Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Verde é a cor mais quente : O crescimento da Moda Sustentável

Em nenhum lugar essa mudança é mais evidente do que na indústria da moda!

VERDE É A COR MAIS QUENTE: O CRESCIMENTO DA MODA SUSTENTÁVEL

Estamos vivendo num mundo com novas gerações, novas preocupações e valores modernos. Como a lealdade à marca hoje depende da profundidade de seus relacionamentos com os clientes, faz sentido mostrar ao mercado-alvo que sua visão do futuro está alinhada com a deles. Em nenhum lugar essa mudança é mais evidente do que na indústria da moda.

No passado, o conceito de moda sustentável ​​era um paradoxo. Uma indústria que prospera com desperdício, reprodução rápida e inovação constante simplesmente não é construída para o sucesso ético. De fato, a indústria têxtil é uma das indústrias que mais liberam poluentes do mundo. Pesquisas mostram que quase 5% de todo o espaço do aterro é consumido por resíduos têxteis. Além disso, 20% de toda a poluição da água doce é produzida por tratamento têxtil e tingimento

No entanto, há esperança. Nos últimos anos, um número crescente de empresas começou a adotar práticas mais ecológicas. Seja eliminando os produtos químicos tóxicos que usam em seus corantes ou usando materiais reciclados em seus produtos, as marcas de moda sustentável estão fazendo sua parte para limpar o mundo. À medida que os consumidores começam a se preocupar mais com a pegada ambiental, com 60% da geração Y dizendo que desejam comprar de forma mais “sustentável”, não admira que roupas éticas estejam na moda.

A questão é: como uma empresa de roupas se transforma em uma marca de moda sustentável?

Estilo sustentável: O que faz uma marca de moda sustentável?

Alguns visionários estão liderando o caminho para o surgimento de marcas de roupas sustentáveis. A Allbirds, empresa que afirma fabricar os “sapatos mais confortáveis” do mundo, foi lançada em 2014 e lidera o caminho para calçados éticos desde então. O negócio, dirigido pelos designers Tim Brown e Joey Zwillinger, usa garrafas recicladas, papelão e fibras de árvores para fabricar sapatos de alta qualidade.

Marcas de moda sustentáveis ​​estão começando a surgir com líderes como Stella McCartney na vanguarda. Stella lançou a primeira marca de luxo vegana quando abriu sua própria casa de moda, usando a plataforma “World of Sustainability” para documentar sua busca por uma empresa mais responsável. Ao mesmo tempo, organizações como Patagonia, Eileen Fisher e Under Armour estão se juntando ao cenário ético.

Até grandes redes de fast-fashion, carregadas de produtos químicos, estão investindo em sustentabilidade. Hoje, 57% de todos os materiais utilizados pelo grupo H&M são reciclados ou de origem sustentável. Esse é um aumento de 35% em apenas um ano e a meta da empresa é de usar apenas materiais reciclados ou outros materiais de origem sustentável até 2030. A coleção Conscious Exclusive Outono/Inverno 2019 apresenta novos tecidos e materiais reciclados.

Já a Zara anunciou que todas as suas coleções serão feitas com tecidos 100% sustentáveis até 2025. Mas a ética e sustentabilidade caminham juntas, não dá para vender roupas de baixa qualidade com tecidos ecológicos feitos com a exploração de mão de obra. Em todo mundo estão surgindo marcas de moda sustentáveis. Embora ainda não exista uma lista específica para criar marcas de roupas sustentáveis, os criadores de tendências são definidos pelos seguintes recursos:

Elas dão algo em troca: as marcas de moda sustentável estão dispostas a compartilhar seus lucros com uma causa com a qual elas e seus clientes se importam, abrindo caminho para a afinidade do consumidor.

Elas reciclam: roupas éticas são feitas de materiais reciclados ou certificados, para reduzir o consumo de energia necessário ao usar matérias-primas. Empresas como a ASOS estão adotando um sistema de fabricação de “circuito fechado” para minimizar o desperdício.

Elas têm consciência ecológica: as marcas de roupas sustentáveis ​​estão ativamente comprometidas em limitar o impacto que causam no meio ambiente e reduzir sua pegada socioambiental.

Elas fortalecem sua economia: das marcas de roupas britânicas às marcas de moda escandinavas e muito mais, as empresas sustentáveis ​​não apenas cuidam do planeta. Essas organizações também se preocupam com as pessoas e mostram isso em suas estratégias éticas de pagamento e investimentos econômicos.

Elas são transparentes: designers de moda sustentáveis são honestos no que fazem. Eles mostram toda a sua cadeia de suprimentos, explicando como adquirem suas matérias primas ou roupas, e provando seu compromisso com o meio ambiente.

Por que as marcas de roupas sustentáveis ​​são tão populares?

Hoje em dia, com termos como #EcoFriendly e #GreenLiving em toda a web, a sustentabilidade pode ser o tópico de maior tendência da moda. À medida que clientes de todas as origens se levantam e exigem mais transparência de suas marcas de roupas, materiais mais éticos e compromisso com a proteção ambiental, estilistas e empreendedores interessados em moda circular ​​estão entrando na sociedade.

Acontece que as gerações Y e Z controlam o mercado consumidor, e muitos deles tem interesse de comprar de marcas com fortes práticas ambientais e gostam de divulgar essas marcas para amigos. Os clientes de hoje esperam que suas marcas se importem com o mundo e façam sua parte para protegê-lo.

Algumas empresas estão começando a mudar a maneira como definimos marcas de “luxo”. No passado, o luxo costumava ter a melhor qualidade de materiais, e era algo pelo qual um consumidor estava feliz em pagar mais. Os clientes de hoje ainda se sentem à vontade para pagar mais pelo que consideram ser uma marca de “luxo”. No entanto, a nova geração define materiais de luxo como coisas que parecem e se sentem bem, sem danificar a terra ou a sociedade em que vivem.

Em parte, a demanda por marcas de moda sustentável ​​vem do fato das gerações mais jovens saberem que precisam fazer algo para preservar o meio ambiente. Gerações mais jovens são equipadas com mais informações do que seus pais e avós pois eles nasceram na era da internet, o conhecimento instantâneo a um clique. O conhecimento que adquirimos nos últimos anos está nos levando a mudar nossos caminhos.

Outro impulsionador da busca por marcas de roupas sustentáveis ​​é a natureza social do mundo em que vivemos. Em uma época em que as pessoas compartilham tudo, desde a comida que comem até os shows que assistem online, todo mundo quer fazer parte do novo movimento ambiental. Várias marcas sustentáveis já estão aproveitando o fato de que seus clientes querem definir sua natureza ecológica através de suas roupas, e essas marcas tiram proveito das buscas dos consumidores por uma coisa crucial: uma imagem melhor.

https://sebraeinteligenciasetorial.com.br/produtos/noticias-de-impa...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 360

Responder esta

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço