de experiência aqui no Brás e antes nas indústrias que passei! Nada como a prática....
Com isso conheco um pouquinho dos processos de fabricação, suas vantagens e desvantagens!!! Mas obrigado pela indicação do livro! Sempre é bom ter onde consultar e pesquisar...

O problema do algodão infelizmente não tem nada a ver com a alta importação do fio da Ásia! Ele tem sim pelo elevado custo de produção!!! Onde o seu governo (já que comentou sobre política! Rsrs) teima em falar que não aumenta energia mas no mês passado uma fiacao aqui do interior de SP pagou só de energia 1,5 mi!!! Quem sobrevive com uma conta de energia destas??? É exatamente por isso que não existe disponibilidade de fio penteado!!! Processo muito caro e ninguém paga o valor se as fiações tiverem que cobrar o que realmente vale
E as fiações de algodão que importam Poliester basicamente são as dai do Nordeste e é muito pouco perto do montante total da importação... E sorte que fizeram isso! Talvez seja isso que ainda possibilite eles "trocarem figurinha" fazendo fio opend end de algodão



Sua abordagem sobre o Bambu tb foi bem lembrada!! Ano passado tentaram a vez do Eucalipto!! Hehehehe... Isso é tudo viscose!! Tudo questão de marketing... Já comentava na época que apenas deram um nome para a Viscose da China já que lá grande parte da Viscose vem do bambu e não da Madeira...

Agora realmente não entendi sua abordagem sobre ramir e seda!! Já entrou numa Fiacao de seda? Já viu como é o processo?? Você realmente acha que tem muuuuuuuito mercado pra isso...???

Bom, isso é o bacana deste blog! Poder unir nos dá cadeia têxtil e aprendermos uns com os outros e debater a nossa triste realidade!!!

Espero ainda te ver comprando uma roupa de Poliester... E se sentir com conforto! Dizer:- que toque sedoso, belo caimento, corri o dia todo e o tecido continua sem cheiro ruim, excelente respirabilidade.... Hehehehe....

Grande abraço e vamos em frente....


Francisca - bela pesquisa no google - vc parece ser boa em pesquisas - a realidade e essa o poliester evoluiu, e nos também temos que ter isso em mente, a outra afirmação do Torres e a mais valida o que seria da industria textil no Brasil - ou melhor das confecções do Brasil se não tivéssemos o poliester? 


francisca gomes vieira disse:

obrigado antonio, nao sou sabia, apenas tenho bom senso e nao sou a favor da industria que esta destruindo o nosso planeta, com poliamida e poliester: 

Poliéster é uma categoria de polímeros que contém o grupo funcional éster na sua cadeia principal. Apesar de existirem muitos poliésteres, o substantivo masculino "poliéster" como material específico refere-se ao polietileno tereftalato (PET). Os poliésteres incluem produtos químicos que ocorrem naturalmente, tais como a cutina presente na cutícula das plantas, e produtos químicos sintéticos obtidos por policondensação tais como o policarbonato epolibutirato. Os poliésteres naturais e alguns sintéticos são biodegradáveis, mas a a maioria dos últimos não.

Dependendo da sua estrutura química, o poliéster pode ser termoplástico ou termoendurecido, no entanto a maioria dos poliésteres comuns são termoplásticos. resumindo estamos vestindo roupa de plastico.

polamida:

Poliamida é um polímero termoplástico composto por monômeros de amida conectados por ligações peptídicas, podendo conter outros grupamentos. A primeira poliamida foi sintetizada na DuPont, por um químico chamado Wallace Hume Carothers, em 1935.1 As poliamidas como o nylonaramidas, começaram a ser usadas como fibras sintéticas, e depois passaram para a manufatura tradicional dos plásticos.

Atualmente, a poliamida tem estreita relação com uma família de polímeros denominados poliamídicos, e sua produção é feita a partir de quatro elementos básicos, extraídos respectivamente: do petróleo (ou gás natural), do benzeno, do ar e da água (carbononitrogêniooxigênio e hidrogênio).[carece de fontes]

Tais elementos são combinados por processos químicos especiais, dando origem a compostos conhecidos como ácido adípicohexametilenodiamina,caprolactama e outros compostos, que por sua vez, sofrem reações químicas, de forma a constituírem as macromoléculas que formam a poliamida. para entender a desgraça que sao estas fibras nao precisa ser dotor em quimica (nos temos um pos doctor em polimeros), so precisa ter aprendido aquela quimica simples do segundo grau



antonio fsansak disse:

perfeitamente, concordo com vc plenamente, ate que enfim alguem sabio e sabe o que fala, j.j  parabens , ja  nao perdia mais meu tempo, com certos colunistas aqui


Francisca - bela pesquisa no google - vc parece ser boa em pesquisas - a realidade e essa o poliester evoluiu, e nos também temos que ter isso em mente, a outra afirmação do Torres e a mais valida o que seria da industria textil no Brasil - ou melhor das confecções do Brasil se não tivéssemos o poliester?
J. J. Torres disse:

Francisca, sou técnico textil e depois ainda tive coragem de fazer engenharia têxtil!! Confesso também que aprendi muito, muito mais com meus anos de experiência aqui no Brás e antes nas indústrias que passei! Nada como a prática....
Com isso conheco um pouquinho dos processos de fabricação, suas vantagens e desvantagens!!! Mas obrigado pela indicação do livro! Sempre é bom ter onde consultar e pesquisar...

O problema do algodão infelizmente não tem nada a ver com a alta importação do fio da Ásia! Ele tem sim pelo elevado custo de produção!!! Onde o seu governo (já que comentou sobre política! Rsrs) teima em falar que não aumenta energia mas no mês passado uma fiacao aqui do interior de SP pagou só de energia 1,5 mi!!! Quem sobrevive com uma conta de energia destas??? É exatamente por isso que não existe disponibilidade de fio penteado!!! Processo muito caro e ninguém paga o valor se as fiações tiverem que cobrar o que realmente vale
E as fiações de algodão que importam Poliester basicamente são as dai do Nordeste e é muito pouco perto do montante total da importação... E sorte que fizeram isso! Talvez seja isso que ainda possibilite eles "trocarem figurinha" fazendo fio opend end de algodão



Sua abordagem sobre o Bambu tb foi bem lembrada!! Ano passado tentaram a vez do Eucalipto!! Hehehehe... Isso é tudo viscose!! Tudo questão de marketing... Já comentava na época que apenas deram um nome para a Viscose da China já que lá grande parte da Viscose vem do bambu e não da Madeira...

Agora realmente não entendi sua abordagem sobre ramir e seda!! Já entrou numa Fiacao de seda? Já viu como é o processo?? Você realmente acha que tem muuuuuuuito mercado pra isso...???

Bom, isso é o bacana deste blog! Poder unir nos dá cadeia têxtil e aprendermos uns com os outros e debater a nossa triste realidade!!!

Espero ainda te ver comprando uma roupa de Poliester... E se sentir com conforto! Dizer:- que toque sedoso, belo caimento, corri o dia todo e o tecido continua sem cheiro ruim, excelente respirabilidade.... Hehehehe....

Grande abraço e vamos em frente....

Ótima discussão...

Mas o ponto que eu levanto é a inserção do Brasil na cadeia global. Como a cadeia T&C brasileira vai sobreviver? Eu quero qua esta cadeia se fortaleça e promova desenvolvimento para nossa nação.

E, repito, acho que a ameaça não sào os produtos baratos, para estes já perdemos feio. Não conseguimos nem chegar perto dos países que estão dominando esta fatia do mercado.

Falo de produtos inovadores e de moda. Os que os consumidores desejam.

Onde estão sendo desenvolvidos?

Quanto a produtos feitos com exploração de trabalhadores, sem respeito pelo meio ambiente, na informalidade, os consumidores é que vão rejeitá-los. Estas cadeias globais de varejo já sabem disto e estão buscando os fornecedores adequados.

E nós?

Nossa indústria é um dinossauro que vive a custa do protecionismo e subsídio.

Não precisa ser assim. O mundo admira o estilo de vida brasileiro mas nós não temos competência para entregar isso.

Vamos achar caminhos?

Falo de produtos inovadores e de moda. Os que os consumidores desejam.

Onde estão sendo desenvolvidos?

estes produtos existem, sao produzidos no brasil que o brasil desconhece, aqui na paraiba por exemplo, infelizmente o que nao e feito no sudeste e no sul nao existe pro brasil, entao existimos la fora e com maestria, enquanto aqui nao existimos, la fora existimos pra classe AA, nao reclamamos de preço baixo nem de concorrencia desleal, porque isto nao conhecemos, temos um altissimo valor agregado, estamos andando pra china


eu pesquiso muito no google sim, ele é pra isto, mas depois eu busco livros, este ai que indiquei e somente um deles, porque eu nao vou ficar citando a minha pequenissima biblioteca, mas leio eleio e leio muito, nao interessa o tratamento que vao dar ao poliester eles vai levar sempre os 120 anos pra ser absorvido pelo meio ambiente, quanto a energia meu caro esta toda privatizada, porque nao onda das privatizaçoes do brasil na era negra, vale, telecomunicações ........... os governos estaduais aproveitaram para privatizar as estatais, furnas nao foi privatizada porque itamar franco recebeu a comissao com a policia, entao nao cobre agora do meu governo soluçoes para questoes que foram criadas pelo governo que voces aplaudiram, agora chegou a fatura
manolo perez disse:


Francisca - bela pesquisa no google - vc parece ser boa em pesquisas - a realidade e essa o poliester evoluiu, e nos também temos que ter isso em mente, a outra afirmação do Torres e a mais valida o que seria da industria textil no Brasil - ou melhor das confecções do Brasil se não tivéssemos o poliester?
J. J. Torres disse:

Francisca, sou técnico textil e depois ainda tive coragem de fazer engenharia têxtil!! Confesso também que aprendi muito, muito mais com meus anos de experiência aqui no Brás e antes nas indústrias que passei! Nada como a prática....
Com isso conheco um pouquinho dos processos de fabricação, suas vantagens e desvantagens!!! Mas obrigado pela indicação do livro! Sempre é bom ter onde consultar e pesquisar...

O problema do algodão infelizmente não tem nada a ver com a alta importação do fio da Ásia! Ele tem sim pelo elevado custo de produção!!! Onde o seu governo (já que comentou sobre política! Rsrs) teima em falar que não aumenta energia mas no mês passado uma fiacao aqui do interior de SP pagou só de energia 1,5 mi!!! Quem sobrevive com uma conta de energia destas??? É exatamente por isso que não existe disponibilidade de fio penteado!!! Processo muito caro e ninguém paga o valor se as fiações tiverem que cobrar o que realmente vale
E as fiações de algodão que importam Poliester basicamente são as dai do Nordeste e é muito pouco perto do montante total da importação... E sorte que fizeram isso! Talvez seja isso que ainda possibilite eles "trocarem figurinha" fazendo fio opend end de algodão



Sua abordagem sobre o Bambu tb foi bem lembrada!! Ano passado tentaram a vez do Eucalipto!! Hehehehe... Isso é tudo viscose!! Tudo questão de marketing... Já comentava na época que apenas deram um nome para a Viscose da China já que lá grande parte da Viscose vem do bambu e não da Madeira...

Agora realmente não entendi sua abordagem sobre ramir e seda!! Já entrou numa Fiacao de seda? Já viu como é o processo?? Você realmente acha que tem muuuuuuuito mercado pra isso...???

Bom, isso é o bacana deste blog! Poder unir nos dá cadeia têxtil e aprendermos uns com os outros e debater a nossa triste realidade!!!

Espero ainda te ver comprando uma roupa de Poliester... E se sentir com conforto! Dizer:- que toque sedoso, belo caimento, corri o dia todo e o tecido continua sem cheiro ruim, excelente respirabilidade.... Hehehehe....

Grande abraço e vamos em frente....
Francisca sinceramente não vou falar sobre política! ainda mais sobre partidarismos.... E é engraçado que vcs tiveram 12 anos, vão ter 16 e continuam falando dos problemas do outro governo... Me poupe vai...

Nenhum partido é dono deste país!! Nós somos os donos... E não sou a favor do antigo ditado muito falado aqui em São Paulo do Maluf!!! -"rouba mais faz!!!!"

Todo e qualquer governo tem a obrigação de proporcionar o melhor para o país!! Ainda mais com os impostos avalaçaladores que pagamos! E sem falir a nação...

Vou ficando por aqui.... Pois este tema não me agrada...

Bons negócios!!

Poliester é uma fibra criada a partir do petroleo... o petroleo é finito, por tras de toda essa evoluçao vem a agressao a natureza, a exploracao do petroleo é como tirar sangue da terra, criando feridas irreversíveis...mas nesse mundo o que vale é custo a qualquer custo e lucro a toda prova, se da dinheiro é bom...essa é a nossa verdadeira evolução. 

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço